Diferenças entre edições de "Tubarão-cabeça-chata"

21 bytes removidos ,  19h34min de 12 de novembro de 2018
O tubarão-touro é o Carcharhinus taurus não o Carcharhinus leucas
m (Foram revertidas as edições de 143.255.130.136 para a última revisão de HDAR002, de 22h57min de 1 de julho de 2018 (UTC))
Etiqueta: Reversão
(O tubarão-touro é o Carcharhinus taurus não o Carcharhinus leucas)
}}
 
O '''tubarão-cabeça-chata''', '''tubarão-de-cabeça-chata''', '''tubarão-touro''' ou '''tubarão-do-zambeze''' é um [[tubarão]] da ordem [[Carcharhiniformes]], que pode viver tanto em água salgada como doce. Atinge de 2,1 a 3,5 metros de comprimento. Sua coloração do dorso vai desde marrom a cinza escuro, com o ventre branco. Seus dentes possuem forma triangular, sendo que os da mandíbula inferior se parecem com pregos, que ajudam a segurar a presa, enquanto os dentes superiores, serrilhados, rasgam a carne, e por isso causam grandes estragos em pessoas quando atacadas pelo tubarão, que tem o hábito de chacoalhar a cabeça (como outras espécies) o que aumenta o ferimento.
 
Alimenta-se de [[peixe]]s, incluindo outros tubarões (até da mesma espécie), [[arraia]]s e pássaros. São encontrados perto de costas das praias, mas podem viver por um tempo em rios e lagos. Já foi encontrado três quilômetros acima no [[rio Mississipi]] (EUA), e é fato conhecido que são capazes de subir o [[rio Amazonas]] até [[Manaus]]. Também são a principal espécie a atacar humanos em áreas fluviais, graças a essa capacidade de viver em baixa salinidade (um de seus nomes, "zambezi shark", deriva do [[rio Zambeze]], na África). Além disso, possuem visão muito ruim, dependendo dos outros sentidos para atacar, o que faz esse tubarão extremamente perigoso em águas de baixa visibilidade. Apesar da má fama, há um lugar em que esse tubarão não apresenta tanto perigo, [[Santa Lúcia]], em [[Cuba]], onde é possível mergulhar com eles, mesmo assim com cuidado.
Utilizador anónimo