Diferenças entre edições de "Fogo (DC Comics)"

751 bytes removidos ,  16h22min de 9 de janeiro de 2019
Eliminando seção com informações errôneas/duvidosas (ela nunca fez parte da SJA) e sem fontes, traduzindo grafia indevida em inglês de nomes que tem nome oficial em português
m (Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes)
(Eliminando seção com informações errôneas/duvidosas (ela nunca fez parte da SJA) e sem fontes, traduzindo grafia indevida em inglês de nomes que tem nome oficial em português)
}}
'''Fogo''' (em inglês, ''Fire'') é uma [[super-heroína]] [[brasileira]], personagem fictícia de [[história em quadrinhos]] da editora &nbsp;[[estadunidense]] [[DC Comics]]. Criada por E. Nelson Bridwell e Ramona Fradon<ref>Heroes Made In Rio,[http://www.carioquissimo.com.br/heroes-made-in-rio/]</ref> na década de 1970 sob o nome de '''Flama Verde'''<ref>O Brasil e os brasileiros nas terras dos super-heróis,[http://www.saraivaconteudo.com.br/Materias/Post/50228/]</ref> também conhecida como Fúria Verde (em inglês, ''Green Fury'') ou Fogo Verde<ref>Super Heróis Brasileiros da DC Comics[http://theamazingnerd.com/2014/01/16/super-herois-brasileiros-da-dc-comics/]</ref>
'''Beatriz Bonilla da Costa''', também conhecida como '''Bea '''(ou Bia, na grafia em publicações no Brasil) é uma heroína brasileira seu histórico se alterou ao longo dos anos: foi [[modelo]], [[dançarina]], [[apresentadora de TV]], presidente da filial das Indústrias de [[Bruce Wayne]] (o [[Batman]]) no Brasil, [[agente secreto|agente secreta]] do governo federal<ref>O Brasil e os brasileiros nas terras dos super-heróis,[http://www.saraivaconteudo.com.br/Materias/Post/50228/]</ref> e antigo operativo do Serviço Nacional de Informações ([[SNI]]), atual Agência Brasileira de Inteligência ([[ABIN]]). Além de já ter atuado nas equipes [[Guardiões Globais]], [[Xeque-Mate (DC Comics)|Xeque-Mate]], [[Superamigos (revista em quadrinhos)|SuperAmigos]] e [[Liga da Justiça Internacional]].<ref>Guia dos Quadrinhos, Fogo, [http://www.guiadosquadrinhos.com/personagem/fogo-%28beatriz-bonilla-da-costa%29/959]</ref>
 
<br />
== Criação ==
A personagem foi criada pela [[DC Comics]] para integrar a [[Sociedade da Justiça]], com a intenção primária de controlar os elementos opostos, fogo e gelo, mas a ideia foi descartada e sua projeção seguiu o padrão de apenas um poder.
Existem muitas explicações utilizadas hoje pelos fãs para explicar um fato dentro da criação de Fogo: ela ficar apenas de [[biquíni]] quando se torna incandescente. Uma das mais conhecidas é a de que fora apenas por conta da imaginação na hora de desenhar, mas há outras que afirmam que foi um modo de representar a figura da modelo vaidosa e exibicionista, profissão esporádica da personagem. E outros acreditam que era o estereótipo de heroína e do que se pensava que era o Brasil: uma mulher provocante, de colante e chamativa.
 
