Diferenças entre edições de "Ocidentalismo"

91 bytes adicionados ,  18h01min de 19 de dezembro de 2018
sem resumo de edição
]]
 
O ocidente foi, originalmente, definido como sendo a [[Europa]]. Os [[Roma Antiga|antigos romanos]] faziam distinção entre culturas orientais que habitavam territórios do [[Egito]] e a [[Turquia]] modernos e culturas ocidentais que viviam no oeste. Mil anos mais tarde, o [[Grande Cisma do Oriente]] separou a [[Igreja Católica]] da [[Igreja Ortodoxa]] (oriental). A definição de "ocidental" mudou, visto que o oeste recebeu influências diversas e espalhou-se por outras nações. [[Erudição|Eruditos]] [[Islamismo|islâmicos]] e [[Império Bizantino|bizantinos]] juntaram-se ao [[cânon]] ocidental quando seus estoques de [[literatura grega]] e [[Literatura latina|romana]] deram início à [[Renascença]].<ref>Neumann M., Has Islam Failed? Not by Western Standards, Counter Punch, May 2003.</ref> O ocidente expandiu-se para incluir a [[Rússia]] quando [[Pedro, o Grande]] trouxe novas ideias da [[França]]. Hoje, a maioria dos usos modernos do termo referem-se à sociedades da [[Europa Ocidental]] e [[Europa Central|Central]] e seus descendentes [[genealogia|genealógicos]], [[linguística|linguísticos]] e [[filosofia|filosóficos]] próximos. Isto tipicamente inclui aqueles países cuja [[Identidade cultural|identidade étnica]] e cultura dominante são derivados da [[cultura europeia]].
 
=== Pessoas ===