Abrir menu principal

Alterações

415 bytes removidos, 18h40min de 13 de novembro de 2018
Desfeita a edição 53585103 de Elilopes; desfez leiaute. não respeita WP:LE
<!-- GeoID=1502772 -->
<!-- Cabeçalho -->
{{Info/Município do Brasil
| nome = Curionópolis
| data_pib_per_capita = [[IBGE]]/[[2014]]<ref name="PIBMunicipal2010-2014"/>
|site_prefeitura = [http://www.curionopolis.pa.gov.br www.curionopolis.pa.gov.br]
}}
|GeoId=1502772}}
'''Curionópolis''' é um município [[brasil]]eiro do estado do [[Pará]]. Localiza-se na [[microrregião de Parauapebas]] e na [[mesorregião do Sudeste Paraense]]. O município tem 17.453 habitantes (IBGE 2017) e 2289&nbsp;km² de área territorial.
 
Foi emancipado administrativamente em [[1988]] do município de Marabá. O município é notório por abrigar o distrito de [[Serra Pelada]], que foi o local de operações do maior [[garimpo]] a céu aberto do mundo, durante a [[década de 1980]].
 
== HistóriaEtimologia ==
O nome "Curionópolis" homenageia o major [[Sebastião Curió]], cacique político local que dirigiu por muito tempo a então vila e atual cidade com pulso forte. Foi um dos responsáveis pela emancipação política do município. A junção do nome "Curió" + "Polis", a grosso modo significa "Cidade do Curió".<ref>{{citar periódico|autor=Prieto, José Ricardo. |url=http://www.anovademocracia.com.br/no-26/610-a-saga-dos-pobres-em-serra-pelada |título=A saga dos pobres em Serra Pelada |periódico=Revista A Nova Democracia |número=26 |data=setembro de 2005 |series=IV}}</ref>
=== Topologia ===
A [[etimologia]] do [[Toponímia|topônimo]] "Curionópolis" foi dado a localidade em 1981 pelos moradores em [[homenagem]] ao major [[Sebastião Curió]] contra sua vontade (declarou em entrevista ao [[Projeto Rondon]] em 2007).<ref name="unb">{{citar periódico|data=Fevereiro de 2007|título=Entrevista – Sebastião Curió Rodrigues de Moura, Parte I - Serra Pelada e Curionópolis.|periódico=Blog UnB Agência no Projeto Rondon.|local=Brasília|editora=Universidade de Brasília|autor=UnB Agência}}</ref>
 
O primeiro nome da sede municipal, ainda quando vilarejo, era "Serra Leste", em alusão ao acidente geográfico que estava sob trabalho de prospecção da Rio Doce Geologia e Mineração (DOCEGEO), uma subsidiária da antiga estatal Companhia Vale do Rio Doce (CVRD).<ref>{{citar livro|autor=Almeida Filho, João Jaime de Carvalho. (org.). |editora=Diagonal Urbana. |título=Diagnóstico Integrado da Socioeconomia do Sudeste do Pará |data=2006 |local=Parauapebas}}</ref> A aglomeração de mais pessoas na localidade a fez ganhar o apelido de "Trinta", em alusão ao referencial rodoviário (Km 30 da PA-275) em que se encontrava. Com a chegada do major Curió, os colonos da área nomearam o local de Curionópolis, em homenagem àquele interventor que havia regularizado a situação do vilarejo.
O major Curió foi um cacique político indicado pelo então governador [[João Figueiredo]] para capitanear o garimpo da região, regularizar a situação do vilarejo e, organizar a futura emancipação política do município. A junção dos termos "Curió" + "Polis", a grosso modo significa "Cidade do Curió".<ref>{{citar periódico|data=setembro de 2005|título=A saga dos pobres em Serra Pelada|url=http://www.anovademocracia.com.br/no-26/610-a-saga-dos-pobres-em-serra-pelada|periódico=Revista A Nova Democracia|series=IV|autor=Prieto, José Ricardo.|número=26}}</ref> Inicialmente apelidada de "Trinta", em alusão ao referencial rodoviário, o Km 30 da PA-275, em que se encontra.
 
