Brás de Sebaste: diferenças entre revisões

336 bytes removidos ,  3 de fevereiro de 2019
sem resumo de edição
(Aditamento de um local onde é festejado o santo São Brás, na freguesia do Arco da Calheta ilha da Madeira. É o padroeiro daquela freguesia e é festejado na igreja matriz daquela freguesia.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
{{Info/Santos
|nome = São Brás
|data_nascimento = [[{{dni|||264]]|si}}
|local_nascimento = Roma
|data_morte = {{morte|||316|si}}
|local_morte = Sebaste, [[Império Romano]] (atual [[Sivas]], [[Turquia]])
|dia_consagrado = [[3 de fevereiro]] na [[Igreja Católica]]; [[11 de fevereiro]] na [[Igreja Ortodoxa]]
|legenda = São Brás, por [[Hans Memling]].
|títulos = [[Hieromártir]]; [[Santo auxiliar]]; [[Bispo]] de [[Sivas|Sebaste]]
|data_beatificação =
|local_beatificação =
|beatificado_por =
|data_canonização =
|local_canonização =
|canonizado_por =
|atribuições = Pente para tosquia; velas; cuidando de um garoto ou animal engasgado
|patrono = Animais; operários de construção; veterinários; aflições da garganta; garotos; pedreiros; escultores; tosquiadores<br>[[Maratea]], Itália; [[Campanário (Ribeira Brava)]]; [[Sicília]]; [[Ciudad del Este]], no [[Paraguai]]; [[Corno Giovine]], Itália; [[Codogno]], Itália; [[Dalmácia]]; [[Dubrovnik]]; [[Rubiera]], Itália
|patrona =
|principal_templo =
|data_supressão =
|polêmicas =
|passagem =
|autor_passagem =
}}
'''São Brás''' (c. [[264]] {{mdash}} c. [[316]]) foi um [[mártir]], [[bispo]] e [[santo]] [[católico]] que viveu entre o séculos [[século III|III]] e [[século IV|IV]] na [[Armênia]].<ref name=":0">{{citar livro|url=http://books.google.com.br/books?id=ABkgU0GOBbcC&pg=PA109&lpg=PA109&dq=fourteen+holy+helpers+Encyclopedia&source=bl&ots=b19W2l0jYz&sig=c1Na7gWb55AFFxv2JzliFIEV_cg&hl=pt-BR&sa=X&ei=zBrxU9T0JcvfsAS9q4CgBQ&redir_esc=y#v=onepage&q=fourteen%20holy%20helpers%20Encyclopedia&f=false|título=The Encyclopedia of Saints|sobrenome=Guiley|nome=Rosemary|editora=Infobase Publishing|ano=2001|local=|página=109|páginas=419|língua=inglês|acessodata=|subtítulo=Fourteen Holy Helpers}}</ref>
 
Ficou conhecido porque retirou, após uma breve [[oração]], um [[Espinho (zoologia)|espinho]] da [[garganta]] duma criança. Por esse motivo, é [[padroeiro]] das doenças da garganta e, no dia de sua celebração a [[3 de fevereiro]], nas cidades da [[Espanha]], [[Campanário (Ribeira Brava)]], Arco da Calheta [Calheta, Ilha da Madeira] e algumas da [[América Latina]], as mães levam os filhos para benzerem a garganta.<ref name=":0" />
De acordo com entrada no Dicionário dos Santos, de [[Donald Attwater]] (Dicionário dos Santos, Donald Attwater. Círculo do Livro, São Paulo, 1983), "em [[Sivas|Sebaste]], na Armênia, parece ter existido um bispo chamado Brás que foi martirizado, provavelmente no tempo de [[Licínio]]. O relato tradicional de sua vida, no entanto, é ''muito posterior'' e dá ênfase excessiva a acontecimentos maravilhosos e a torturas, ''sem se referir a fatos históricos''."<ref name=":0" />
 
Seu culto se expandiu, tanto no Oriente quanto no Ocidente, a partir do século {{séc|VIII}}, invocando-se suas bênçãos para doentes e animais por associação aos milagres que lhe foram atribuídos. Seus emblemas são um rastelo (ancinho) ou duas velas cruzadas.<ref name=":0" />
Seus emblemas são um rastelo (ancinho) ou duas velas cruzadas.<ref name=":0" />
 
É o santo patrono dos trabalhadores da [[lã]]. Na igreja latina, sua festa ocorre em 3 de fevereiro, nas igrejas orientais, seu dia é comemorado em 11 de fevereiro.<ref name=kirsch>[http://www.newadvent.org/cathen/02592a.htm Kirsch, Johann Peter. "St. Blaise." The Catholic Encyclopedia. Vol. 2. New York: Robert Appleton Company, 1907. 3 Feb. 2013]</ref>
[[Categoria:Santos da Lenda Dourada]]
[[Categoria:Santos auxiliares]]
 
[[ksh:Blasiusdaach]]