Abrir menu principal

Alterações

242 bytes adicionados ,  10h43min de 12 de novembro de 2018
Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta10)
A IV ''Macedonica'' depois se manteve fiel ao sucessor de Júlio César, [[Otaviano]], primeiro contra os assassinos de César na [[Batalha de Filipos]] ({{AC|42|x}}) e, depois, contra [[Marco Antônio]] na [[Batalha de Ácio]] ({{AC|31|x}}).
 
Otaviano, já conhecido como [[Augusto]], enviou a Legio IV para a [[Hispânia Tarraconense]] em {{AC|30|x}} para lutar nas [[Guerras Cantábricas]]. Cinco anos depois, a quarta serviu decisivamente na [[Batalha de Vélica]], comandada pessoalmente por Augusto<ref>{{citar web| url = http://www.muyinteresante.es/index.php/todas-reportajes/4531-empotrado-en-la-legio-nona?start=1| publicado = Muy Interesante| título = Empotrado en la Legio Nona| língua = espanhol| acessodata = 6 de novembro de 2015| arquivourl = https://web.archive.org/web/20090215010014/http://muyinteresante.es/index.php/todas-reportajes/4531-empotrado-en-la-legio-nona?start=1#| arquivodata = 15 de fevereiro de 2009| urlmorta = yes}}</ref>. Depois da vitória final de Augusto, em {{AC|13|x}}, a quarta permaneceu na região, mas seus efetivos foram espalhados por toda a [[Península Ibérica]].
 
Em 43, a Legio IV foi transferida para a [[Germânia Superior]] para substituir a [[Legio XIV Gemina|XIV ''Gemina'']] em [[Mogoncíaco]] (moderna [[Mogúncia]], na [[Alemanha]]). Juntamente com a [[Legio XXII Primigenia|XXII ''Primigenia'']], a quarta apoiou [[Vitélio]], governador da Germânia Superior, no [[ano dos quatro imperadores]] (69), primeiro contra [[Otão]] e, depois, contra [[Vespasiano]], que tornar-se-ia o imperador ao final da crise.
216 801

edições