Diferenças entre edições de "Rio Moa"

5 bytes removidos ,  18h33min de 10 de fevereiro de 2019
(Caixa alta e caixa baixa#Palavras especiais + ajustes + padronização)
Apesar de a área do rio Moa ter pertencido à [[Bolívia]] até 1903, ano em que o Brasil anexou o [[Acre]], desde 1883 que há brasileiros assentados na região, como o seringueiro cearense Antonio Marques de Menezes, que possuía nessa data um [[ciclo da borracha|seringal]] na foz do Moa.<ref>{{citar livro|autor=Victor Leonardi|título=Fronteiras amazônicas do Brasil: saúde e história social|editora=Marco Zero|ano=2000|páginas=181|id=ISBN 9788527903134}}</ref>
 
==Bacia hidrográficaEletrica==
O rio, que é afluente do [[rio Juruá]], possui muitas cachoeiras e corredeiras e nesse região encontra-se a maior variedade de palmeiras do mundo.<ref name="Divis" >{{citar livro|autor=Marta Góes|título=Brazilian cultural landscape, North Region|editora=Editora Terceiro Nome|ano=2003|páginas=159|id=ISBN 8587556282}}</ref> A temperatura média anual do curso é de 23,5°C, o qual é navegável por embarcações de pequeno calado quase o ano todo. Em algumas épocas do ano, surgem trechos de corredeiras e é possível a prática de [[esportes radicais]].