Diferenças entre edições de "Arquivo Nacional da Torre do Tombo"

3 bytes adicionados ,  06h19min de 15 de dezembro de 2018
sem resumo de edição
[[Ficheiro:Torredotombo.jpg|thumb|327px|Entrada principal da Torre do Tombo.]]
[[Ficheiro:Torre do Tombo - Pormenor - Lisboa (2).JPG|thumb|327px|Pormenor exterior do edifício.]]
O '''Arquivo Nacional da Torre do Tombo''' ('''ANTT'''), o '''Arquivo Nacional''' antigamente designado por '''Arquivo Geral do Reino''',<ref>[http://www.infopedia.pt/$torre-do-tombo Torre do Tombo, Infopédia (Em linha) Porto: Porto Editora, 2003-2013 (Consult. 2013-08-15)]</ref> popularmente referido apenas como '''Torre do Tombo''', é uma unidade orgânica nuclear da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas<ref>Cf. artigos 1.º e 5.º da [http://dre.pt/pdf1sdip/2012/06/11700/0303903042.pdf Portaria n.º 192/2012], de 19 de junho.</ref> que se constitui como arquivo central do Estado Português desde a [[Idade Média]], tendo os seus primeiros Guardas-Mores sido, também, Cronistas-Mores do Reino. Com mais de 600 anos, é uma das mais antigas instituições portuguesas ainda ativas.
 
Ao longo dos séculos, a conservação dos seus documentos foi prejudicada por diversas circunstâncias: mudanças de local, incêndios, desvio de documentos para outros arquivos quando da [[Dinastia Filipina]] (1580-1640), o [[terramoto de 1755]], a [[Guerra Peninsular]] a [[transferência da corte portuguesa para o Brasil (1808-1821)]], e a [[Guerra Civil Portuguesa]], entre outros.