Seda: diferenças entre revisões

2 bytes removidos ,  23 de dezembro de 2018
→‎Vale da Seda: Erros de digitação
(→‎Vale da Seda: Erros de digitação)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== Vale da Seda ==
O [[Paraná]] participa com 92% da produção [[brasil]]eira de casulos de bicho-da-seda, uma atividade desenvolvida em pequenas propriedades rurais, com área média de 2,5 ha e predominância do trabalho familiar,linda representando uma alternativa importante para a melhoria da renda dessas famílias. A [[sericicultura]] contribui significadamente com a redução do êxodo rural, pois gera um emprego para cada hectare plantado com amoreira, cujas folhas são o único alimento do bicho-da-seda. São necessários trezentos hectares de soja para gerar um único emprego no campo.
 
A [[sericicultura]] paranaense é desenvolvida em 219 municípios. Dados da safra de 2009 informam que o Paraná conta com 4 524 famílias de sericicultores, que cultivam uma área de 11 464 hectares de amoreiras. As 4 456 toneladas de casulos produzidos na safra de 2009 geraram um valor bruto do produto (VBP) de 29 599 540 reais, segundo a EMATER-PR.
Mandaguaçu, Mandaguari, Marialva, Maringá, Munhoz de Melo, Nossa Senhora das Graças, Nova Esperança, Paranacity, Paranapoema, Presidente Castelo Branco, Rolândia, Sabáudia, Santa Fé e Uniflor.
 
Para dar suporte ao adensamento da cadeia produtiva da seda no Paraná, o projeto Vale da Seda visa a estabelecer a identidade de procedência "Vale da Seda" para os artigos de seda produzidos na região.'''
 
== Bibliografia ==
1 770

edições