Abrir menu principal

Alterações

Foram revertidas as edições de 2804:D41:55C4:CD00:EC71:B439:97D8:9F1E (usando Huggle) (3.3.3)
{{Governo da Roma Antiga}}
As '''assembleias romanas''' eram instituições da [[Roma Antiga]] que funcionavam como o braço legislativo do governo e, portanto, pelo menos em tese, aprovavam todas as leis. Como as assembleias funcionavam com base numa [[democracia direta]], cidadãos ordinários — e não representantes eleitos — votavam. Elas estavam sujeitas a poderosos contrapesos em seu poder por parte do braço executivo e do [[senado romano]]. Leis eram aprovadas (e os [[magistratura romana|magistrados]], eleitos) pela [[Cúria (Roma Antiga)|Cúria]] (na [[assembleia das cúrias]]), [[tribo (Roma Antiga)|tribo]]s (na [[assembleia tribal]]) e [[centúria (Roma Antiga)|centúria]]s (na [[assembleia das centúrias]]).
As '''assembleias romanas'''a conjuraçao baiana
instituições da [[Roma Antiga]] que funcionavam como o braço legislativo do governo e, portanto, pelo menos em tese, aprovavam todas as leis. Como as assembleias funcionavam com base numa [[democracia direta]], cidadãos ordinários — e não representantes eleitos — votavam. Elas estavam sujeitas a poderosos contrapesos em seu poder por parte do braço executivo e do [[senado romano]]. Leis eram aprovadas (e os [[magistratura romana|magistrados]], eleitos) pela [[Cúria (Roma Antiga)|Cúria]] (na [[assembleia das cúrias]]), [[tribo (Roma Antiga)|tribo]]s (na [[assembleia tribal]]) e [[centúria (Roma Antiga)|centúria]]s (na [[assembleia das centúrias]]).
 
Quando a cidade de [[Fundação de Roma|Roma foi fundada]] ({{AC|753|x}}), um senado e uma assembleia (a assembleia das cúrias) foram criadas e esta assembleia foi o principal órgão legislativo durante todo [[Reino de Roma|período monárquico]]. Apesar de seu objetivo principal ser a eleição dos novos reis, ela também já detinha alguns poderes legislativos rudimentares. Logo depois da fundação da [[República Romana]] ({{AC|509|x}}), este poder passou para duas novas assembleias, a assembleia tribal ("assembleia dos cidadãos") e a assembleia das cúrias. Posteriormente, a maior parte dos poderes legislativos foram transferidos para uma nova assembleia, o [[Conselho da plebe]] ("assembleia dos comuns"). Em última instância, foi o Conselho da Plebe que quebrou o delicado balanço de poder entre o senado, o poder legislativo e o poder executivo, o que levou ao colapso da república e à fundação do [[Império Romano]] em {{AC|27|x}}. A partir daí, os poderes que antes estavam nas mãos das assembleias foram transferidos para o senado. Apesar de terem perdido qualquer relevância política, os cidadãos romanos continuaram se reunindo nelas para tratarem de assuntos administrativos e organizacionais da cidade. Finalmente elas acabaram sendo abandonadas e desapareceram.