Abrir menu principal

Alterações

10 bytes removidos, 22h20min de 22 de outubro de 2018
m
ajuste de datas, traduções nas citações, outros ajustes
Os historiadores muitas vezes consideram o [[Reino de Sukhothai]] como o início da história tailandesa, que se insere na influência do [[Reino de Ayutthaya]], o primeiro a ter contato com o Ocidente, através de uma missão diplomática [[Portugal|portuguesa]]. Ayutthaya teve uma longevidade de 417 anos, chegando ao fim com a [[Guerra birmano-siamesa (1765-1767)|guerra birmano-siamesa]] em 1767. [[Taksin]] libertou o país, estabelecendo a cidade de [[Thonburi]] como capital e adotando uma política de enfrentamento à ameaça de outras nações, o que fez do reino o único no Sudeste asiático a nunca ter sofrido colonização europeia.<ref name="Tailândia colonização">{{citar web |titulo = Reino da Tailândia |url = http://www.infoescola.com/asia/tailandia/ |data = |acessodata = 10 de julho de 2015 | publicado = Info Escola |lingua = }}</ref> A dinastia Chakri foi fundada por [[Buda Yodfa Chulaloke|Rama I, o Grande]] e Bangkok foi elevada à capital em 1782. Em meio à revolução, em 1932 o país passou de [[monarquia absoluta]] a [[monarquia constitucional]] e, em 23 de junho de 1939, deixou de chamar-se Sião e adotou seu nome atual, Tailândia. Atualmente, o país é regido por uma [[Conselho Nacional para a Paz e a Ordem|junta militar]], que tomou o poder em maio de 2014, através de [[Golpe de Estado na Tailândia em 2014|um golpe de Estado]].<ref name="ThailandPM">{{citar web|titulo = Thailand's Junta Chief Chosen as Prime Minister |url = http://www.bangkoknews.net/index.php/sid/224959611 |data = 21 de agosto de 2014 |acessodata = 27 de junho de 2015 | publicado = Thailand News |lingua = inglês }}</ref> É liderada pelo rei [[Maha Vajiralongkorn]], que ascendeu ao trono em 2016.
 
Com uma área de {{fmtn|513120}} [[quilómetro quadrado|km²]], é o [[Lista de países e territórios por área|50.º maior país do mundo em área territorial]], sendo ainda o [[Lista de países por população|20.º mais populoso do planeta]], com população de 67,7 milhões de habitantes. A capital e maior cidade do país é [[Banguecoque|Bangkok]] ([[Banguecoque]], em português europeu), que é o centro político, comercial, industrial e cultural da Tailândia. Entre 75% e 95% da população é etnicamente tailandesa, que inclui quatro grandes grupos regionais: [[Região Central (Tailândia)|Central]], [[Pessoas Isan|Isan]] (também chamados ''Khon'' ou ''Lao''), [[Povo tailandês do norte|tailandeses do norte]] e o [[Região Sul (Tailândia)|sul]]. Os [[sino-tailandeses]] e aqueles com ascendência chinesa significativa são 14% da população,<ref>Barbara A. Oeste (2009), Enciclopédia dos Povos da Ásia e Oceania , Fatos em Arquivo, p. 794, ISBN 1438119135</ref>, enquanto Tais com ancestralidade chinesa parcial compreendem até 40% da população.<ref>Theraphan Luangthomkun (2007). "A posição de não-Thai Línguas na Tailândia". Idioma, Nação e Desenvolvimento no Sudeste da Ásia (iseas Publishing): 191.</ref> [[Tais-malaios]] representam 3% da população, com o restante consistindo em minorias étnicas como o [[Povo mon|Mons]], os [[Khmers]] e várias tribos. O idioma oficial do país é o [[Língua tailandesa|tailandês]] e a religião principal é o [[budismo]], considerada a oficial do país pela Constituição e praticada por cerca de 95% da população.
 
A Tailândia sofreu um rápido crescimento econômico entre meados da década de 1980 e fim da década de 1990, tornando-se um [[Países recentemente industrializados|país recentemente industrializado]] e um grande exportador. A indústria, agricultura e o turismo são os setores que mais contribuem para a economia.<ref name="Dados sobre a Tailândia 20">{{citar web |url= http://www.worldbank.org/en/country/thailand/overview |publicado= Banco Mundial |titulo= Thailand Overview | lingua= inglês |acessodata= 27 de junho de 2015 |data = Abril de 2015 }}</ref> Entre os dez países membros da [[Associação de Nações do Sudeste Asiático]] (ASEAN), a Tailândia ocupa o segundo lugar em qualidade de vida e o [[Índice de Desenvolvimento Humano]] (IDH) do país é classificado como elevado. Sua grande população e crescente influência econômica fizeram-lhe um poder médio na região e ao redor do mundo.<ref name="Dados sobre a Tailândia 21">{{citar web |url= https://books.google.com.br/books?id=FGM1zEdCOmAC&pg=PA103&lpg=PA103&dq=middle+power+philippines&source=bl&ots=vrzASjVnf_&sig=YBVVPgRkVxzcg-VOOB5V97EwIYE&hl=en&ei=OBq0SbegJcnWkAW31sC5BA&sa=X&oi=book_result&ct=result&redir_esc=y#PPA104,M1 |publicado= Middle Power Statecraft |titulo= Middle Power Statecraft: Indonesia, Malaysia, and the Asia Pacific | lingua= inglês |acessodata = 27 de junho de 2015 |data = 2005 |autor = PING, Jonathan H. }}</ref>
{{Ver artigo principal|Dinastia Chakri}}
 
Taksin é assassinado em 1782. [[Buda Yodfa Chulaloke|Rama I, O Grande]], um dos principais generais de Taksin, foi coroado rei no mesmo ano, com o nome de ''Phra Yot Fa'', iniciando assim a [[dinastia Chakri]], que governa o país até os dias atuais. Seu primeiro feito foi transferir novamente a capital do reino de Sião, de Thonburi para [[Banguecoque|Bangkok]], que estava estabelecida do outro lado do rio Chao Phraya, à frente de Thonburi.<ref name="História da Tailândia 5"/>
 
A transferência e instalação de Bangkok como nova capital deu-se ainda em 1782, ano em que Rama I, o Grande chegou ao poder.<ref name="História da Tailândia 5">{{citar web |url= http://www.lonelyplanet.com/thailand/bangkok/history |titulo = History of Bangkok, city capital of Thailand |autor = |publicado = Lonely Planet |lingua = inglês | data = | acessodata = 19 de setembro de 2016 }}</ref> À época, cerca de um quarto a um terço da população de algumas áreas de Sião e da Birmânia viviam em sistema de escravidão.<ref name="História da Tailândia 6">{{citar web |url = https://web.archive.org/web/20101009132129/http://kyotoreviewsea.org/slavery4.htm |publicado = Kyoto Review |titulo = Kyoto Review of Southeast Asia | lingua = inglês |data = 23 de setembro de 2014 |acessodata = 11 de janeiro de 2015 }}</ref><ref name="História da Tailândia 50">{{citar web |url = http://www.san.beck.org/20-9-Siam,Laos,Cambodia1800-1950.html |publicado = San Beck |titulo = Siam, Cambodia, and Laos 1800-1950 | lingua = inglês |data = 23 de setembro de 2014 |acessodata = 8 de outubro de 2016 }}</ref>
 