AEm [[etimologia]]entrevista doao [[Toponímia|topônimoProjeto Rondon]], no ano de 2007, Curió declarou que o nome "Curionópolis" foi dado a localidade em 1981 pelos moradores emda [[homenagem]]localidade aocontra majorsua [[Sebastiãovontade, Curió]]pois contraentendia suaque vontadehomenagens (declarousomente emdeveriam entrevistaser aodadas [[Projetoaos Rondon]]que em 2007)haviam falecido.<ref name="unb">{{citar periódico|dataperiódico=FevereiroBlog deUnB Agência no Projeto Rondon. 2007|título=Entrevista – Sebastião Curió Rodrigues de Moura, Parte I - Serra Pelada e Curionópolis. |periódicodata=BlogFevereiro UnBde Agência2007 no Projeto Rondon.|local=Brasília|editora=Universidade de Brasília |autor=UnB Agência |local=Brasília}}</ref>
O primeiro nome da sede municipal, ainda quando vilarejo, era "Serra Leste", em alusão ao acidente geográfico e a maior jazida de ouro do país com projeto de exploração definido, que estava sob trabalho de prospecção da "Rio Doce Geologia e Mineração" (Docegeo), uma subsidiária da antiga Companhia [[Vale do Rio Doce]] (CVRD), que atua na área de pesquisa mineral.<ref>{{citar livro|título=Diagnóstico Integrado da Socioeconomia do Sudeste do Pará|autor=Almeida Filho, João Jaime de Carvalho. (org.).|data=2006|editora=Diagonal Urbana.|local=Parauapebas}}</ref><ref>{{Citar web|url=https://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc070218.htm|titulo=Vale tenta dimensionar jazidas de ouro - 07/02/97|data=|acessodata=2018-11-13|obra=Folha de São Paulo|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
== Geografia ==
O município surgiu de dois povoados distintos, onde um deles formado no Km 30<ref name="Alencar">{{citar periódico|autor=Alencar, Eli Carlos de Sousa. |título=Curionópolis: História, Mineração e Desenvolvimento. |periódico=Blog Geógrafo 5 |data=16 de abril de 2011}}</ref> da rodovia estadual [[PA-275]] hoje é a sede de Curionópolis; o outro povoado é a [[Serra Pelada]], formada ao pé da colina de mesmo nome. Ambos formados em 1979, a época pertenciam ao município de Marabá e somente constituíram município em 1988. Quando da emancipação, era parte do município o distrito de Eldorado (ou "Km 100"), que posteriormente formou o município de [[Eldorado do Carajás]]<ref>{{citar web|url=http://www.portalamazonia.com.br/secao/amazoniadeaz/interna.php?id=591 |obra=Amazônia de A a Z |título=Curionópolis, município do Pará |publicado=Portal Amazônia |acessodata=13 de julho de 2018}}</ref>.
Localizado a uma [[latitude]] 06º06'06" sul e [[longitude]] 49º35'53" oeste, estando a uma altitude de 18018 metros acima do nível do mar.<ref>{{Citar web|url=https://www.geografos.com.br/cidades-para/curionopolis.php|titulo=Curionópolis, Pará|data=|acessodata=2018-11-13|obra=Geografos|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref> O município possuipossuía uma população estimada, em 2016, de 18{{fmtn|17453}} 014mil habitantes, (2018) distribuidodistribuídos em 2 369{{fmtn|2369}} [[Quilômetro quadrado|km²]] de extensão territorial.<ref>{{Citarcitar web|url=https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/curionopolis/panorama|titulo=Brasil, Pará, Curionópolis|data=|acessodata=2018-11-13|obra=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE|publicado=|ultimo=|primeiro=|outros=Ferramenta Cidades}}</ref><ref>{{citar web|url=http://cod.ibge.gov.br/NAL |titulo=Estado Pará, Município de Curionópolis |data=2015 |publicado=IBGE |acessodata=13 de junho de 2016|publicado=IBGE}}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.geografos.com.br/cidades-para/curionopolis.php |titulo=Curionópolis, Pará - PA. |data=2015 |publicado=IBGE |acessodata=13 de junho de 2016|publicado=IBGE}}</ref>
 