== A Personagem ==
 
====Liga da Justiça====
Pouco depois de mudar seu nome para Flama Verde, o financiamento das [[Nações Unidas]] dos Guardiões foi retirado na sequência da formação da [[Liga da Justiça Internacional]]. Beatriz convenceu sua colega de equipe e melhor amiga [[Gelo (DC Comics)|IceDama Maidende Gelo]] para se juntar a ela para candidatar-se à adesão da Liga da Justiça. Notavelmente, na sequência da renúncia de [[Canário Negro]] e do seqüestro de vários membros, a JLI sem escolha os aceitaram.<ref name="dc-ency">{{citar livro|último = Jimenez|primeiro = Phil|contribuição= Fire|editor-sobrenome = Dougall|editor-nome = Alastair|título= The DC Comics Encyclopedia|página= 121|publicado= [[Dorling Kindersley]]|local= New York|ano= 2008|isbn = 0-7566-4119-5|oclc = 213309017|postscript = <!-- Bot inserted parameter. Either remove it; or change its value to "." for the cite to end in a ".", as necessary. -->{{inconsistent citations}}}}</ref>.<ref>''Justice League International'' #14</ref> Eventualmente, ela mais uma vez mudou seu nome, desta vez para Fire (Fogo) em afinidade com o encurtamento do nome de Ice maiden para simplesmente ''Ice'' (Gelo).<ref>''Justice League International'' #19</ref> Como resultado da "bomba de gene" detonada pelos alienígenas ''Dominadores'', os poderes de Fogo foram dramaticamente aumentados, mas eram menos confiáveis ​​por um tempo.<ref name="dc-ency"/><ref>''Invasion!'' #3, ''Justice League America'' #28</ref>
Beatriz permaneceu com a Liga da Justiça Internacional pelo restante da sua existência - na verdade, ela serviu o mandato mais longo de qualquer membro da JLI. Durante esse tempo, ela também foi treinada nas artes de batalha por [[Grande Barda]].
 
 
====Superamiguinhos====
Fogo finalmente tentou se aposentar de ser uma super-heroína e estabelecer uma carreira como uma garota de glamour na internet quando [[Maxwell Lord]] fala com ela e vários outros ex-membros da JLI para se reformarem como um de "heróis para o homem comum" chamado "[[Superamiguinhos|Super Buddies]]". Ela se encontra então, compartilhando um apartamento com [[Mary Marvel]] e, em uma caracterização que lembra seu relacionamento com Ice, tornou-se uma "babá" relutante para uma adolescente ingênua.
Em uma aventura com os Superamiguinhos, Fogo e os outros tiveram a oportunidade de resgatar o espírito de Gelo do Inferno (ou uma dimensão similar). No entanto, como no mito grego de [[Orfeu]] e [[Eurídice]], Fogo não consegue resistir e olha para trás, o que ocasionou no desaparecimento do espírito de Gelo. Durante o tempo da equipe no inferno o demônio, [[Etrigan]], sugeriu que era Fogo quem estava condenada a morrer em vez de Gelo.
Mais tarde, durante seu tempo no grupo, ela encontra uma versão Gelo em um universo alternativo.
Os Superamiguinhos não perceberam que Maxwell Lord também era secretamente o Rei Negro de [[Xeque-mate (DC Comics)|Checkmate]]. Após a dissolução da equipe, Bea tornou-se agente da Checkmate também.<ref name="dc-ency"/> Não foi revelado se Lord a recrutou. Independentemente disso, ela ajuda Booster Gold e Guy Gardner a encontrar a conexão entre Lord e a morte do [[Besouro Azul]]. Ela junta seus ex-companheiros da JLI contra um grupo da [[Projeto OMAC|OMAC]]. Ela é gravemente ferida, mas é salva pelo sacrifício de [[Soviete Supremo (personagem)|Dimitri Pushkin]], o Rocket Red.<ref>''[[Projeto OMAC]]'' #4</ref>
 
Durante as "[[Infinite Crisis|Crises Infinitas]]", criada por [[Alexander Luthor Junior|Alexander Luthor]], Beatriz retorna às suas raízes de espionagem juntando-se a [[Amanda Waller]], que assumiu o CheckmateXeque-Mate após a morte de Lord.<ref name="dc-ency"/> Uma das primeiras missões de Fogo foi recuperar o AI, Brother Eye, que havia caído no sul da Arábia Saudita. Este plano foi frustrado por Sasha Bordeaux , também anteriormente de Checkmate.<ref name="OMAC Project Special">''OMAC Project Special''</ref>
 
Ela aparece mais tarde, criticando o [[Gladiador Dourado]] por sua auto-promoção sem vergonha enquanto a busca continua pelos super-heróis desaparecidos.<ref>''[[52 (DC Comics)|52]]'' #4</ref> Ela também está à mão em um memorial para a esposa de [[Homem-Borracha|Ralph Dibny]], Sue.<ref>''52'' #42</ref>
 