O Sião tem tradição imemorial de comércio com os países e culturas vizinhas do [[oceano Índico]] e do [[mar da China Meridional]]. O comércio e a influência europeus chegaram à região da atual Tailândia no século XVI, com os [[Portugal|Portugueses]]. Apesar da pressão europeia, a Tailândia é o único país do sudeste asiático que nunca foi colonizado por europeus. As duas principais razões para tal são o facto de a Tailândia ter tido uma longa sucessão de governadores bastante hábeis durante o século XIX e estes terem sabido explorar as rivalidades e tensões entre [[França]] e o [[Reino Unido]].<ref name="História da Tailândia 6" />
 
Como resultado, o país manteve-se como estado-tampão entre as partes do sudeste asiático colonizadas pelas duas potências.<ref name="História da Tailândia 6" /> Apesar disto, a influência ocidental levou a muitas mudanças e grandes concessões durante o século XIX, mais notavelmente na grande perda territorial a leste da região do [[Rio Mekong|Mekong]] para os [[França|franceses]], e na absorção gradual pelos ingleses de Shan (Thai Yai, atual [[Myanmar|Birmânia]]) e pela [[Malásia]] peninsular.<ref name="História da Tailândia 6" />
[[Ficheiro:2010_0320_bkk_red_shirt_demonstration_07.jpg|thumb|Protesto da [[Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura]] em [[Bangkok]] em 2010.]]
 
Esta crise política envolveu boa parte da sociedade tailandesa. A [[Aliança Popular para a Democracia]] (PAD, em inglês) tornou-se o principal grupo de manifestação contra Thaksin Shinawatra, enquanto a [[Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura]] (cujos adeptos são comumente chamados de camisas vermelhas) se opôs ao golpe militar de 2006, com boa parte de seus membros apoiando Thaksin.<ref name="História contemporânea 3">{{citar web| url = http://www.nytimes.com/2008/09/12/world/asia/12thai.html?fta=y |publicado = [[The New York Times]] | titulo = Power of the People Fights Democracy in Thai Protests | autor = Mydans, Seth | data = 12 de setembro de 2008 | acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref><ref name="História contemporânea 1">{{citar web|url=http://www.economist.com/node/15819472|título= Thailand's political deadlock: Smiling for the cameras |data = 31 de março de 2010 |publicado = The Economist |lingua = inglês |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref><ref name="História contemporânea 2">{{citar web|url = http://www.chiangraitimes.com/new-thai-red-shirts-leader-vows-to-fight-for-democracy.html |titulo= New Thai Red Shirts Leader, Vows to Fight for Democracy |data = 16 de março de 2014 |publicado = Chiang Rai Times |lingua = inglês |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref> A Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura - composta principalmente por pessoas do Norte e Nordeste da Tailândia, de classes urbanas mais baixas de Bangkok e de alguns intelectuais - acusa a elite extra-democrática do país, tais como os militares, judiciário, certos membros do Conselho Privado do Rei e outros funcionários não eleitos, de ações antidemocráticas e de interferência na política em prol de interesses não-coletivos.<ref name="Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura 1">{{citar web|url = http://www.nbcnews.com/id/30162229 |titulo= Thai police issues warrants for 14 protets leaders |data = 14 de abril de 2009 |publicado = NBC News |lingua = inglês |acessodata = 23 de setembro de 2016 }}</ref> Por outro lado, a Aliança Popular para a Democracia colocou-se contra o governo de Thaksin Shinawatra e é descrita como [[Nacionalismo|ultranacionalista]], opondo-se à [[democracia representativa]] e defendendo a manutenção da monarquia constitucional. Seus membros são, em sua maioria, membros da classe média tailandesa, da classe trabalhadora de Bangkok e sulistas anti-Thaksin, apoiados por algumas facções do Exército tailandês, alguns líderes do Partido Democrata e membros dos sindicatos estado-empresa.<ref name="Aliança Popular para a Democracia 1">{{citar web |url = http://www.atimes.com/atimes/Southeast_Asia/JH27Ae02.html |titulo =Thai protests turn nasty (em português: Protestos tailandeses apaziguados) |publicado = Asia Times |data = 27 de agosto de 2008 |autor = |lingua = inglês |acessodata = 23 de setembro de 2016 }}</ref>
 
Após o golpe, o país continuou a registrar protestos e instabilidade política, tais como a [[Crise política de 2008-2009 na Tailândia|crise de 2008-2009]] e as [[Manifestações na Tailândia de 2009|manifestações contra o governo de Abhisit Vejjajiva]], ocorridas principalmente em Bangkok e Pattaya. Os [[Protestos políticos na Tailândia em 2010|protestos de 2010]], provocados pela Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura, levou Vejjajiva a [[Dissolução do parlamento|dissolver o parlamento]] e convocar [[Eleições gerais na Tailândia em 2011|novas eleições em 2011]], antecipando a que deveria ocorrer em 2012. [[Yingluck Shinawatra]] foi eleita, tornando-se a primeira mulher do país a ocupar o cargo de primeira-ministra.<ref name="História contemporânea da Tailândia 4">{{citar web |url = http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/08/tailandia-elege-nova-premie-yingluck-irma-de-ex-lider-exilado-1.html |titulo = Tailândia elege primeira premiê mulher do país |publicado = G1 Notícias |data = 5 de agosto de 2011 |autor = Reuters |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref>
 
Em 4 de novembro de 2013, por meios de corrupção , o povo tailandês [[Protestos na Tailândia em 2013-2014|protesta contra o governo parlamentar]], foi então a [[Corte Constitucional da Tailândia]] suspende a primeira-ministra e elege [[Niwatthamrong Boonsongpaisan]], como primeiro-ministro interino em 7 de maio de 2014. Em 22 de maio de 2014, general [[Prayut Chan-o-cha]], comandante-chefe do [[Forças Armadas da Tailândia|exército real tailandês]] e líder do [[Conselho Nacional para a Paz e a Ordem]] derruba o governo e suspende a [[Constituição tailandesa de 2007|constituição de 2007]], através de um [[Golpe de Estado na Tailândia em 2014|golpe de estado]] em conjunta com uma [[junta militar]], com resultado foi criado uma constituição interina em 22 de julho. No dia 24 de agosto de 2014, ele foi titulado primeiro-ministro, com aprovação do rei [[Bhumibol Adulyadej]].<ref name="História contemporânea da Tailândia 50"/>
 