Limita-se ao norte com [[Marabá]]; a leste com [[Eldorado do Carajás]]; ao sul com os municípios de [[Xinguara]] e [[Sapucaia (Pará)|Sapucaia]], e; a oeste com os municípios de [[Parauapebas]] e [[Canaã dos Carajás]].<ref name="Portal Amazônia">{{citar web|url=http://www.portalamazonia.com.br/secao/amazoniadeaz/interna.php?id=591 |título=Curionópolis, município do Pará |datapublicado=2007Portal Amazônia |obra=Amazônia de A a Z |publicadodata=Portal Amazônia2007}}</ref>
 
=== Solos, topografia e relevo ===
[[Imagem:Vista total do lago da cava do Garimpo de Serra Pelada.jpg|thumb|esquerda|200px|Vista total do lago da cava do garimpo de Serra Pelada, em 2017, onde anteriormente ficava a colina de Serra Pelada, o mais importante acidente geográfico do município.]]
Os solos do seu território apresentam variações em relação à sua litologia. Predominam os solos Podzólico Vermelho-Amarelo, textura argilosa cascalhento; Litóficos Distróficos, textura indiscriminada; Cambissolo Distrófico, textura indiscriminada; Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, textura indiscriminada. Ocorrem, ainda, solos Litólicos Distróficos, textura indiscriminada, e afloramentos rochosos, em associações.<ref name="Portal Amazônia" />
 
O território curionopolense apresenta formações rochosas de idade [[pré-cambriana]], caracterizadas pelas unidades litoestratigráficas de natureza granito-gnaíssicamigmática, metassedimentar, com vulcanismo subordinado, vulcano-sedimentar tipo greenstone belts e predominante sedimentar. O relevo é relativamente movimentado, diversificado, com áreas serranas, colinosas, tabulares, baixos terraços e várzeas, destacando-se nas primeiras as Serras do Sereno, Leste e do Rabo, pertencentes ao Complexo da [[Serra dos Carajás]]. Regionalmente, essas formas de relevo estão inseridas em duas unidades morfoestruturais denominadas de Depressão Periférica do Sul do Pará e de Planalto Dissecado do Sul do Pará.<ref name="Portal Amazônia" />
 
Com muitos desníveis topográficos, oriundos do contraste entre as áreas baixas das [[várzea]]s e dos terraços dos rios com áreas mais elevadas de [[colina]]s, a variação altimétrica vai de 60 a 200 metros. O destaque é para a Serra do Buriti, onde se encontra elevações da ordem de 750 metros.<ref name="Portal Amazônia" />
 
=== Vegetação e patrimônio natural ===
A vegetação está representada, principalmente, pela [[Latifoliada|Floresta Equatorial Latifoliada]], com variações que favorecem o aparecimento dos subtipos: Floresta Densa Submontana em relevo aplainado e em relevo acidentado e Floresta Aberta Latifoliada. Nas áreas desmatadas, foram plantadas pastagens destinadas à atividade pecuária. Ao longo das margens dos rios e igarapés, encontram-se pequenas faixas de [[Floresta de Galeria]].<ref name="Portal Amazônia" />
 
As poucas áreas ainda preservadas do município estão ameaçadas e sob forte pressão da [[mineração]] industrial, pois encontram-se nas proximidades dos projetos Serra Leste e Cristalino, havendo maior concentração nas Serras do Buriti e da Estrela.<ref name="Portal Amazônia" />
 
=== Hidrografia ===
 
Os principais cursos d'água de Curionópolis são os rios [[Rio Vermelho (rio do Pará)|Vermelho]] e o [[Rio Parauapebas|Parauapebas]], que o atravessam seu território no sentido sul-norte, ambos sendo afluentes do [[rio Itacaiunas]]. O rio Vermelho tem como afluentes, pela margem esquerda, os igarapés Nova Descoberta, Refúgio, Jacú, Caical e Júlio, além do rio Sereno, que faz limite com Marabá, ao norte. Já o rio Parauapebas, tem, pela margem direita, o rio Surpresa, o riacho Rio Novo e o rio Verde; este último serve de limite oeste com o município de Parauapebas.<ref name="Portal Amazônia" />
 
O principal curso d'água da sede é o rio Jacarezinho.
 