====CheckmateXeque-Mate====
{{main|Xeque-mate (DC Comics)|Xeque-Mate (DC Comics)}}
 
Quase um ano depois, após a crise, Checkmatea organização de espionagem Xeque-Mate foi reformada sob a supervisão das [[Nações Unidas]] e Beatriz tornou-se o "Cavaleiro do Rei Negro".<ref name="dc-ency"/><ref>''Checkmate'' #1</ref> Embora ela não tenha mais informado a Waller (que foi feita rainhaRainha brancaBranca), Waller chantageou Bea com provas contra seu pai e forçou Bea a realizar assassinatos secretos.<ref>''Checkmate'' #11</ref> Waller havia implícito anteriormente que Beatriz realmente gostava da violência e da depravação que fazia parte de seu trabalho.<ref name="OMAC Project Special"/> Foi revelado que, quando Beatriz era uma criança, ela foi treinada por seu pai para matar.<ref>''Checkmate'' #11–12</ref>
Apesar de seu passado como um soldado e filha obediente, Bea expressou remorso ao participar de uma missão de CheckmateXeque-Mate que resultou na morte de até 50 agentes do vilão Kobra, muitos dos quais foram imolados pela própria Fogo.<ref>''Checkmate'' #2</ref> Waller mais uma vez chantageou Fogo para encobrir um golpe em [[Santa Prisca (Roma)|Santa Prisca]]. Lá, Fogo matou o coronel Computron para Waller, a fim de proteger seu pai, que, em meados da década de 1970, sob uma ditadura militar de direita, havia ordenado milhares de mortes inocentes na [[Operação Condor]], um apoio aos EUA,<ref>{{citar web|título=Operation Condor: Cable Suggests U.S. Role|publicado=[[National Security Archive]]|data=6 de março de 2001|url =http://www.gwu.edu/~nsarchiv/news/20010306/|acessodata=2017-12-16}}</ref> um programa [[anticomunista]] sul-americano que envolveu assassinatos, tortura e desaparecimentos forçados. Ele nunca foi capturado e Beatriz sempre manteve seu segredo.
Quando o assassinato de Computron foi exposto pelo cavaleiro Tommy Jagger, Dogo foi presa. Após uma visita de seu superior, o rei negro, coronel Taleb Beni Khalid-Isr, Beatriz concordou em entregar seu pai às autoridades internacionais por crimes de guerra. Khalid a convenceu a agir como uma super-heroína que ele escolheu para o seu Cavaleiro.
 
Seu relacionamento renovado, nunca mostrado no painel, é referenciado novamente quando Gelo, aceita um encontro em Oa com seu amante, [[Guy Gardner]], recusa a sua proposta de conviver com Oa, alegando como ela decidiu juntar sua vida, na Terra, com ajuda da própria Beatriz. Gardner afirma que o fogo está manipulando o gelo.<ref>''Green Lantern Corps'' vol. 2 #29 (October 2008)</ref>
 
====Geração perdidaPerdida====
Fogo aparece como um dos personagens centrais na Liga da Justiça: Geração Perdida, uma série maxi que ocorre durante o evento mais amplo de [[O Dia Mais Claro]]. No início da série, Fogo é recrutada como parte de um enorme grupo de super-heróis encarregados de caçar o fundador da JLI e o assassino de [[Besouro Azul (Ted Kord)|Ted Kord]], [[Maxwell Lord]]. Durante um encontro com o Max na antiga sede da Nova Liga da Justiça, Fogo é rendida inconsciente ao lado de Gelo, [[Gladiador Dourado]] e [[Capitão Átomo]]. Os ex-membros da Liga da Justiça acordaram para descobrir que Lord usou suas habilidades mentais para apagar sua existência das mentes de cada humano no planeta, exceto para os presentes na embaixada.<ref>''Justice League: Generation Lost'' #1 (May 2010)</ref> Depois que ela tenta dizer a [[Mulher-Maravilha]] de seu assassinato à Lord, Mulher-Maravilha se recusa a acreditar nisso. Fogo descobre que Max influenciou mentalmente o mundo a acreditar que o Checkmate a demitiu por ter falhado em sua avaliação psicológica.<ref>''Justice League: Generation Lost'' #2 (May 2010)</ref>
 
516

edições