Diferenças entre edições de "Arte degenerada"

842 bytes adicionados ,  20h58min de 22 de novembro de 2018
Etiquetas: Editor Visual Possível conteúdo ofensivo Provável parcialidade
 
A exposição “Arte degenerada” relacionou as obras de arte com desenhos feitos por deficientes mentais e as dispôs junto a fotos de pessoas aleijadas, para que despertasse repugnância e inquietação nos visitantes. Desse modo, o conceito de arte do modernismo de vanguarda seria então reduzido ao absurdo e a arte moderna entendida como “degenerada” e decadente. Esta apresentação de uma arte “doente”, “[[:de:Jüdischer_Bolschewismus|judaica-bolchevique]]” também serviu para legitimar a perseguição a “adversários políticos” e “racialmente inferiores”.
 
Em 1928, utilizando-se das idéias de Nordaus, o arquiteto e teórico racista Paul Schultze-Naumburg publica o livro ''Kunst und Rasse'' [Arte e Raça], no qual aparece pela primeira vez a associação da arte moderna com o termo ''entartet''. O autor coloca lado a lado fotografias de pessoas deformadas ou doentes mentais e pinturas de importantes artistas modernos como Amedeo Modigliani (1884 - 1920), Karl Schmidt-Rottluff (1884 - 1976) e Otto Dix (1891 - 1969) a fim de provar visualmente o caráter "degenerado" da produção moderna. Assim, quando Hitler passa a governar o país, em 1933, o uso dos adjetivos "degenerado" e "sadio" já está suficientemente estabelecido no meio cultural como norma de diferenciação entre a arte de vanguarda e a arte tradicional.
 
=== Apreensões de obras de arte ===
* [http://www.dw.de/wie-die-nazis-die-kunstvielfalt-zerst%C3%B6rten/a-16692668 ''Wie die Nazis die Kunstvielfalt zerstörten''.] [[Deutsche Welle]]. Sobre a exposição ''Kunst in Berlin 1933–1938. Verfemt. Verfolgt. Verboten'' na [[:de:Berlinische_Galerie|Berlinische Galerie]] (em alemão)
*https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2017/09/arte-degenerada-por-que-hitler-queria-difamar-arte-moderna.html
*http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo328/arte-degenerada
{{Referências}}
 
Utilizador anónimo