=== TopologiaClima ===
 
O clima de Curionópolis insere-se na categoria [[Clima tropical com estação seca|tropical semi-úmido]] (Aw/As), da [[classificação climática de Köppen-Geiger]]. Caracteriza-se por temperaturas anuais de 26,3ºC, apresentando a média máxima em torno de 32,0ºC e mínima de 22,7ºC; umidade relativa elevada, apresentando oscilações entre as estações mais chuvosas e mais seca, que vão de 90% a 52%, sendo a média real de 78%; o período chuvoso ocorre, notadamente, de novembro a maio, e o mais seco, de junho a outubro, estando o índice pluviométrico anual em torno de 2.000 mm anuais.
 
=== Subdivisões ===
O município de Curionópolis está oficialmente subdividido em dois [[distrito]]s, sendo o maior e mais populoso a sede, que corresponde principalmente à cidade de Curionópolis. O outro distrito recebe o nome de [[Serra Pelada]], correspondendo principalmente à vila homônima.
 
Além dessas povoações, a municipalidade ainda compõe-se de oito aglomerados populacionais, sendo eles as de PA Alto Bonito, Vila Rica (Vila dos Maranhenses), Vila dos Pretos, Vila Curral Preto, Acampamento União do Axixá, Vila Gurita da Serra (Km 16), Vila Cutianópolis e Acampamento Frei Henri des Roziers.
 
A sede está subdividida nos seguinte bairros: Alto da Glória, Bairro da Paz, Bandeirantes, Centro, COOFAPAC, Jardim Panorama, Miguel Chamon (Chamonlândia), Planalto, Serra Leste e Setor 31.
 
== História ==
[[Imagem:Formigas Humanas da Serra Pelada.jpg|thumb|200px|left|O "formigueiro humano" subindo as escadarias da mina da Serra Pelada, nas cercanias do ano de 1983.]]
O município surgiu de dois povoados distintos, onde um deles formado no Kmkm 30<ref name="Alencar">{{citar periódico|autor=Alencar, Eli Carlos de Sousa. |título=Curionópolis: História, Mineração e Desenvolvimento. |periódico=Blog Geógrafo 5 |data=16 de abril de 2011}}</ref> da rodovia estadual [[PA-275]] hoje é a sede de Curionópolis; o outro povoado é a [[Serra Pelada]], formada ao pé da colina de mesmo nome. Ambos formados em 1979, a época pertenciam ao município de Marabá e somente constituíram município em 1988. Quando da emancipação, era parte do município o distrito de Eldorado (ou "Km 100"), que posteriormente formou o município de [[Eldorado do Carajás]]<ref>{{citar web|url=http://www.portalamazonia.com.br/secao/amazoniadeaz/interna.php?id=591 |obra=Amazônia de A a Z |título=Curionópolis, município do Pará |publicado=Portal Amazônia |acessodata=13 de julho de 2018}}</ref>.
 
Embora os vilarejos tenham sido constituídos somente em 1979, os primeiros colonos de Curionópolis fixaram-se na região ainda em 1977, construindo as primeiras propriedades rurais da área.<ref name="Henriques Campos">{{Citar livro|url=http://www.sema.pa.gov.br/wp-content/uploads/2017/05/RIMA%20SERRA%20LESTE%20-%20FINAL.pdf |autor=Henriques, João Carlos.; Campos, Jackson Cleiton Ferreira. |título=RIMA - Relatório de Impacto Ambiental: Projeto Serra Leste 10 MTPA |data=2016 |local=Curionópolis/PA |editora=Amplo Engenharia e Gestão de Projetos / Vale S.A.}}</ref>
 
=== Primeiros anos e colonização ===
[[Imagem:Formigas Humanas da Serra Pelada.jpg|thumb|200px|left|O "formigueiro humano" subindo as escadarias da mina da Serra Pelada, nas cercanias do ano de 1983.]]
Formado basicamente por duas frentes distintas, a principal, formadora da sede, foi a vila Trinta iniciada no km 30 da rodovia estadual [[PA-275]]. Esta vila foi fundada pelo casal João Patrocínio da Costa (ou João Mineiro) e Maria das Graças Costa, ambos trabalhadores rurais da fazenda de Sebastião Naves; como era comum a parada dos viajantes da rodovia na altura do km 30, utilizando a residência da família Costa como um ponto de referência<ref name="Alencar"/> para alimentar-se e até mesmo dormir, o casal resolveu erguer um barracão para comercializar comida, local que aos poucos acabou por servir de referência para os garimpeiros que usavam aquele ponto da estrada para entrar clandestinamente no garimpo de Serra Pelada<ref name="Alencar"/>, já que a entrada oficial era fiscalizada rigorosamente pela [[Polícia Federal (Brasil)|Polícia Federal]]. Posteriormente o pioneiro João Mineiro foi homenageado com seu nome no terminal rodoviário do município, quando ainda vivo.
 
