Diferenças entre edições de "Reatores anaeróbios compartimentados"

12 bytes adicionados ,  13h18min de 24 de janeiro de 2019
sem resumo de edição
m
==Introdução==
 
Os reatores anaeróbios compartimentados (RAC) são unidades de [[tratamento de efluentes]] que degradam a materia orgânica através do metabolismo de microrganismos. Possuem configuração simples, apresentando divisões internas que buscam aumentar o tempo de detenção hidráulica. Assim, é possível o maior contato entre a biomassa e o efluente<ref>AVELAR, J. C. Avaliação da escória de Aciaria (LD) como leito cultivado e leito filtrante no pós-tratamento de efluente de reator UASB compartimentado. 2008. 153f . Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal do
Espírito Santo, Vitória, 2008.</ref> . Estes reatores são promissores no tratamento de águas residuárias, devido a grande eficiência na remoção de matéria orgânica e sólidos em suspensão. Além disso, apresentam baixo custo de implantação e simplicidade de operação<ref name="RefA">Barber, William P., and David C. Stuckey. "The use of the anaerobic baffled reactor (ABR) for wastewater treatment: a review." Water Research 33.7 (1999): 1559-1578.</ref>.
 
==Aplicação==
 
Os reatores anaeróbios compartimentados são amplamente utilizados para o tratamento de [[águas residuárias]] com altas frações de [[sólidos suspensos]] orgânicos. Um exemplo é o tratamento de efluentes da produção agropecuária<ref name="RefB">Oliveira, Roberto Alves de, et al. "Reator anaeróbio compartimentado para o tratamento de águas residuárias de suinocultura." Engenharia Sanitaria E Ambiental (2014): 383-391.</ref>.
 
==Tratamento==
25

edições