Diferenças entre edições de "Bissexualidade"

9 bytes adicionados ,  01h39min de 21 de janeiro de 2019
m
lig. interna.
m (ajustes gerais nas citações usando script)
m (lig. interna.)
== Visão social da bissexualidade ==
{{artigo principal|Bifobia}}
Embora, teoricamente, por se apresentar também nela uma faceta de heterossexualidade, no sentido da atração por indivíduos do sexo oposto, segundo o olhar de homossexuais exclusivos, a bissexualidade pode parecer mais facilmente aceita. A verdade é que, em geral, há incidências específicas de [[preconceito]] contra pessoas bissexuais partindo tanto de homossexuais quanto de heterossexuais, denominado como [[bifobia]]. Uma face da bifobia se dá quando certos homossexuais consideram a bissexualidade pouco mais que um meio-termo confortável entre a heterossexualidade estabelecida e a identidade homossexual pela qual lutam por estabelecer, ou até uma fase de transição da hétero para a homossexualidade.
 
Este preconceito também causa certos julgamentos prévios sobre o indivíduo bissexual como a promiscuidade, inconstância, tendência à infidelidade, porte de doenças venéreas, ou mero modismo. Muitas vezes abordados como somente objeto de fetiche, bissexuais também podem receber respostas de repulsa de ambos os lados por conta do histórico de contato com os dois sexos.
Um estudo realizado em [[2002]] nos [[Estados Unidos]] pelo ''[[National Center for Health Statistics]]'' (Centro Nacional Para Estatísticas da Saúde) descobriu que 1,8% dos homens com idade entre 18-44 se consideravam bissexuais, 2,3% homossexuais e 3,9% se identificavam como "algo mais". O mesmo estudo descobriu que 2,8% de mulheres com idades entre 18-44 se consideravam bissexuais, 1,3% homossexual, e 3,8% como "algo mais".<ref name="Kinsey FAQ">{{Citar web|url=http://www.kinseyinstitute.org/resources/FAQ.html |título=Frequently Asked Sexuality Questions to the Kinsey Institute |acessodata=16 de fevereiro de 2007 |publicado=The Kinsey Institute}}</ref> O ''The Janus Report on Sexual Behavior'', publicado em [[1993]], mostrou que 5% dos homens e 3% de mulheres se consideram bissexuais e 4% dos homens e 2% de mulheres se consideravam homossexuais.<ref name="Kinsey FAQ"/> A seção 'Saúde' do [[The New York Times]] declarou que "1,5 por cento de mulheres americanas e 1,7 por cento de homens americanos identificar-se [como] bissexual."<ref name=Carey>{{citar jornal|último =Carey |primeiro =Benedict |título=Straight, Gay or Lying? Bisexuality Revisited |publicado=The New York Times |data=5 de julho de 2005 |url=http://select.nytimes.com/gst/abstract.html?res=F20714FB3B550C768CDDAE0894DD404482 |acessodata=24 de fevereiro de 2007}}</ref>
 
O trabalho do doutor [[Alfred Kinsey]] em [[1948]], "''[[Estudos de Kinsey|Sexual Behavior in the Human Male]]''", descobriu que "46% da população masculina tinha apresentado tanto atividades heterossexuais como homossexuais, ou 'reagido' às pessoas de ambos os sexos, no decurso da sua vida adulta."<ref name=institute>[http://www.kinseyinstitute.org/research/ak-data.html Research Summary] from the [http://www.kinseyinstitute.org Kinsey Institute].</ref> Kinsey não gostou do uso do termo "bi" para descrever os indivíduos que participem em atividades sexuais tanto com pessoas do sexo masculino como do feminino, preferindo usar o "bi" em seu sentido original biológico como hermafrodita: "Até que seja demonstrado que o gosto em uma relação sexual depende do indivíduo conter em sua anatomia estruturas de ambos os sexos, ou capacidades fisiológicas masculinas e femininas, é lamentável chamar essas pessoas de bissexuais "(Kinsey et al., 1948, p. &nbsp;657).<ref>Kinsey, A. C., Pomeroy, W. B., & Martin, C. E. (1948). ''Sexual behavior in the human male.'' Philadelphia and London: W. B. Saunders.</ref> Dr. [[Fritz Klein]] acredita que a atração emocional e social são elementos muito importantes na atração bissexual. Um terço dos homens em cada grupo não apresentaram excitação significativa. O estudo não provava serem eles assexuais, Rieger e afirmou que a falta de resposta não alterou as conclusões gerais.
 
== Símbolos ==
[[Imagem:Bi flag.svg|thumb|[[Bandeira_do_orgulho_bissexualBandeira do orgulho bissexual|A bandeira do orgulho bissexual.]]]]
Um símbolo comum da comunidade bissexual é a [[bandeira do orgulho bissexual]], que tem uma faixa magenta na parte superior para a homossexualidade, uma azul na parte inferior para a heterossexualidade e uma violeta, misturada a partir do [[magenta]] e do azul, no meio, para representar a bissexualidade.<ref>{{Citar web|url=http://www.biflag.com/Activism.asp |título=Bi Pride Flag |acessodata=16 de fevereiro de 2007 |autor=Page, Michael |citação=The pink color represents sexual attraction to the same sex only, homosexuality, the blue represents sexual attraction to the opposite sex only, heterosexuality, and the resultant overlap color purple represents sexual attraction to both sexes (bi).}}</ref>
[[Imagem:bi triangles.svg|thumb|esquerda|Os triângulos sobrepostos.]]
32 107

edições