Diferenças entre edições de "Grepo"

305 bytes adicionados ,  23h54min de 31 de dezembro de 2018
sem resumo de edição
}}
 
Ao perder a disputa, colocou as esporas num cavalo e partiu. Chegando em casa, encheu o palácio de gritos e ordenou que seus guerreiros pegassem em armas, imaginando que iria se vingar. Frodo tentou dissuadiu-o, dizendo que esquemas precipitados muitas vezes falhavam, com os frenéticos empreendimentos se voltando contra seus planejadores, bem como que era impróprio atacar poucos homens com grande horda. Grepo concordou, mas quis vingança com magia negra. Partiu à costa, onde Érico estava, com alguns feiticeiros. Sacrificou um cavalo aos deuses e empalou sua cabeça cortada em um poste. Então, escancarou a boca com paus para lhe dar mandíbulas largas e sorridentes, esperando que a estranha aparição colocasse medo em Érico. Grepo acreditava, segundo os ''Feitos'', que as mentes simples dos estrangeiros iriam encolher diante da cabeça decepada, mas Érico enfrentou os magos e atravesso a ponte que levava para onde estavam.{{sfn|Saxão Gramático|2015|p=278-279 (V.3.6-7)}} Pouco depois, quando Érico chegou ao palácio de Frodo, a questão do adultério foi levantada novamente e Grepo, que estava sentado no salão, se levantou para apunhalá-lo e tentar salvar sua vida. Seu plano, porém, foi frustrado por Rolero, que o matou.{{sfn|Saxão Gramático|2015|p=282-285 (V.3.11)}}
 
 
 
 
{{referências|col=2}}