 
Outros projetos minerais reacenderam a economia municipal a partir de 2010, sendo que, o principal destes, é o "Serra Leste", de ferro, que alçou Curionópolis ao quarto lugar em arrecadação de [[Departamento Nacional de Produção Mineral#Arrecadação|CFEM]] no Pará, e; o outro projeto, que ainda está em implantação, é o "Cristalino", de exploração de cobre.<ref>{{citar web|url=http://www.hiroshibogea.com.br/instabilidade-no-garimpo-pode-inviabilizar-o-futuro-de-curionopolis/ |título=Instabilidade no garimpo pode inviabilizar o futuro de Curionópolis |publicado=Hiroshi Bogéa Online |autor=Bogéa, Hiroshi. |data=31 de agosto de 2013}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.diarioonline.com.br/noticia-144398-para-na-lideranca-mineral-com-o-cobre.html |título=Pará na liderança mineral com o cobre |publicado=Diário Online |data=20 de abril de 2011}}</ref>
 
== Geografia ==
Localizado a uma [[latitude]] 06º06'06" sul e [[longitude]] 49º35'53" oeste, estando a uma altitude de 180 metros acima do nível do mar.<ref>{{Citar web|url=https://www.geografos.com.br/cidades-para/curionopolis.php|titulo=Curionópolis, Pará|data=|acessodata=2018-11-13|obra=Geografos|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref> O município possui uma população estimada de 18 014 habitantes (2018) distribuido em 2 369 [[Quilômetro quadrado|km²]] de extensão territorial.<ref>{{Citar web|url=https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/curionopolis/panorama|titulo=Brasil, Pará, Curionópolis|data=|acessodata=2018-11-13|obra=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE|publicado=|ultimo=|primeiro=|outros=Ferramenta Cidades}}</ref><ref>{{citar web|url=http://cod.ibge.gov.br/NAL|titulo=Estado Pará, Município de Curionópolis|data=2015|acessodata=13 de junho de 2016|publicado=IBGE}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.geografos.com.br/cidades-para/curionopolis.php|titulo=Curionópolis, Pará - PA.|data=2015|acessodata=13 de junho de 2016|publicado=IBGE}}</ref>
 
Limita-se ao norte com [[Marabá]]; a leste com [[Eldorado do Carajás]]; ao sul com os municípios de [[Xinguara]] e [[Sapucaia (Pará)|Sapucaia]], e; a oeste com os municípios de [[Parauapebas]] e [[Canaã dos Carajás]].<ref name="Portal Amazônia">{{citar web|url=http://www.portalamazonia.com.br/secao/amazoniadeaz/interna.php?id=591|título=Curionópolis, município do Pará|data=2007|obra=Amazônia de A a Z|publicado=Portal Amazônia}}</ref>
 
=== Solos, topografia e relevo ===
[[Imagem:Vista total do lago da cava do Garimpo de Serra Pelada.jpg|thumb|esquerda|200px|Vista total do lago da cava do garimpo de Serra Pelada, em 2017, onde anteriormente ficava a colina de Serra Pelada, o mais importante acidente geográfico do município.]]
Os solos do seu território apresentam variações em relação à sua litologia. Predominam os solos Podzólico Vermelho-Amarelo, textura argilosa cascalhento; Litóficos Distróficos, textura indiscriminada; Cambissolo Distrófico, textura indiscriminada; Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, textura indiscriminada. Ocorrem, ainda, solos Litólicos Distróficos, textura indiscriminada, e afloramentos rochosos, em associações.<ref name="Portal Amazônia" />
 
