Abrir menu principal

Alterações

22 bytes removidos, 18h55min de 27 de novembro de 2018
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 109.48.163.153, com Reversão e avisos
A [[Agência Internacional de Energia Atómica]], estimou as reservas mundiais de urânio em 5,4 milhões de toneladas em todo mundo em [[2009]], sendo que 31% está na [[Austrália]], 12% no [[Cazaquistão]], 9% no [[Canadá]] e 9% na [[Rússia]]. A produção mundial subiu cerca de 50 000 toneladas em 2009 comparando com [[2008]], sendo os maiores produtores em 2009 o Cazaquistão (28%), o Canadá (20%), a Austrália (16%), a [[Namíbia]] (9%), a Rússia (7%), o [[Níger]] (6%) e [[Uzbequistão]] (5%).
 
A nova mina de mineração Tumalapalli revelada à imprensa em agosto de 2011, está localizada no Estado de [[Andhra Pradesh]], no sul da [[Índia]], e pode se tornar a maior reserva de Urânio do mundo. Segundo o Departamento de Energia Atômica da Índia, é confirmado que a mina contém 49 mil toneladas de minério. No entanto há indicações de que esta quantidade total seja três vezes maior que isso, o que alcançaria uma capacidade total de produção de 150 mil [[tonelada]]s. Assim, passaria a ser a maior do mundo, ainda que se tratando de urânio de baixo grau.<ref>http://www.manutencaoesuprimentos.com.br/conteudo/4679-india-revela-maior-descoberta-de-uranio-do-mundo/</ref>
O urânio è amarelo
 
== História ==