Abrir menu principal

Alterações

1 262 bytes adicionados, 22h56min de 19 de outubro de 2018
→‎Comunicações: inserindo texto atualizado com referências
Paulínia possui muitos meios de [[comunicação]], destacando-se os jornais. Os mais tradicionais são o [[Jornal de Paulínia]], criado na [[década de 1960]], pelo jornalista Carlos Tontoli; o Correio Paulinense, criado por Mizael Marcelly.<ref name="correio">{{citar web|url=http://www.correiopaulinense.com|título=Correio Paulinense agora na versão Online|autor=Correio Paulinense}}</ref> O Cromo,<ref>{{citar web|url=http://www.listaon.com.br/paulinia/lista.php?menu=jornais|título=Jornais de Paulínia cadastrados na Lista On|autor=Lista On}}</ref> , jornal Agora Paulínia de Alexandre Mane e o Tribuna de Paulínia. Muitos jornais de Paulínia circulam também em Cosmópolis e Artur Nogueira. Circulam no município também os jornais Notícia Já, Correio Popular, [[Folha de S.Paulo]], [[O Estado de S. Paulo]], [[Agora São Paulo|Agora]], Todo Dia, entre outros. Há quatro rádios na cidade: Rádio Paulínia FM, Matriz FM, Rádio A Mais FM e Rádio Canção Nova AM.<ref>{{citar web|url=http://www.radios.com.br/cgi-bin/search.cgi?query=regsp02&nh=3|título=Rádios da região de Campinas|autor=Rádios ao Vivo}}</ref>
 
Em Paulínia há serviços de [[internet]] discada e [[banda larga]] ([[Asymmetric Digital Subscriber Line|ADSL]] e via rádio) sendo oferecido por vários provedores. ANa telefonia fixa éa feitacidade pelafoi operadoraatendida inicialmente pela [[TelefónicaCompanhia Telefônica Brasileira|Companhia Telefônica Brasileira (CTB)]] eaté 1973<ref>{{citar web|url=https://www.imprensaoficial.com.br/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=/1973/ineditoriais/junho/20/pag_0009_2TIM6BGCRNUOSe8LEFA7U4SO2TJ.pdf&pagina=9&data=20/06/1973&caderno=Ineditoriais&paginaordenacao=100009|titulo=Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp|data=|acessodata=|publicado=Diário Oficial do Estado de São Paulo|ultimo=|primeiro=}}</ref>, quando passou a ser atendida pela [[Telecomunicações de São Paulo|Telecomunicações de São Paulo (TELESP)]], que construiu as centrais telefônicas utilizadas até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a [[Telefônica Brasil|Telefônica]]<ref>{{citar web|URL=http://telefonica.mediagroup.com.br/pt/Empresa/Nossa_Historia.aspx|título=Nossa História|data=|acessodata=|publicado=Telefônica / VIVO|ultimo=|primeiro=|autor=}}</ref>, sendo que em 2012 a empresa adotou a marca [[Vivo]]<ref>{{citar web|URL=http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2012/04/telefonica-conclui-troca-da-marca-por-vivo.html|título=Telefônica conclui troca da marca por Vivo|autor=GASPARIN, Gabriela|data=12 de abril de 2012|publicado=G1|acessodata=}}</ref> para suas operações. As operadoras [[Vivo]], [[Telecom Italia Mobile|TIM]], [[Claro (telefonia móvel)|Claro]] e [[Oi (telecomunicações)|Oi]] oferecem serviço telefônico móvel. O [[Discagem direta a distância|DDD]] de Paulínia é 19 e desde o início de 2009, Paulínia é servida pela [[Portabilidade de números telefónicos|<span title="Portabilidade">portabilidade</span>]], assim como outras 72 cidades de DDD 19 e o [[Código postal|Código de Endereçamento Postal]] (CEP) vai de 13140-001 a 13149-999.<ref>{{citar web|url=http://www.buscacep.correios.com.br/servicos/dnec/menuAction.do?Metodo=menuFaixaCep|titulo=CEP de cidades brasileiras |acessodata=6 de janeiro de 2012}}</ref> A portabilidade é um serviço que possibilita a troca da operadora sem a necessidade de se trocar o número do aparelho.<ref>{{citar web|url=http://www.paulinianews.com.br/?pg=noticia&id=9353|título=paulinenses já poderão trocar operadora de telefonia sem ter de mudar o número |acessodata=3 de fevereiro de 2009|autor=Paulínia News}}</ref>
 
{{Canais de TV de Paulínia}}
6 807

edições