Diferenças entre edições de "Trilha das Lágrimas"

1 byte adicionado ,  21h46min de 24 de janeiro de 2019
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
Líderes Creeks amigáveis aos colonos americanos tais como Selocta e Grande Guerreiro, apelaram pela manutenção da paz ao presidente Andrew Jackson. Jackson endureceu as negociações com os resistentes e ignorou partes do Tratado de Ghent que beneficiavam as nações indígenas.
 
Em 12 de fevereiro de 1825, contrariando muitos nativos, McIntosh e outros chefes assinaram o Tratado de Indian Springs, que cedeu a maioria das terras Creek remanescentes na [[GeorgiaGeórgia (Estados Unidos)|Geórgia]].<ref name="digital">[http://digital.library.okstate.edu/kappler/Vol2/treaties/cre0214.htm].</ref> Após o Senado americano ratificar o tratado, McIntosh foi assassinado em 13 de maio de 1825, por Menawa, um líder Creek.
 
O conselho Creek, liderado por [[Opothleyahola|Opothle Yohola]], protestou junto ao governo americano, chamando o tratado de fraudulento. O presidente [[John Quincy Adams]] concordou em tornar nulo o tratado e um novo acordo foi assinado, o Tratado de Washington (1826).<ref [http://name="digital.library.okstate.edu/kappler/Vol2/treaties" /cre0264.htm].>
 
Entretanto, o governador Troup da Georgia ignorou o novo documento e começou a pressionar os índios para que deixassem as terras. De início, o presidente Adams interveio com tropas federais, mas o governador chamou a milícia. Adams, temendo uma guerra civil, cedeu.