Em 7 de agosto de 2016, foi aprovada um [[Referendo constitucional na Tailândia em 2016|referendo]] para criação de uma nova constituição e uma nova eleição para 2018 ou para fica por mais tempo o poder do primeiro-ministro, com resultado de 61,4% contra 59,4%, gerou progresso com a criação de uma constituição em 29 de março de 2017 e aprovado em 9 de abril. O rei [[Bhumibol Adulyadej]] morreu em 13 de outubro de 2016 após setenta anos de reinado, sendo sucedido por seu filho [[Maha Vajiralongkorn]].<ref name="História contemporânea da Tailândia 50">{{citar web |url = http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/10/rei-da-tailandia-bhumibol-adulyadej-morre.html |titulo = Rei da Tailândia, Bhumibol Adulyadej, morre após 70 anos no poder|publicado = G1|data = 13 de outubro de 2016 |autor = G1 |lingua = |acessodata = 13 de outubro de 2016 }}</ref>
 
[[Ficheiro:Wat_Rong_Khun-pano-1.jpg|thumb|esquerda|[[Wat Rong Khun]], um [[templo]] [[budismo|budista]] na província de [[Chiang Rai (província)|Chiang Rai]]]]
Diferentemente dos principais países vizinhos, a constituição tailandesa não adota nenhuma religião oficial, garantindo a liberdade religiosa para todos os cidadãos do país. Entretanto, o rei da nação é obrigado por lei a ser [[Budismo|budista]] [[teravada]].<ref name="Religião na Tailândia 1">{{citar web |url= http://www.accesstoinsight.org/lib/authors/kusalasaya/wheel085.html |publicado = Access to Insight |titulo = Buddhism in Thailand |lingua = inglês |formato = |data = 2006 |acessodata = 11 de setembro de 2015 |autor = KUSALASAYA, Karuna }}</ref> A religião predominante é o [[Budismo]] Teravada, que é parte integrante da identidade e da cultura tailandesa. A participação ativa no budismo está entre as mais altas no mundo.<ref name="Religiões na Tailândia 2">Tong Chee Kiong; Chan Kwok Bun (2001). Rethinking Assimilação e Etnia: Os chineses da Tailândia. Identidades alternativas: Os chineses de Contemporary Tailândia. pp. 30-34.</ref>
 
De acordo com o último censo (2000), 94,6% da população do país identifica-se como budista da tradição Teravada. Os [[Islão|muçulmanos]] são o segundo maior grupo religioso na Tailândia, compreendendo 4,6% da população.<ref name="Religião na Tailândia 3">{{citar web |url= http://www.state.gov/j/drl/rls/irf/2006/71359.htm |publicado = U.S Department of State |titulo = Thailand - International Religious Freedom Report 2006 |lingua = inglês |formato = |data = |acessodata = 12 de maio de 2014 }}</ref> O Islã está concentrado principalmente em províncias do sul do país &mdash; [[Pattani]], [[Yala]], [[Satun]], [[Narathiwat]] e parte de [[Songkhla]] &mdash; que são predominantemente da etnia [[Malaios|malaia]], a maioria dos quais muçulmanos [[Sunismo|sunitas]]. Os [[Cristianismo|cristãos]] representam 0,8% da população - predominantemente de cunho [[Reforma Protestante|protestante]]<ref name="Política da Tailândia 11" /> - com o restante constituído por [[Sikhismo|sikhs]] e [[Hinduísmo|hindus]].<ref name="Religião na Tailândia 4">{{citar web |url = http://features.pewforum.org/global-christianity/map.php#/Thailand,ALL | titulo = Thailand |publicado = Fórum Pew |data = |acessodata = 11 de maio de 2014 | lingua = inglês }}</ref> [[Religião tradicional chinesa|Religiões tradicionais chinesas]] também são comumente praticadas no reino, principalmente entre a comunidade chinesa e em regiões de influência da [[República Popular da China|China]].<ref name="Religiões na Tailândia 2" />
=== Idiomas ===
 
O [[Língua tailandesa|tailandês]] é a [[língua oficial]] da Tailândia, sendo a principal língua de comunicação no país, usada na educação e nos assuntos de governo. Ela é regulada pela [[Real Sociedade da Tailândia]], fundada originalmente sob o nome ''Royal Society of Siam'', em 1926.<ref>{{Citar web|url = http://m.posttoday.com/articlestory/326914|arquivourl = https://web.archive.org/web/20150419093321/http://m.posttoday.com/articlestory/326914|arquivodata = 19 de abril de 2015 |titulo = Yuen sonocho khan plian chue ratchabandittayasathan |data = 28 de outubro de 2014 |acessodata = 16 de abril de 2015 |publicado = Post Today |lingua = tailandês |script-title = ยื่น สนช. ค้านเปลี่ยนชื่อ "ราชบัณฑิตยสถาน"|títulotrad= Objection to renaming of the Royal Institute has been filed with the NLA}}</ref><ref>{{citar periódico|autor =Government of Thailand |data=2001-11-12 |acessodata=2015-02-14 |título=Phra Ratchabanyat Ratchabandittayasapha Phutthasakkarat Song Phan Ha Roi Si Sip Si | script-title=th:พระราชบัญญัติราชบัณฑิตยสถาน พ.ศ. 2544 | trans_title=Royal Institute Act, 2001 | url=http://www.ratchakitcha.soc.go.th/DATA/PDF/00026777.PDF |língua=Thai |formato=PDF |periódico= Royal Thai Government Gazette | volume=118 | issuenúmero=104A |local=Bangkok |publicado=Cabinet Secretariat |páginas=1–11 }}</ref><ref>{{citar periódico|autor =Government of Thailand |data=1958-08-31 |acessodata=2015-02-14|título=Prakat Khong Khana Patiwat Chabap Thi Song Roi Sip Hok Long Wan Thi Yi Sip Kao Kanyayon Song Phan Ha Roi Sip Ha | script-title=th:ประกาศของคณะปฏิวัติ ฉบับที่ 216 ลงวันที่ 29 กันยายน 2515 | trans_title=Revolutionary Council Announcement No. 216 dated 29 September 1972 | url=http://www.ratchakitcha.soc.go.th/DATA/PDF/2515/A/145/1.PDF |língua=Thai |formato=PDF |periódico= Royal Thai Government Gazette | volume=89 | issuenúmero=145 (Special) |local=Bangkok |publicado=Cabinet Secretariat |páginas=1–16 }}</ref> A língua tailandesa é pertencente à [[família linguística]] [[Línguas kradai|kradai]], encontradas no sul da China e no Sudeste asiático, sendo [[Inteligibilidade mútua|mutuamente inteligível]] ao [[Língua laociana|laociano]]. O [[alfabeto tailandês]], composto por 44 consoantes, 15 símbolos de vogal - que combinam em pelo menos 28 formas de vogal - e quatro sinais diacríticos de tons, é a forma padrão de escrita.<ref>{{citar livro|título= Language and national identity in Asia (Língua e identidade nacional na Ásia) |autor = Andrew Simpson |ano= 2007 |publicado= Oxford University Press |citação= "Tailandês padrão é uma forma de Central Thai baseado na variedade do tailandês falado anteriormente pela elite do tribunal, e agora pela média educada e classes superiores de Bangkok. Foi padronizada em livros de gramática, no século XIX, e se espalhou drasticamente a partir de 1930 em diante, quando a educação pública tornou-se muito mais difundida" }}</ref><ref name=bangkok>{{citar web |url= http://thaiarc.tu.ac.th/thai/peansiri.htm |titulo = Linguistic Perspectives of Thai Culture |acessodata = 26 de abril de 2011 |autor = Peansiri Vongvipanond |data=verão de 1994 |obra= paper presented to a workshop of teachers of social science |publicado= University of New Orleans |página= 2 |citação= "Um dialeto ouvido na rádio e na televisão, é o dialeto Bangkok, considerada a língua padrão" }}</ref> É reconhecida também o [[Braille Tai]].<ref name="Obrigações">Antonio L. Rappa; Lionel Wee (2006), Política Linguística e Modernidade no Sudeste Asiático: Malásia, Filipinas, Singapura e Tailândia., Springer, pp 114-115</ref>
 
