Georges Seurat: diferenças entre revisões

2 bytes removidos ,  11h10min de 26 de novembro de 2018
m
→‎Família e educação: correção de texto extra em parâmetro página e edição
m (→‎Ligações externas: {{Controle de autoridade}} incluida em {{NM}}, removed: {{Authority control}})
m (→‎Família e educação: correção de texto extra em parâmetro página e edição)
Depois do período na Academia Militar de Brest, ele retornou a Paris, onde dividiu um estúdio com o amigo Aman-Jean, enquanto também alugava um apartamento na 16 rue de Chabrol.<ref name=":1" /> Durante os próximos dois anos, ele tentou dominar a técnica do desenho monocromático. Um desenho de Aman-Jean, feito com giz Conté, feito de grafite e carvão misturados com cera, foi o seu primeiro trabalho a ser incluído em uma exibição, durante o [[Salon de Paris|Salão]] de 1883.<ref name=":1" /> Na época, ele também se dedicou a aprofundar o estudo das obras do francês [[Eugène Delacroix]], especialmente no que diz respeito ao uso das cores em seu trabalho.<ref name=":2" />
 
Georges Seurat compartilhou o objetivo de [[Paul Cézanne|Cézanne]] de transformar o [[Impressionismo]] em algo sólido e durável. Sua carreira foi tão breve a de [[Masaccio]], e o que ele realizou foi igualmente impressionante. O artista dedicou seus esforços a poucos quadros de grandes dimensões, para os quais fez uma infindável série de estudos preliminares. Esse método reflete a sua crença de que a arte deve basear-se em um sistema.<ref>{{citar livro|título=Iniciação à história da arte|ultimo=JANSON|primeiro=H. W.; A. F.|editora=Martins Fontes|ano=2009|local=São Paulo|páginas=p. 343-344|acessodata=}}</ref>
 
Estudo recente sugere<ref>Sjåstad, Ø. (2014) ''A theory of the Tache in Nineteenth-Century Painting''. Burlington, VT: Ashgate. pp. 115-116.</ref> que o Neo-impressionismo de Seurat e de [[Paul Signac]] foi influenciado por técnicas de mosaico aplicadas a pintura com base nos escritos de [[John Ruskin]]:<blockquote>'Ao preencher seu trabalho, tente educar seu olho para perceber diferenças de matiz […], e coloque-as deliberadamente como cores separadas, como faz um mosaicista [...] para que elas se encaixem perfeitamente borda com borda.'<ref>Ruskin, J. (1858) ''The Elements of Drawing''. New York: Wiley & Halsted. p. 149 [tradução livre].</ref></blockquote>