Abrir menu principal

Alterações

2 bytes removidos ,  23h57min de 1 de dezembro de 2018
m
[[Imagem:Bayer Heroin bottle.jpg|thumb|left|200px|Frasco de [[heroína]].]]
 
As drogas psicoativas são frequentemente associadas ao vício. A drogadição pode ser dividida em dois tipos: [[dependência psicológica]], na qual o usuário se sente compelido a usar a droga apesar das conseqüências físicas ou sociais, e [[dependência física]], em que o usuário tem de usar a droga para evitar as consequências da [[síndrome de abstinência]].<ref name="johnson">{{citar jornal|autor=JOHNSON, Brian | titulo=Psychological addiction, physical addiction, addictive character, and addictive personality disorder: a nosology of addictive disorders | ano=2003 | volume=11 | paginas=135–60 | jornal=Canadian journal of psychoanalysis}}</ref>. Nem todas as drogas provocam dependência física, mas qualquer atividade que estimula o sistema de recompensa dopaminérgico do cérebro — normalmente qualquer atividade prazerosa<ref>{{citar jornal |autor=ZHANG J, XU M |titulo=Toward a molecular understanding of psychostimulant actions using genetically engineered dopamine receptor knockout mice as model systems |jornal=J Addict Dis |volume=20 |numero=3 |paginas=7–18 |ano=2001 |pmid=11681595 |doi=10.1300/J069v20n04_02}}</ref> — pode levar à dependência psicológica.<ref name="johnson" />. As drogas que mais comumente causam dependência são as que estimulam diretamente o sistema dopaminérgico, como a [[cocaína]] e as [[anfetamina]]s. As drogas que agem indiretamente nesse sistema, como os [[droga psicodélica|psicodélicos]], necessariamente não causam dependência.
 
Muitos profissionais, grupos de ajuda, estabelecimentos especializados em [[Reabilitação (medicina)|reabilitação]] de drogas e pais tentam influenciar as decisões e ações de seus filhos quanto aos psicoativos, com variáveis graus de sucesso.<ref>{{citar jornal |autor=HOPS H, TILDESLEY E, LICHTENSTEIN E, ARY D, SHERMAN L |titulo=Parent-adolescent problem-solving interactions and drug use |jornal=The American journal of drug and alcohol abuse |volume=16 |numero=3-4 |paginas=239–58 |ano=1990 |pmid=2288323| doi = 10.3109/00952999009001586}}</ref>.
 
São métodos comuns de reabilitação a [[psicoterapia]], [[grupos de apoio]] para [[autoajuda]], e também a [[farmacoterapia]], que usa drogas psicoativas para reduzir a compulsão e a [[síndrome de abstinência]] enquanto a desintoxicação se processa. A [[metadona]], um [[opioide]] psicoativo, é um tratamento corriqueiro para a dependência em [[heroína]]. Pesquisas recentes em [[toxicomania]] têm mostrado que o uso de [[drogas psicodélicas]] como a [[ibogaína]] pode tratar e até mesmo curar [[drogadição|drogadições]], embora a prática ainda esteja longe de se tornar universalmente aceita.<ref name="macpherson">{{citar web | titulo=Psychedelics Could Treat Addiction Says Vancouver Official | url=http://thetyee.ca/News/2006/08/09/Psychedelics/ |acessodata=27 de abril de 2009}}</ref><ref name="mojeiko">{{citar web | titulo=Ibogaine research to treat alcohol and drug addiction | url=http://www.maps.org/ibogaine/ |acessodata=27 de abril de 2009}}</ref>.
 
==Legalização==
956

edições