Abrivio

Juntou-se a 9 de janeiro de 2007
1 323 bytes removidos ,  12h50min de 16 de março de 2007
sem resumo de edição
==Interesses==
* Forças Armadas
* Poesia portuguesa
* Direito Civil Brasileiro
 
==Em debate==
* Catalina
* BAe 125
 
==Coisas a fazer==
 
==Opiniões==
===Odeio esboçosmínimos===
Como dizia mestre Yoda: "Faça ou não faça, não tente".
Se você não está disposto a fazer o artigo com informações suficientes...
 
===Edições de Anônimos só atrapalham===
A Wiki está aberta a todos, é só fazer um cadastro, que é rápido. Edições de Anônimos são uma porta para o vandalismo.
 
===Não estou aqui para traduzir===
Muito obrigado aos usuários que traduzem artigos wiki de outros idiomas, mas não é esse meu objetivo. Quero mostrar na wiki nossa história e cultura. Já colaborei com a wiki anglo e os projetos não são tão bons, nós podemos fazer melhor, não vejo motivo para imitá-los.
===A Guerra Moderna===
Não existe Guerra sem morte e destruição. Desde a Guerra do Golfo, a mídia e o Governo Americano transformaram a Guerra em uma espécie de videogame, só que lá embaixo, quando a bomba explode, pessoas morrem.
 
Não se vence uma Guerra do alto, é necessário enviar tropas, e as mortes também passam a ocorrer do seu lado. Por mais que se invista em equipamentos de proteção e protocolos de engajamento, elas irão ocorrer.
 
Na primeira guerra do golfo, o Pet Shop Boys lançou uma música que eu achei muito interessante sobre isso:
 
"Imagine uma guerra em que todo mundo vencesse, feriado permanente debaixo de um sol sem fim. Paz sem sabedoria, alguém rouba para alcançar, implacavelmente, fingindo acreditar..."
 
"Vamos fingir que ganhamos uma guerra, como uma partida de futebol, dez a zero, a contagem. Qualquer coisa é possível, estamos do mesmo lado. Ou, de outra forma em julgamento por nossas vidas..."
 
"Dance comigo, vamos fingir viver numa fantasia satélite, nos perguntando quem é seu amigo..."
 
"E eu, meu Senhor, não posso dizer nada?..."
 
== Perfil ==
8 321

edições