Diferenças entre edições de "Primeira Guerra Mundial"

66 bytes removidos ,  16h42min de 13 de janeiro de 2019
{{Artigo principal|Armistício de Compiègne}}
 
[[Imagem:Armisticetrain.jpg|thumb|[[Ferdinand Foch]], segundo da direita, retratado fora dado carruagemvagão em [[Compiègne]] depois de concordar com o armistício que pôs fim à guerra. AO carruagemvagão foi mais tarde escolhida pela [[Alemanha nazistaNazi]]sta como o cenário simbólico do [[Armistício de 22 de junho de 1940|Armistício de Pétain em junho de 1940]].<ref>{{Citar web|url=http://www.compiegne.fr/decouvrir/clairierearmistice.asp|urlmorta= sim|arquivourl=https://web.archive.org/web/20070827142334/http://www.compiegne.fr/decouvrir/clairierearmistice.asp|arquivodata=27 de agosto de 2007|título=Clairière de l'Armistice|publicado=Ville de [[Compiègne]]|língua=francês}}</ref>]]
 
O colapso dasdos [[PotênciasImpérios Centrais]] veio rapidamente. A Bulgária foi a primeira a assinar um armistício, em 29 de setembro de 1918, em [[Saloniki]].<ref name="indiana.edu-1918">{{Citar web|url=http://www.indiana.edu/~league/1918.htm|obra=League of Nations Photo Archive|título=1918 Timeline|acessodata=20 de novembro de 2009}}</ref> Em 30 de outubro, o [[Império Otomano]] rendeu-se, assinando o [[Armistício de Mudros]].<ref name="indiana.edu-1918"/>
 
Em 24 de outubro, os italianos começaram uma ofensiva que rapidamente recuperou território perdido após a [[Batalha de Caporetto]]. Isto culminou na [[Batalha de Vittorio Veneto]], que marcou o fim do [[Exército Austro-Húngaro]] como uma força de combate efetiva. A ofensiva também desencadeou a desintegração do [[Império Austro-Húngaro]]. Durante a última semana de outubro, foram feitas declarações de independência em [[Budapeste]], [[Praga]] e [[Zagrebe]]. Em 29 de outubro, as autoridades imperiais pediram um armistício à Itália, mas os italianos continuaram avançando, chegando a [[Trento]], [[Udine]] e [[Trieste]]. Em 3 de novembro, a Áustria-Hungria enviou uma [[Bandeira branca|bandeira de trégua]] para solicitar um armistício ([[Armistício de Villa Giusti]]). Os termos, organizados por telégrafo com as autoridades Aliadas em Paris, foram comunicados ao comandante austríaco e aceitos. O armistício com a Áustria foi assinado na [[Villa Giusti]], perto de [[Pádua]], em 3 de novembro. A Áustria e a Hungria assinaram armistícios separados após o queda da [[Casa de Habsburgo|Monarquia Habsburgo]].<ref>{{citar web |url=http://www.forost.ungarisches-institut.de/pdf/19181103-1.pdf|titulo=ARMISTICE CONVENTION WITH AUSTRIA-HUNGARY. |data=3 de novembro de 1918 |acessodata=26 de julho de 2017}}</ref>
 
Em 11 de novembro, às 5h da manhã, um [[Armistício de Compiègne|armistício com a Alemanha]] foi assinado em umaum carruagemvagão ferroviáriade trem em Compiègne. Às 11 horas do dia 11 de novembro de 1918 — "às 11 horas do 11.º dia do 11.º mês" — entrou em vigor um [[cessar-fogo]]. Durante as seis horas entre a assinatura do armistício e a sua entrada em vigor, os exércitos opostos na Frente Ocidental começaram a se retirar de suas posições, mas os combates continuaram em muitas áreas da frente, já que os comandantes queriam capturar o território antes que a guerra terminasse. A ocupação da Renânia ocorreu após o armistício. Os exércitos da [[ocupação Aliada da Renânia]] consistiam em forças estadunidenses, belgas, britânicas e francesas.<ref>{{citar web|língua=fr |url=http://rha.revues.org/index6363.html |título=L’armée française en Sarre, 1918-1930 |autor =Emmanuel Pénicaut}}, ''Revue historique des armées'', [[Service historique de la défense]].</ref>
 
Em novembro de 1918, os Aliados tinham amplo suprimento de homens e materiais para invadir a Alemanha. No entanto, no momento do armistício, nenhuma força aliada havia atravessado a fronteira alemã; a Frente Ocidental ainda estava a cerca de 720 quilômetros de Berlim; e os exércitos do Kaiser se retiraram do campo de batalha em boa ordem. Esses fatores permitiram que [[Paul von Hindenburg|Hindenburg]] e outros líderes alemães divulgassem a história de que seus exércitos não tinham sido realmente derrotados. Isso resultou na "[[Dolchstoßlegende|lenda da punhalada pelas costas]]",{{sfn |Baker |2006}}{{sfn |Chickering |2004 |pp=185–188}} que atribuía a derrota da Alemanha não à sua incapacidade de continuar a combater (mesmo que até um milhão de soldados sofressem com a [[Gripe espanhola de 1918|pandemia de gripe de 1918]] e estivessem incapazes de lutar), mas ao fracasso do público em responder ao "chamado patriótico" e à suposto sabotagem intencional do esforço de guerra, particularmente por [[judeus]], [[socialistas]] e [[bolcheviques]]. Os Aliados tinham muito mais riquezas potenciais que poderiam gastar na guerra. Uma estimativa (em valores de 1913) é que os Aliados gastaram 58 bilhões de dólares na guerra e as Potências Centrais apenas 25 bilhões de dólares. Entre os Aliados, o Reino Unido gastou entre 21 e 17 bilhões de dólares; entre as potências centrais, a Alemanha gastou vinte bilhões de dólares.<ref>Gerd Hardach, ''The First World War, 1914–1918'' (1977) p 153, using estimated made by H. Menderhausen, ''The Economics of War'' (1941) p 305</ref>