Além da língua tailandesa, há outras línguas minoritárias, como o [[Língua chinesa|chinês]] - especialmente o [[dialeto Teochew]], no Nordeste do país, que às vezes é definido como um dialeto lao - o [[Kelantan-Pattani Malaio]], um dialeto nas províncias do sul. O [[Língua inglesa|inglês]] é ensinado nas escolas e universidades.<ref name="Língua inglesa na Tailândia">Conferência SAMEO, Cingapura, abril de 2006.</ref> Ao menos 73 línguas são consideradas vivas e estão em uso, especialmente entre as minorias étnicas e em áreas rurais.<ref name="Idiomas na Tailândia 1">{{citar web |url= http://www.ethnologue.com/country/TH |título= Thailand |publicado = Ethnologue - Languages of the World |data = |acessodata= 11 de setembro de 2015 }}</ref>
A proposta de constituição de 1932, assinada pelo rei [[Prajadhipok]], criou a primeira legislatura da Tailândia: a Assembleia do Povo, com 70 membros nomeados. A assembleia se reuniu pela primeira vez em 28 de junho de 1932, no [[Salão do Trono Ananda Samakhom]]. No momento em que a Constituição permanente entrou em vigor, em dezembro do mesmo ano, as eleições foram marcadas para 15 de novembro de 1933. A nova constituição também mudou a composição da assembleia de 70 eleitos para 78 eleitos diretamente e 78 nomeados (pelo Khana Ratsadon), totalizando 156 membros.<ref name="Política da Tailândia 51">{{citar web|url= https://books.google.com.br/books?id=EKD3AgAAQBAJ&pg=PT204&lpg=PT204&dq=assembly+people+thailand+Prajadhipok+70&source=bl&ots=op3tIGffcO&sig=9_nCDNYYhjp0K2yyvRq7mvShBwg&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwj6trugrdjPAhVDlpAKHeIIAYMQ6AEIJDAB#v=onepage&q=assembly%20people%20thailand%20Prajadhipok%2070&f=false |titulo= Empires at War: A Short History of Modern Asia Since World War II |publicado = Books Google |data = 2010 |lingua= inglês |acessodata = 13 de outubro de 2016 |autor = Pike, Francis }}</ref>
 
Entre 1932 e 1973 a política do país foi dominada por [[Ditadura militar|ditaduras militares]] que estiveram no poder durante grande parte do período. As principais personalidades foram o ditador [[Luang Phibunsongkhram]] (mais conhecido como Phibun), que aliou o país com o [[Japão]] durante a [[Segunda Guerra Mundial]],<ref name="Política da Tailândia 50">E. Bruce Reynolds. (1994) Thailand and Japan's Southern Advance 1940–1945. St. Martin's Press ISBN 0-312-10402-2.</ref>, e o político civil [[Pridi Phanomyong]], que fundou a [[Universidade Thammasat]] e foi brevemente o primeiro-ministro após a guerra.<ref name="Política da Tailândia 49">{{citar web|url= http://www.tour-bangkok-legacies.com/pridi-banomyong.html |título=Pridi Banomyongthe father of Thai democracy |publicado = Bangkok Legacies |data = |lingua= inglês |acessodata = 13 de outubro de 2016 }}</ref> A invasão japonesa da Tailândia ocorreu em 8 de dezembro de 1941. Durante a [[Guerra do Vietnã]], a Tailândia foi aliada dos [[Estados Unidos]] entre 1965 e 1971, estando presente com forças militares no [[Vietnã do Sul]].<ref name="Política da Tailândia 50" />
 
=== Forças armadas ===
As relações exteriores da Tailândia são tratadas pelo [[Ministério das Relações Exteriores (Tailândia)|Ministério das Relações Exteriores da Tailândia]]. A nação participa plenamente nas organizações internacionais e regionais. É um dos mais antigos aliados dos [[Estados Unidos]] e um dos [[Principal aliado extra-OTAN|principais aliados extra-OTAN]].<ref name="Relações internacionais da Tailândia 14">{{citar web|url = http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/35375/enquanto+eua+reveem+assistencia+militar+golpistas+tailandeses+ameacam+internautas.shtml |titulo = Enquanto EUA reveem assistência militar, golpistas tailandeses ameaçam internautas - Antiga aliada norte-americana, Tailândia poderá perder assistência militar enquanto continuar governo de exceção |autor = UOL |publicado = Opera Mundi |data = 22 de maio de 2014 |acessodata = 12 de setembro de 2015 }}</ref> O país continua a ser um membro ativo da [[Associação de Nações do Sudeste Asiático]] (ASEAN), exercendo certa influência em sua região e desenvolvendo laços cada vez mais estreitos com outros membros da ASEAN, como a [[Indonésia]], Malásia, [[Filipinas]], [[Singapura]], [[Brunei]], Laos, Camboja, Myanmar e Vietnã, cujos ministros externos e econômicos realizam reuniões anuais.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 17">{{citar web |url = http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2007/07/29/ult1808u98206.jhtm |titulo = Ministros da Asean iniciam reunião anual do bloco em Manila |acessodata = 16 de setembro de 2016 |data = 29 de julho de 2007 |publicado = UOL Notícias }}</ref> A cooperação regional é mantida pelo país, em especial no que trata da economia, política e questões culturais. Em 2003, a Tailândia serviu como anfitriã da [[APEC]]. O ex-vice-primeiro-ministro tailandês, [[Supachai Panitchpakdi]], foi Secretário-Geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) entre 2005 e 2013, tendo sido o primeiro a exercer o cargo de origem leste-asiática.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 15">{{citar web|url = http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2005/05/11/ult1808u40647.jhtm |titulo = Economista tailandês substituirá Ricupero na Unctad |autor = |publicado = UOL Notíciais |data = 11 de maio de 2005 |acessodata = 16 de setembro de 2016 }}</ref> Em 2005, a Tailândia participou da inaugural da [[Cúpula do Leste Asiático]].<ref name="Relações internacionais da Tailândia 13">{{citar web|url = http://dfat.gov.au/international-relations/regional-architecture/eas/pages/east-asia-summit-eas.aspx |titulo= East Asia Summit (EAS) |autor = Australian Government |publicado = Department of Foreign Affairs and Trade |data = |acessodata = 12 de setembro de 2015 }}</ref>
 
