Abrir menu principal

Alterações

26 bytes removidos ,  19h32min de 4 de outubro de 2018
m
Foram revertidas as edições de 2804:14C:146:88D3:ED4E:5E16:2AC5:379F para a última revisão de Kaktus Kid, de 00h52min de 21 de setembro de 2018 (UTC)
===Antiguidade===
{{Artigo principal|Ceticismo filosófico|Pirro}}
O ceticismo professora nao li o texto filosófico se manifestou na [[Grécia]] clássica, aparentemente um de seus primeiros proponentes foi [[Pirro de Élis|Pirro de Elis]] (360-275 a.C.) que estudou na [[Índia]] e defendia a adoção de um "ceticismo prático". [[Carneades]] discutiu o tema de maneira mais minuciosa e contrariando os [[estoico]]s, dizia que a certeza no conhecimento, seria impossível. Sexto Empírico (200 a.C.) é tido como a autoridade maior do ceticismo grego.<ref name="Hegenberg">{{citar livro|autor =Leonidas Hegenberg|título=Filosofia moral v. 2: Metaética|url=http://books.google.com/books?id=LViWTyXOyykC&pg=PA79|publicado=Editora E-papers|isbn=978-85-7650-261-6|página=79}}</ref> Mesmo atualmente o ceticismo filosófico costuma ser confundido com o ceticismo vulgar e com aquilo que a tradição cética denominou de "dogmatismo negativo". Nada mais está tão em desacordo com o espírito do ceticismo do que a reivindicação de quaisquer certezas, seja as positivas ou as negativas.<ref name="Guerreiro1999">{{citar livro|autor =Mario A. L. Guerreiro|título=Ceticismo ou senso comum?|url=http://books.google.com/books?id=-ohU24MohqkC&pg=PA233|ano=1999|publicado=EDIPUCRS|isbn=978-85-7430-083-2|página=233}}</ref><ref>"Não deve ser confundido com discordância de opiniões, embora o cético discorde daquele que afirma saber algo, a discordância pode existir sem o menor vestígio de ceticismo."{{citar livro|autor =PAULO AUGUSTO SEIFERT|título=Epistemologia Das Ciências Sociais|url=http://books.google.com/books?id=4bAsluYd2zwC|publicado=IESDE BRASIL SA|isbn=978-85-7638-761-9}}</ref>
 
Na [[Filosofia islâmica]], o ceticismo foi estabelecido por [[Al-Ghazali]] (1058–1111), conhecido no Ocidente como "Algazel", era parte da ''Ash'ari'', a escola de teologia islâmica, cujo método de ceticismo compartilha muitas semelhanças com o método de [[René Descartes]].<ref name=Najm>{{citation|título=The Place and Function of Doubt in the Philosophies of Descartes and Al-Ghazali|primeiro =Sami M.|último =Najm|periódico=Philosophy East and West|volume=16|número=3–4|data=julho–outubro de 1966|páginas=133–141|doi=10.2307/1397536|publicado=Philosophy East and West, Vol. 16, No. 3/4|jstor=1397536}} {{en}}</ref>