Diferenças entre edições de "Fintech"

2 948 bytes adicionados ,  14h39min de 20 de novembro de 2018
alterei a definição e a parte dos desafios
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de Igor Junqueira, com Reversão e avisos)
(alterei a definição e a parte dos desafios)
Etiquetas: Editor Visual Inserção do elemento "nowiki", possivelmente errônea Referências removidas
 
== Definição ==
Uma revisão das definições publicada pelo professor Patrick Schueffel da Fribourg School of Management, na Suíça, em 2016 sintetizou as várias definições acadêmicas publicadas nos últimos quarenta anos como "um novo setor financeiro que aplica tecnologia para melhorar as atividades financeiras". Por serem um novo setor financeiros essas fintechs são majoritariamente [[Startup]]<nowiki/>s. Podendo ser tambem definidas como Startups Financeiras. <ref>{{Citar periódico|ultimo=Schueffel|primeiro=Patrick|data=2017-03-09|titulo=Taming the Beast: A Scientific Definition of Fintech|jornal=Journal of Innovation Management|volume=4|numero=4|paginas=32–54|issn=2183-0606|url=http://www.open-jim.org/article/view/322|idioma=en}}</ref>
 
= Vantagens da fintech =
 
== Principais áreas ==
O mercado de fintechs tem despertado cada vez mais o interesse de investimentos. Tanto que,no ano passado (2017), os investimentos nas empresas desse setor totalizaram aproximadamente R$500 milhões de reais no Brasil. Realidade há mais tempo em países desenvolvidos as fintechs começam a ganhar força no Brasil com um aumento de aproximadamente 21%(de 2017 a 2018), mostrando um setor aquecido e com ritmo acelerado de crescimento.
 
O uso da tecnologia pode automatizar a indústria de seguros, [[day trading]] e gerenciamento de riscos financeiros.<ref>{{citar web|url=https://www.bizjournals.com/charlotte/news/2017/05/05/what-is-fintech-expertsweigh-in-to-define-the.html|titulo=What is fintech? Experts weigh in to define the emerging industry|data=5 de Maio de 2017|acessodata=21 de Agosto de 2017|publicado=Charlotte Business Journal|ultimo=Burns|primeiro=Hilary|lingua=en}}</ref>
 
 
== Desafios ==
Sobre o setor financeiro mundial, ainda não há como apontar um nome que tenha revolucionado todo o ramo financeiro. Existem serviços já muito integrado na sociedade que complementam a oferta online dos bancos tradicionais, serviços como o PayPal e o brasileiro PagSeguro. Há alguns fatores que mostram o porque dessa revolução no setor financeiro está demorando mais que as revoluções no varejo, no entretenimento e demais setores. O primeiro fator é institucional. O mercado financeiro é altamente regulado, o que impõe barreiras de entrada consideráveis às fintechs. Outro fator, que impacta o primeiro, é cultural. Podemos alegar que o mercado financeiro é ainda muito fechado em diversos países no globo, como exemplo o Brasil. Mas mesmo em mercados mais abertos, como a Índia, que tem visto uma explosão de startups em todos os setores, a visão mais conservadora na regulação do mercado financeiro também parece estar segurando a revolução digital das Fintechs.
Além do desafio de competir com companhias financeiras já estabilizadas, novas empresas ''fintech'' também podem ser questionadas por agências reguladoras.<ref>{{citar web|url=https://www.taylorwessing.com/download/article_uk_reg_fintech.html|titulo=Old laws, new models: UK regulation of FinTech|data=|acessodata=21 de Agosto de 2017|publicado=TaylorWessing|ultimo=|primeiro=|lingua=en}}</ref>{{Referências}}
 
Fintechs oferecem tecnologia com foco em reduzir custos, aumentar a eficiência das operações e facilitar a vida do cliente. E apostam alto em Service Designl. Os pontos fortes das instituições tradicionais são a carteira de clientes já estabelecida, um nome reconhecido e confiável, experiência com a legislação e as armadilhas do mercado financeiro. Mostra - se em pesquisas que não é só o sistema burocrático que torna o serviço das instituições tradicionais menos atraente para o público.
 
Essas instituições contam com um pesado sistema legado mas que ainda são úteis ou que demandariam tempo e recursos consideráveis para serem atualizadas ou substituídas.E nesse sentido as fintehcs parecem atraentes para as instituições financeiras tradicionais ao mesmo tempo que representam certa competição, na medida em que também podem funcionar como grande fonte de distribuição de serviços destas instituições.
 
O mercado tem visto a confiança do público aumentar em relação ao uso dos serviços financeiros oferecidos pelas fintechs. O setor financeiro se prepara para acompanhar as mudanças. A ideia de um meio-ambiente digital com uma infraestrutura própria, livre de sistemas legados, as vantagens do mindset de inovação e a rapidez para se ajustar a situações novas e às demandas dos clientes são vantagens que determinarão os desdobramentos que veremos em breve
 
{{Referências}}
 
{{Portal3|Economia}}
[[Categoria:Mercado financeiro]]
[[Categoria:Serviços financeiros]]
10.https://blog.magnetis.com.br/o-que-e-fintech/<references group="http://www.proxxima.com.br/home/proxxima/how-to/2018/09/20/os-desafios-das-fintechs-os-segredos-das-techfins-e-onde-seu-banco-de-confianca-se-encaixa-nisso." responsive="0" />11.https://www.infowester.com/fintech.php
<references />10.https://blog.magnetis.com.br/o-que-e-fintech/
 
12.http://www.proxxima.com.br/home/proxxima/how-to/2018/09/20/os-desafios-das-fintechs-os-segredos-das-techfins-e-onde-seu-banco-de-confianca-se-encaixa-nisso.html
11.https://www.infowester.com/fintech.php
6

edições