Nos últimos anos, a Tailândia tem assumido um papel cada vez mais ativo na cenário internacional. Quando o [[Timor-Leste]] conquistou a independência da Indonésia, a Tailândia, pela primeira vez em sua história, contribuiu enviando tropas para o esforço internacional de paz. Suas tropas permanecem lá até hoje, como parte de uma força de paz da ONU. Como parte de suas atividades para aumentar os laços internacionais, a Tailândia tem participado de organizações regionais e internacionais, como a [[Organização dos Estados Americanos]] (OEA) e a [[Organização para a Segurança e Cooperação na Europa]] (OSCE). Tropas tailandesas também são enviadas para os esforços de reconstrução no [[Afeganistão]] e [[Iraque]]. O reino iniciou negociações de vários [[Tratado de livre-comércio|acordos de livre-comércio]] com o [[Bahrein]] (2002),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 3">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/thailand-bahrain-free-trade-agreement |titulo= Thailand-Bahrain Free Trade Agreement |data= 29 de dezembro de 2002 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref>, China (2003),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 1">{{citar web |url= http://www.bilaterals.org/?-China-Thailand-&lang=en |titulo= China-Thailand |data= |publicado= Bilaterals.org |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref>, Estados Unidos (2003),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 7">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/united-states-thailand-free-trade-agreement |titulo= United States-Thailand Free Trade Agreement |data= 19 de outubro de 2003 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref>, [[Índia]] (2004),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 5">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/india-thailand-free-trade-area |titulo= India-Thailand Free Trade Agreement |data= 2004 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref>, [[Austrália]] (2005),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 2">{{citar web |url= http://www.thailaws.com/law/e_laws/freetrade/australia/tafta_business_guide.pdf |titulo= A Business Guide to the Thailand-Australia Free Trade Agreement (TAFTA) |data= 2005 |publicado= Governo da Austrália |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref>, países do [[Mercosul]] (especialmente [[Brasil]], [[Argentina]], [[Paraguai]] e [[Uruguai]]), a partir de 2006<ref name="Relações internacionais da Tailândia 6">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/thailand-mercosur-free-trade-agreement |titulo= Thailand-MERCOSUR Free Trade Agreement |data= 3 de novembro de 2006 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> [[Peru]] (2011)<ref name="Relações internacionais da Tailândia 22">{{citar web |url= https://aric.adb.org/fta/thailand-peru-free-trade-agreement |titulo= Trade and Investment: Thailand-Peru Free Trade Agreement (Thailand-Peru FTA) |data= 3 de novembro de 2006 |publicado = Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 19 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref> e o [[Chile]] (2013).<ref name="Relações internacionais da Tailândia 4">{{Citar notícia|titulo= Chile seeks investment in Thailand |publicado= Investvine.com |data= 27 de fevereiro de 2013 |url= http://investvine.com/chile-seek-investment-in-thailand/ |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> O tratado de livre-comércio com os Estados Unidos, em especial, foi altamente criticado, com alegações de que de o alto custo das indústrias tailandesas poderia ser dizimado.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 8">{{citar web|url= http://www.ftawatch.org/ |titulo= FTA Watch Group website |publicado= Ftawatch.org |acessodata= 12 de novembro de 2014 }}</ref>
[[Ficheiro:Khao phra viharn 001.png|thumb|esquerda|[[Templo Hindu de Preah Vihear|Templo de Preah Vihear]], objeto de um conflito de soberania entre Tailândia e Camboja.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 11">{{citar web|url= http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/02/apos-5-mortes-camboja-e-tailandia-fazem-cessar-fogo-na-fronteira.html |titulo= Após 5 mortes, Camboja e Tailândia firmam cessar-fogo na fronteira |publicado= G1 Mundo |data= 5 de fevereiro de 2011 |acessodata= 10 de janeiro de 2015 }}</ref>]]
 
[[Imagem:MahaNakhon_by_kylehase.jpg|thumb|Arranha-céu [[MahaNakhon]], em [[Bangkok]], o maior edifício do país.]]
 
Por ser um país [[Países recentemente industrializados|recentemente industrializado]], a economia da Tailândia é considerada [[Mercados emergentes|emergente]].<ref name=Globalization>{{citar livro|título=Globalization and the Transformation of Foreign Economic Policy|autor =Paweł Bożyk|capítulo=Newly Industrialized Countries|páginas=164|publicado=Ashgate Publishing, Ltd|ano=2006|isbn=0-75-464638-6}}</ref><ref name=Limits>{{citar livro|título=The Limits of Convergence|autor =Mauro F. Guillén|capítulo=Multinationals, Ideology, and Organized Labor|páginas=126 (Table 5.1)|publicado=Princeton University Press|ano=2003|isbn=0-69-111633-4}}</ref> Em 2013, o país registrou um [[Produto interno bruto]] (PIB) de US$ 673,000 bilhões, fazendo da nação a segunda maior economia do Sudeste asiático, depois da [[Indonésia]]. Em termos de [[PIB per capita]] ([[Lista de países por PIB (Paridade do Poder de Compra)|Paridade do Poder de Compra]]), é a quarta nação mais rica do Sudeste asiático, depois de [[Singapura]], [[Brunei]] e Malásia, de acordo com o [[Fundo Monetário Internacional]] e o [[Banco Mundial]].<ref name="Economia da Tailândia 2">{{citar web |titulo = GDP (Purchasing Power Parity) |url = https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2001.html | publicado = The World Factbook | autor = US CIA | data = 4 de janeiro de 2015 |acessodata = 29 de setembro de 2015 | lingua = inglês }}</ref>
 
