Diferenças entre edições de "Berlinense"

1 byte adicionado ,  04h00min de 27 de janeiro de 2019
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Na Alemanha (de onde é a origem do formato - e assim o seu nome), o ''Berliner Zeitung'' e o ''Neues Deutschland'' têm tamanhos entre o Standard e o Berlinense. Uma folha de papel tamanho [[A4 (tamanho de papel)|A4]] serve para demonstrar as proporções.
 
No [[Brasil]], é dito que o formato Berlinense foi adotado pelo antigo jornal ''[[O Estado do Paraná]]'' e, desde 2009, pelos jornais [[O Dia]], ''[[O Norte]]'' (João Pessoa), ''[[Diário da Borborema]]'' (Campina Grande) e o potiguar ''[[Diário de Natal]]'' (que circula aos domingos como ''O Poti'' no formato Standard), e o jornal [[Diário de S. Paulo]] na capital paulista. Foi utilizado pelo diário carioca ''[[Jornal do Brasil]]'' de 16 de abril de 2006, até julho de 2010, data da transição do diário para a versão digital. O jornal [[Lance!]] utiliza desde 1997.
 
Estudos feitos na Universidade Estadual do Rio de Janeiro<ref>PACHECO, Rodrigo Schoenacher. Design de jornal impresso: a relação entre formato e usabilidade. 2011. 213 f. Dissertação (Mestrado em Design) – Escola Superior de Desenho Industrial, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.</ref> (UERJ) apresentam evidências de que existem diferenças significativas entre os jornais europeus e os diários cariocas que se dizem impressos em formato berlinês. O estudo conclui que nenhum jornal carioca é impresso em formato berlinês e propõe uma nomenclatura alternativa para esse formato de jornal: tabloide estendido.
Utilizador anónimo