Veículo flex: diferenças entre revisões

1 600 bytes adicionados ,  01h28min de 17 de dezembro de 2018
→‎Terminologia: resumo do híbrido flex da Toyota
(→‎Brasil: fix)
(→‎Terminologia: resumo do híbrido flex da Toyota)
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
 
== Terminologia ==
[[imagem:Brazilian Fiat Siena TetraFuel four views.jpg|thumb|200px250px|right|O [[Fiat Siena|Fiat Siena Tetrafuel]] 1.4 é um carro '''multicombustível''' que pode operar como '''flex''' com [[gasolina]] pura, ou [[Misturas comuns do álcool combustível|gasolina E25]], ou álcool (E100); ou opera automaticamente como '''bicombustível''' com [[Gás natural veicular|gás natural (GNV)]]. Mostrados os tanques do GNV e a logomarca Tetrafuel]]
[[Imagem:Prius flex BSB 12 2018.jpg|thumb|250px|Primeiro [[carro híbrido]] flex testado com um [[Toyota Prius]] como protótipo.]]
* O '''veículo de combustível duplo''' ({{lang-en|''dual-fuel vehicles''}}) fornece ambos combustíveis armazenados e misturados no tanque na câmara de combustão ao mesmo tempo e a injeção é ajustada segundo a mistura detectada por sensores eletrônicos, que no caso da tecnologia brasileira, é feito com software automotivo que não precisa de sensores adicionais. No Brasil é popularmente conhecido como '''veículo flex'''.<ref name= "Exame"/> No uso comum do termo no Brasil, o veículo flex é chamado de veículo bicombustível, sem fazer a diferença dos termos que existe na [[língua inglesa]].
* O [[bicombustível|veículo bicombustível]] ({{lang-en|''bi-fuel vehicle''}}) tem tanques separados para armazenar dois combustíveis, normalmente [[gasolina]] e [[Gás natural veicular|gás combustível (GNV)]]. O veículo pode trocar de combustível manual ou automaticamente.
* O [[veículo multicombustível]] funciona com mais de dois combustíveis. No [[Brasil]], existem automóveis flex, tipicamente [[taxi]]s no [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]] e [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], adaptados para operar com gás natural (GNV), permitindo assim ao motorista escolher entre três combustíveis: gasolina E25 e álcool E100 em qualquer proporção, ou usar somente com GNV. Em 2006 a [[FIAT]] introduziu no mercado o modelo [[Fiat Siena|Fiat Siena Tetrafuel]], um automóvel desenvolvido com tecnologia da [[Magneti Marelli]] do Brazil.<ref>{{Citar web|url=http://www.treehugger.com/files/2006/08/fiat_sienna_tetr.php |título= Fiat Siena Tetra Power: Your Choice of Four Fuels |publicado=Treehugger|autor= Christine Lepisto |data=2006-08-27 |acessodata=2008-08-24 |língua=en }}</ref><ref>{{Citar web| url=http://news.caradisiac.com/Nouvelle-Fiat-Siena-2008-sans-complexe-359 | autor= |título=Nouvelle Fiat Siena 2008: sans complexe |publicado=Caradisiac |data=2007-11-01 |acessodata=2008-08-31 |língua=Francês }}</ref> O Siena Tetrafuel pode operar com 100% de álcool hidratado ([[Misturas comuns do álcool combustível|E100]]), com gasolina E25, a mistura oficial do Brasil, gasolina pura (não disponível no Brasil), e [[Gás natural veicular|gás combustível (GNV)]].<ref>{{Citar web| url=http://www.webmotors.com.br/wmpublicador/Noticias_Conteudo.vxlpub?hnid=36391 | autor=Agência AutoInforme |título=Siena Tetrafuel vai custar R$ 41,9 mil |publicado=WebMotor |data=2006-06-19 |acessodata=2008-08-14 |língua= }} Este artigo argumenta que ainda que a Fiat chamou o carro de tetra fuel, na verdade somente opera com três combustíveis: gás natural, álcool e gasolina.</ref> O Siena Tetrafuel troca de combustível de forma automática, dependendo da potência que as condições de rodagem demandar. Se o motorista deseja operar somente como veículo flex, precisa fechar a válvula do gás no motor em forma manual.
* O [[veículo híbrido]] flex permite que o carro seja movido a eletricidade, gasolina ou etanol. A [[Toyota do Brasil]] anunciou o lançamento do primeiro [[carro híbrido]] flex em dezembro de 2018. Testes foram realizado com um [[Toyota Prius]] como protótipo desde março de 2018. O projeto foi desenvolvido pela Toyota a partir de 2015 em parceria entre a montadora e universidades federais brasileiras.<ref name=PriusFlex>{{cite news |url=https://g1.globo.com/carros/noticia/2018/12/13/toyota-lanca-tecnologia-para-producao-de-primeiro-carro-hibrido-flex-do-mundo.ghtml |title=Toyota lança em cerimônia com Temer tecnologia para produção de primeiro carro híbrido flex |first=Luiz Felipe |last=Barbiéri|work=G1 ([[Grupo Globo]]) |date=2018-12-13 |accessdate=2018-12-16}}</ref> Toyota planeja investir um bilhão de Reais em unidade brasileira para iniciar a produção na segunda metade de 2019. A montadora considera que o desenvolvimento foi possível pelo programa federal [[Rota 2030]], que oferece previsibilidade para as empresas investirem no longo prazo no país e estimula a fabricação de veículos mais eficientes.<ref name=PriusFlex/><ref name=ToyotaFlexHEV>{{cite news |url=https://motor1.uol.com.br/news/297507/toyota-primeiro-hibrido-flex-brasil/ |title=Toyota confirma produção do primeiro híbrido flex no Brasil em 2019|first=Dyogo |last=Fagundes |work=[[Universo Online|UOL]] Motor |date=2018-12-13 |accessdate=2018-12-16}}</ref>
{{clr}}
 
1 568

edições