Como uma potência econômica regional, o país é visto como uma [[Sistema económico|economia de âncora]] para os países vizinhos, especialmente Myanmar, Camboja e Laos. Em 2014, apresentou uma taxa de [[desemprego]] de 0,84%, de acordo com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social da Tailândia (NESDB), além de uma [[força de trabalho]] de mais de 38,26 milhões de pessoas (17ª maior do mundo).<ref name="CIA Economia">{{citar web |titulo = Economy of Thailand |obra=The World Factbook |publicado=Central Intelligence Agency |ano=2008 |url=https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/br.html |acessodata=3/06/2008}}</ref><ref name="Economia da Tailândia 3">{{citar web|titulo = Labor force, total |url = http://data.worldbank.org/indicator/SL.TLF.TOTL.IN |acessodata = 19 de setembro de 2016 |data = 4 de janeiro de 2015 |publicado = Banco Mundial | lingua = inglês }}</ref>
O reino experimentou a maior taxa de crescimento econômico do mundo entre 1985 e 1996, com uma média de 12,4% ao ano.<ref name=WEOD>{{citar web|titulo=Thailand|url=http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo/2012/01/weodata/weorept.aspx?pr.x=51&pr.y=10&sy=1980&ey=1984&scsm=1&ssd=1&sort=country&ds=.&br=1&c=578&s=NGDP_R%2CNGDP_RPCH%2CNGDPD&grp=0&a=|autor=World Economic Outlook Database, Abril de 2012|publicado=International Monetary Fund|data = agosto de 2012 |acessodata = 3 de outubro de 2015 }}</ref> Em 1997, a economia contraiu 1,9%, levando a uma crise financeira que resultou na desvalorização do [[baht]], moeda do país.<ref name="Baht">{{citar web |url = http://pt.db-city.com/Moeda/Baht |título = Baht (Moeda) |autor = |acessodata= 3 de outubro de 2015 |publicado= |data= 26 de fevereiro de 2011 }}</ref> O baht foi indexado em 25 dólares americanos de 1978 a 1997, atingindo seu ponto mais desvalorizado de 56 dólares em janeiro de 1998, período em que a economia contraiu 10,8%, desencadeando a crise financeira asiática.<ref name="Economia da Tailândia 4">{{citar web|titulo = How the baht was 'attacked' |url = http://thanong.tripod.com/11282001.htm|acessodata = 3 de outubro de 2015 |data = 28 de novembro de 2001 | publicado = Thanong Tripod | lingua = inglês }}</ref>
 
A economia tailandesa é fortemente dependente de exportações, com estas representando mais de dois terços do produto interno bruto (PIB). As exportações, em geral, exportam em média US$ 105 bilhões em bens e serviços por ano.<ref name="McCargoHong">{{citar periódico| doi = 10.1080/1463136042000221898|url=http://thaipolitics.leeds.ac.uk/files/2014/05/mccargo-and-krisadawan-2004.pdf|título= Contesting Isan‐ness: Discourses of politics and identity in Northeast Thailand|periódico= Asian Ethnicity| volume = 5| issue número= 2|páginas= 219|ano= 2004|último1 = McCargo |primeiro1 = D. |último2 = Hongladarom |primeiro2 = K. }}</ref> As principais exportações são provenientes do [[arroz]], têxteis e calçados, além de produtos da pesca, borracha, jóias, carros, computadores e aparelhos elétricos.<ref name="McCargoHong" /> O país tem sido o maior produtor mundial de arroz das últimas décadas.<ref name="Economia da Tailândia 1" />
[[Ficheiro:SPS Intertech factory13.jpg|thumb|esquerda|Trabalhadores de uma linha de produção em uma fábrica em [[Chachoengsao (província)|Chachoengsao]].]]
[[Ficheiro:Rice_farmers_Mae_Wang_Chiang_Mai_Province.jpg|thumb|esquerda|Plantação de [[arroz]] em Chiang Mai. O país é um dos três maiores exportadores deste grão no mundo.<ref name="Economia da Tailândia 1">{{citar web|url = http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2014/10/tailandia-deve-voltar-ser-maior-exportador-mundial-de-arroz-diz-fao.html |título= Tailândia deve voltar a ser maior exportador mundial de arroz, diz FAO - País ficou atrás de Vietnã e Índia nos últimos anos. Previsão de venda de 9,6 milhões de toneladas até o final de 2014. |data= 14 de outubro de 2014 |lingua = |autor = |publicado = G1 Globo Rural |acessodata = 29 de setembro de 2015 | formato = }}</ref>]]
O turismo representa cerca de 6% da economia do país. A Tailândia é o país mais visitado no Sudeste Asiático, de acordo com a Organização Mundial de Turismo. Entretanto, o setor acarreta diversas anomalias sociais para o reino, como a [[Prostituição na Tailândia|prostituição generalizada]] e o turismo sexual. Uma estimativa publicada em 2003 avaliou o setor turístico em torno de US$ 4,3 bilhões por ano, ou cerca de 3% da economia tailandesa.<ref name="Turismo na Tailândia 1">{{citar web|url = https://web.archive.org/web/20160705012540/http://www.theage.com.au/articles/2003/11/26/1069825832486.html?oneclick=true |titulo = Thailand mulls legal prostitution | data = 20 de novembro de 2003 |acessodata = 20 de fevereiro de 2016 | lingua = inglês }}</ref> De acordo com pesquisa realizada pela Universidade Chulalongkorn, na economia informal tailandesa, a prostituição e o turismo sexual no período entre 1993 e 1995, fez-se em torno de 2,7% do PIB. Acredita-se que pelo menos 10% dos dólares dos turistas estrangeiros são gastos no comércio sexual.<ref name="Turismo na Tailândia 2">{{citar web| autor = Martin, Lorna |titulo = Paradise Revealed |url = https://web.archive.org/web/20160426004750/http://www.taipeitimes.com/News/feat/archives/2006/01/25/2003290710/4 |publicado = Taipei Times |acessodata = 29 de janeiro de 2015 | lingua = inglês }}</ref>
 
