Diferenças entre edições de "Berimbau"

229 bytes removidos ,  12h32min de 3 de dezembro de 2018
m
Foram revertidas as edições de 168.194.105.179 para a última revisão de André Koehne, de 04:06, 2018 dezembro 3 (UTC)
(Desfeita a edição 53739938 de André Koehne Remoção de referência na tentativa de fazer valer ponto de vista.)
Etiqueta: Desfazer
m (Foram revertidas as edições de 168.194.105.179 para a última revisão de André Koehne, de 04:06, 2018 dezembro 3 (UTC))
Etiqueta: Reversão
|}
 
O '''berimbau'''<sup>([[Português do Brasil|português brasileiro]])</sup> ou '''hungo'''<sup>([[Português de Angola|português angolano]])</sup> é um [[instrumento musical|instrumento]] de [[corda]] milenartradicional com origem nada [[ÁfricaBahia]],<ref>{{citar web|url=https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-surgiu-o-berimbau/|título=Como surgiu o berimbau?|publicado=Revista Superinteressante|acessodata=2e de dezembroorigem de 2018}}</ref>[[angola]]na,<ref name="Hungu">{{citar livro|url=http://books.google.pt/books?id=qRG0tBCsdQAC&printsec=frontcover&dq=Dicion%C3%A1rio+de+percuss%C3%A3o&hl=pt-PT&ei=3aqiTO_3OJG7jAfpwaSPAw&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1&ved=0CC8Q6AEwAA#v=onepage&q=hungu&f=false|acessodata=29 de setembro de 2010|nome=Mário D.|sobrenome=FRUNGILLO|título=Dicionário de percussão|editora=Editora UNESP|ano=2003|páginas=425|isbn= 8571394482|página=39}}</ref> também conhecido como '''berimbau de peito''' em [[Portugal]] ou como '''hungu''' em [[Angola]]<ref name="Hungu"/> e em grande parte do continente [[África|africano]]. Em Angola, também é conhecido por '''m'bolumbumba''' e é utilizado entre os [[Mbundu|quimbundos]], [[ovambo]]s, [[nyaneka]]s, [[humbi]]s e [[khoisan]].<ref>{{citar web|url=http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/lazer-e-cultura/2007/0/2/Museu-Antropologia-acolhe-amostra-instrumentos-musicais,bd38f05f-27d0-4785-8916-38dd395435f8.html|título=Museu de Antropologia acolhe amostra de instrumentos musicais|acessodata=5 de maio de 2010|autor=ANGOP|autorlink=ANGOP|data=|publicado={{DataExt|8|1|2007}}|língua=[[Língua portuguesa|Português]]}}</ref>
 
Este instrumento foi levado pelos escravos angolanos para o [[Brasil]], onde é utilizado para acompanhar uma dança/luta acrobática chamada [[Capoeira (artes marciais)|capoeira]]. É muito comum no estado brasileiro da [[Bahia]].<ref name="Hungu"/>
 
No sul de [[Moçambique]], tem o nome de '''xitende'''.