O território curionopolense apresenta formações rochosas de idade [[pré-cambriana]], caracterizadas pelas unidades litoestratigráficas de natureza granito-gnaíssicamigmática, metassedimentar, com vulcanismo subordinado, vulcano-sedimentar tipo greenstone belts e predominante sedimentar. O relevo é relativamente movimentado, diversificado, com áreas serranas, colinosas, tabulares, baixos terraços e várzeas, destacando-se nas primeiras as Serras do Sereno, Leste e do Rabo, pertencentes ao Complexo da [[Serra dos Carajás]]. Regionalmente, essas formas de relevo estão inseridas em duas unidades morfoestruturais denominadas de Depressão Periférica do Sul do Pará e de Planalto Dissecado do Sul do Pará.<ref name="Portal Amazônia" />
 
Com muitos desníveis topográficos, oriundos do contraste entre as áreas baixas das [[várzea]]s e dos terraços dos rios com áreas mais elevadas de [[colina]]s, a variação altimétrica vai de 60 a 200 metros. O destaque é para a Serra do Buriti, onde se encontra elevações da ordem de 750 metros.<ref name="Portal Amazônia" />
 
=== Vegetação e patrimônio natural ===
A vegetação está representada, principalmente, pela [[Latifoliada|Floresta Equatorial Latifoliada]], com variações que favorecem o aparecimento dos subtipos: Floresta Densa Submontana em relevo aplainado e em relevo acidentado e Floresta Aberta Latifoliada. Nas áreas desmatadas, foram plantadas pastagens destinadas à atividade pecuária. Ao longo das margens dos rios e igarapés, encontram-se pequenas faixas de [[Floresta de Galeria]].<ref name="Portal Amazônia" />
 
As poucas áreas ainda preservadas do município estão ameaçadas e sob forte pressão da [[mineração]] industrial, pois encontram-se nas proximidades dos projetos Serra Leste e Cristalino, havendo maior concentração nas Serras do Buriti e da Estrela.<ref name="Portal Amazônia" />
 
=== Hidrografia ===
 
Os principais cursos d'água de Curionópolis são os rios [[Rio Vermelho (rio do Pará)|Vermelho]] e o [[Rio Parauapebas|Parauapebas]], que o atravessam seu território no sentido sul-norte, ambos sendo afluentes do [[rio Itacaiunas]]. O rio Vermelho tem como afluentes, pela margem esquerda, os igarapés Nova Descoberta, Refúgio, Jacú, Caical e Júlio, além do rio Sereno, que faz limite com Marabá, ao norte. Já o rio Parauapebas, tem, pela margem direita, o rio Surpresa, o riacho Rio Novo e o rio Verde; este último serve de limite oeste com o município de Parauapebas.<ref name="Portal Amazônia" />
 
O principal curso d'água da sede é o rio Jacarezinho.
 
=== Clima ===
 
O clima de Curionópolis insere-se na categoria [[Clima tropical com estação seca|tropical semi-úmido]] (Aw/As), da [[classificação climática de Köppen-Geiger]]. Caracteriza-se por temperaturas anuais de 26,3ºC, apresentando a média máxima em torno de 32,0ºC e mínima de 22,7ºC; umidade relativa elevada, apresentando oscilações entre as estações mais chuvosas e mais seca, que vão de 90% a 52%, sendo a média real de 78%; o período chuvoso ocorre, notadamente, de novembro a maio, e o mais seco, de junho a outubro, estando o índice pluviométrico anual em torno de 2.000 mm anuais.
 
=== Subdivisões ===
O município de Curionópolis está oficialmente subdividido em dois [[distrito]]s, sendo o maior e mais populoso a sede, que corresponde principalmente à cidade de Curionópolis. O outro distrito recebe o nome de [[Serra Pelada]], correspondendo principalmente à vila homônima.
 
Além dessas povoações, a municipalidade ainda compõe-se de oito aglomerados populacionais, sendo eles as de PA Alto Bonito, Vila Rica (Vila dos Maranhenses), Vila dos Pretos, Vila Curral Preto, Acampamento União do Axixá, Vila Gurita da Serra (Km 16), Vila Cutianópolis e Acampamento Frei Henri des Roziers.
 
A sede está subdividida nos seguinte bairros: Alto da Glória, Bairro da Paz, Bandeirantes, Centro, COOFAPAC, Jardim Panorama, Miguel Chamon (Chamonlândia), Planalto, Serra Leste e Setor 31.
 
== Economia ==