Em 1967, o número de turistas era de, aproximadamente, {{formatnum|336000}} visitantes estrangeiros. Esta estimativa saltou para mais de 29 milhões de visitantes internacionais que visitaram a Tailândia em 2015.<ref>{{citar jornal|último1 =Tore|primeiro1 =Ozgur|título=Thailand greets 29 millionth visitor in 2015|url=http://ftnnews.com/other-news/29303-thailand-greets-29-millionth-visitor-in-2015.html|acessodata=25 de dezembro de 2015|obra=FTN News|data=2015-12-23}}</ref><ref>{{citar jornal|título=Thailand hoping to attract wealthier travellers|url=http://www.nationmultimedia.com/breakingnews/Thailand-hoping-to-attract-wealthier-travellers-30275657.html|acessodata=25 de dezembro de 2015|obra=The Nation|data=2015-12-25}}</ref> A duração média de estadia em 2007 foi de 9,19 dias, gerando um número estimado de 547 bilhões de baht, cerca de 11 mil milhões de euros.<ref name="www2.tat.or.th">[http://www2.tat.or.th/stat/web/static_index.php Tourism Authority of Thailand]. .tat.or.th (6 May 2008). Retrieved on 16 September 2010.</ref><ref name=DOT-2014>{{citar web|titulo = International Tourist Arrivals to Thailand 2014 (by nationality) |url = http://www.tourism.go.th/home/details/11/221/23044 |publicado = Department of Tourism (Thailand) |acessodata = 21 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref> Até meados de 2016, [[Han (etnia)|Chineses]], [[malaios]], [[japoneses]], [[Coreia do Sul|sul-coreanos]] e [[Laocianos|laosianos]] foram as nacionalidades que mais visitaram a Tailândia para fins de turismo. Entre os visitantes europeus, destacaram-se, no mesmo período, os [[russos]], [[Reino da Grã-Bretanha|britânicos]], [[alemães]] e [[franceses]]. Os [[Povo dos Estados Unidos|norte-americanos]] são, entre os de nacionalidade proveniente da América do Norte, os de maior quantidade em turistas. Na [[América Latina]], turistas [[brasileiros]] e [[argentinos]] são os mais presentes enquanto [[Demografia da África do Sul|sul-africanos]] são os de maior expressividade entre aqueles vindos da África.<ref name=DOT-Stats>{{citar web|titulo = Visitor Statistics, 1998–2014 |url = http://www.tourism.go.th/home/details/11/221/25516 |publicado = Department of Tourism Thailand |acessodata = 21 de setembro de 2016 | data = janeiro–julho de 2016 |lingua = inglês }}</ref>
 
Os turistas asiáticos visitam principalmente Bangkok e as atrações históricas, naturais e culturais nos arredores. Turistas ocidentais não só visitam Bangkok, mas muitos viajam para as praias do sul e ilhas. O norte do país é o principal destino para caminhadas e viagens de aventura, com seus diversos grupos étnicos minoritários e montanhas arborizadas. A região que hospeda o menor número de turistas é o [[Isan]], no nordeste. Para acomodar os visitantes estrangeiros, o governo tailandês estabeleceu um sistema policial para o turismo, com escritório separado nas principais áreas turísticas e seu próprio número de telefone de emergência central.<ref name="Turismo na Tailândia 3">{{citar web| |titulo = Thailand Tourist Information: Useful Calls |url = https://web.archive.org/web/20160721194306/http://www.thaiwaysmagazine.com/thailand/thailand_calls_important.html |publicado = Thaiways Magazine |acessodata = 29 de janeiro de 2015 | lingua = inglês}}</ref>
Na área de transporte aéreo, o país possui dez companhias aéreas nacionais e outras dezoito companhias que realizam voos comerciais para o país. O [[Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi]] é o mais e mais movimentado do país, com um total de {{formatnum|52808013}} de passageiros em 2015, fazendo deste o [[Lista de aeroportos por número de passageiros|20º maior do mundo em número de passageiros]].<ref name="Vigésimo mais movimentado do mundo">{{citar web |url = http://www.panynj.gov/airports/pdf-traffic/ATR_2015.pdf |titulo = 2015 Airport Traffic Statistics |publicado = Port Authority of New York and New Jersey |data = 1 de abril de 2016 | acessodata = 7 de maio de 2016 | lingua = inglês }}</ref> O [[Aeroporto Internacional de Don Mueang]] também registra um número significativo de passageiros anualmente, com {{formatnum|30304183}} em 2015.<ref name="Aeroporto Internacional de Don Mueang">{{citar web |url = http://aot.listedcompany.com/misc/statistic/2016/20160125-aot-traffic-calendar-2015-12m.pdf |titulo = AOT Air Traffic Calendar Year 2015 |publicado = Aircraft Movements |data = 2015 | acessodata = 7 de maio de 2016 | lingua = inglês }}</ref> Onze aeroportos possuem movimentação de mais de um milhão de passageiros a cada ano. Há ainda, outros 101 aeroportos domésticos na Tailândia.<ref name="Transportes na Tailândia 6">{{citar web|url= https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/rankorder/2053rank.html#th |título = Country Comparison: Airports |publicado = The World Factbook |lingua= inglês |formato = |autor = Central Intelligence Agency (CIA) |data = 2013 |acessodata = 7 de maio de 2016 }}</ref>
 
O país conta com 3.700 quilômetros de percurso hidroviário navegável, incluindo rios e canais. O canal [[Khlong Saen Saep|Saen Saeb]] é o principal percurso de transporte hidroviário. Estima-se que mais de {{formatnum|360000}} pessoas utilizem o transporte hidroviário diariamente. O maior porto do país é o de Bangkok,<ref name="Transporte hidroviário na Tailândia 2">{{citar web|url= http://escola.britannica.com.br/article/480734/Bangkok |título = Bangkok |data = |publicado = Britannica Escola |acessodata = 6 de maio de 2016 }}</ref>, mas há outros portos principais que respondem por boa parte das exportações e importações, como o de Laem Chabang, Map Ta Phut, Prachuap Port e Si Racha.<ref name="Transporte hidroviário na Tailândia">{{citar web|url= http://www.indexmundi.com/pt/tailandia/portos.html |título = Tailândia Portos |publicado = Index Mundi |acessodata = 6 de maio de 2016 | data = 8 de junho de 2015 }}</ref>
 
=== Saúde ===
Os costumes tradicionais e o folclore dos povos tailandeses foram reunidos e descritos por [[Phya Anuman Rajadhon]] no século XX, numa época em que a modernidade mudou a face da Tailândia e um grande número de tradições desapareceram ou se tornaram adaptados à vida moderna. Ainda assim, o esforço no sentido de refinamento, enraizado na cultura antiga do país, que consiste em promover o que é refinado e evitar a grosseria é um foco importante da vida diária dos tailandeses e posta no alto de sua escala de valores.<ref name="Phya Anuman Rajadhon">Phya Anuman Rajadhon, ''Life and Ritual in Old Siam: Three Studies of Thai Life and Customs'', New Haven, HRAF Press, 1961</ref> A família é tida como a pedra angular da sociedade tailandesa, aproximando-se muito da cultura ocidental no quesito. A família, no país, é uma hierarquia social e o principal segmento responsável por repassar os valores culturais a um cidadão. As crianças são ensinadas a respeitar seus pais e a sociedade espera que os membros da família cuidem dos idosos e doentes, com as casas de repouso e hospitais agindo como último recurso.<ref name="Weidenbaum" />
 
