Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho ,  10h57min de 29 de dezembro de 2018
Integra o "Quarteto Sabá", com quem grava o primeiro LP. Em seguida monta o grupo "Sambalanço Trio", ao lado de [[Airto Moreira]] e Humberto Claiber, gravam cinco LPs ,um deles com o cantor e bailarino [[Lennie Dale]]. No fim da década de 60 é contratado pela [[TV Record]] de São Paulo, onde trabalha como instrumentista e arranjador, e grava vários discos com seu novo grupo, "Som Três". Participou como jurado de festivais de música da Record. Na mesma época, entra no mercado de ''[[jingle]]s'' e [[canções]] para cinema e propaganda. Dedicou-se por muitos anos como arranjador e produtor de Wilson Simonal.
 
Nos [[década de 1970|anos setenta]] tem início uma bem-sucedida parceria com [[Elis Regina]] e logo após casou-se com ela. César atua como diretor musical, produtor e arranjador da cantora, excursionando pelo Brasil e por vários países. O hoje histórico álbum “Elis e Tom” (19701974) teve a participação de Cesar Camargo Mariano como arranjador, pianista e diretor musical. Também participa de trabalhos com [[Chico Buarque]], [[Maria Bethânia]], [[Jorge Ben]], Ivan Lins, Gal Costa entre outros.
 
Na [[década de 1980|década de oitenta]] César gravou dois discos considerados históricos: "Samambaia", com o guitarrista [[Hélio Delmiro]], e "Voz e Suor", com a cantora [[Nana Caymmi]]. Em [[1987]], sua música instrumental "Mitos" é usada como tema de abertura da telenovela [[Mandala (telenovela)]], de [[Dias Gomes]], na [[Rede Globo]]. Ainda nesta década, apresenta o programa "Um Toque de Classe", na [[Rede Manchete]].