O vestuário tradicional tailandês é chamado ''chut thai''', que significa literalmente "outfit thai". Ele pode ser usado por homens, mulheres e crianças. O ''chut thai'' para as mulheres geralmente consiste de uma blusa e um sabai. Para os homens, o ''chut thai'' inclui um ''kraben chong'' ou calça, um ''raj'' (camisa), meias brancas e um sabai. Em ocasiões formais, as pessoas podem optar por usar um traje chamado ''sampot''.<ref name="Phya Anuman Rajadhon" /> Um dos costumes tailandeses mais distintivos é o ''[[Saudação Thai|wai]]'', usado em saudações, despedidas ou como um reconhecimento, que vem em muitas formas, refletindo o status relativo dos envolvidos. Geralmente a saudação envolve um gesto de oração, como com as mãos, derivado do ''[[Añjali Mudrā]]'' do [[subcontinente indiano]], e pode também incluir um ligeiro [[Reverência|arco]] da cabeça. Esta saudação é muitas vezes acompanhada por um sereno sorriso simbolizando uma disposição de boas-vindas e uma atitude agradável. A Tailândia é muitas vezes referida como a "terra dos sorrisos" em folhetos turísticos.<ref name="Phya Anuman Rajadhon" />
[[Ficheiro:Marriage in Thailand.JPG|thumb|esquerda|upright|Cerimônia de casamento tradicional.]]
 
Demonstrações públicas de afeto não são excessivamente comuns na sociedade tailandesa tradicional, especialmente entre os casais,<ref name="Weidenbaum" /> mas são cada vez mais frequentes entre a geração mais jovem.<ref name="Weidenbaum" /> Uma notável [[norma social]] sustenta que tocar alguém na cabeça pode ser considerado rude. É também considerado rude colocar os pés em um nível acima da cabeça de outra pessoa, especialmente se essa pessoa é de maior posição social. Isto acontece porque o povo tailandês considera os pés como a parte mais suja e humilde do corpo, e a cabeça a parte mais respeitada e mais alta do corpo. Isso também influencia a forma como os tailandeses sentam-se, de modo que colocam seu pés sempre apontando longe de outras pessoas, dobrados para o lado ou para trás. Apontar ou tocar alguma coisa com os pés também é considerado rude. Ao sentar-se em um templo, os tailandeses apontam os pés para longe de imagens do Buda.<ref name="Phya Anuman Rajadhon" />
 
Há, ainda, uma série de costumes tailandeses relativos ao estatuto especial de monges na sociedade. Monges tailandeses são proibidos de ter contato físico com mulheres, assim como espera-se que as mulheres deixem o caminho livre para a passagem de monges de modo que se assegure que o contato acidental não aconteça. Uma variedade de métodos são empregados para evitar o contato não-acidental entre mulheres e monges. Mulheres que fazem oferendas colocam suas doações aos pés do monge, ou em um pano colocado no chão ou em uma mesa. Leigos e visitantes são orientados a sentar ou ficar com as cabeças em um nível inferior das de um monge. Dentro de um templo, os monges podem sentar-se em uma plataforma elevada durante as cerimônias para tornar isso mais fácil de se realizar.<ref name="Phya Anuman Rajadhon" />
=== Culinária ===
{{Artigo principal|Culinária da Tailândia}}
[[Imagem:Thai_vegetable_carving.jpg|thumb|Acredita-se que a arte de esculpir vegetais tenha se originado no [[Reino de Sukhothai]] há quase 700 anos atrás.<ref>{{citecitar web |url=http://www.thaicarving.co.uk/php/history.php |titletítulo=The History of Thai Fruit and Vegetable Carving |accessdateacessodata=2014-12-11 |deadurlurlmorta=yes sim|archiveurlarquivourl=https://web.archive.org/web/20151125120930/http://www.thaicarving.co.uk/php/history.php |archivedatearquivodata=25 de novembro de 2015 |df=dmy-all }}</ref>]]
 
A culinária tailandesa é formada por diversos elementos peculiares, combinando sabores adocicados, picantes, azedos, salgados e amargos.Os ingredientes comumente usados na gastronomia do país são o alho, pimenta, suco de limão, molho de peixe (nam pla), dentre outras matérias-primas e alimentos.<ref name="Culinária da Tailândia 1">{{citar web|url=http://www.yorku.ca/ycar/Publications/CCSEAS_Papers_2005/Sunanta.pdf |título=The Globalization of Thai Cuisine |primeiro =Sirijit |último =Sunanta |periódico=University of British Columbia |publicado=Paper presented at the Canadian Council for Southeast Asian Studies Conference, York University |local=Toronto |data=14–16 de outubro de 2005 |páginas=10–12 |deadurlurlmorta=yes sim|arquivourl=https://web.archive.org/web/20131226224151/http://www.yorku.ca/ycar/Publications/CCSEAS_Papers_2005/Sunanta.pdf |arquivodata=26 de dezembro de 2013 }}</ref><ref name="Culinária da Tailândia 7">{{citar web|url = http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102008249 |titulo = Experimente a culinária da Tailândia |publicado = Organização das Testemunhas de Jeová |lingua = |data = |acessodata = 21 de setembro de 2016 }}</ref> O arroz integral e o arroz polido está presente em boa parte dos pratos típicos, encontrado em diferentes formas como cozido, frito ou em sopa.<ref name="Culinária da Tailândia 1" /> As ervas medicinais são uma característica especial e um complemento nutricional, também bastante usado. O molho de peixe, em muitos pratos, é usado como substituto do sal. De acordo com estatísticas encontradas, os tailandeses consomem, em média, mais de 100 quilos de arroz pessoa anualmente.<ref name=IRRI_Thailand>{{citar web|url = http://www.irri.org/science/cnyinfo/thailand.asp |arquivourl = https://web.archive.org/web/20080327095326/http://www.irri.org/science/cnyinfo/thailand.asp |arquivodata = 27 de março de 2008 |titulo = Rice Around The World: Thailand |publicado = Irri.org |acessodata = 26 de agosto de 2016 }}</ref> Mais de 5.000 variedades de arroz da Tailândia são preservadas no banco de genes de arroz do [[Instituto Internacional de Investigação do Arroz]] (IRRI), sediado nas Filipinas.<ref>
{{PDFlink|[http://www.irri.org/media/facts/pdfs/THAILAND.pdf Cooperation of IRRI and Thailand]|38.7&nbsp;KB}} {{wayback|url= http://www.irri.org/media/facts/pdfs/THAILAND.pdf |date=20050630115646 |df=y }}
</ref>
41 395

edições