Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
}}
 
=== Subdivisões ===
O município de Cabinda está dividido em três comunas:<ref name=ngonge>{{Citar web |url=http://www.gpcabinda.com/ngonge/ngonge_ed10.pdf |título=Informação trimestral de Cabinda |publicado=Governo da Província de Cabinda |acessodata=9-9-2010 |formato=PDF}}</ref>
*Cabinda, a sede do município, com 88,6% da população do município;
O município é também dividido 11 regedorias: Regedoria do Ntó, Cotra (a mais populosa com 74,8% da população do município), Liambo, Caio Litoral, Subantando, Chiadede, Malembo, Bumelambuto, Cácata, Tchinsuá e Zenze do Lucula.<ref name=ngonge/>
 
==Economia= Demografia ===
A principal riqueza natural do município é o [[petróleo]] seguido pela madeira. O solo cabindense é rico também em [[manganês]],
[[titânio]], [[argila]], [[burgau]], [[cal]], [[potássio]], ouro, [[urânio]] e [[fosfato]].<ref name=ngonge2009/>
 
O transporte, a pesca, o comércio, a agricultura, a hotelaria, o turismo e a construção civil são outras atividades que começam a ganhar peso na economia da cidade.<ref name=historia/>
 
==Demografia==
O município tem 185 924 habitantes<ref name=inss/> (estimativa de [[2006]]) e densidade demográfica de 102 hab./km². A população de Cabinda é distribuída em oito tribos: Bawóio, Bakuakongo, Balinge, Baluango, Basundi, Baiombe, Bavili e Bakotchi.<ref name=gpcabinda/>
 
A língua falada na cidade é o [[ibinda]] ou fiote.<ref name=teiaportuguesa>{{Citar web |url=http://www.teiaportuguesa.com/cabinda/cabinda.htm |título=Uma excursão virtual a Cabinda |publicado=Teia Portuguesa |acessodata=8-9-2010}}</ref>
 
== Cultura Economia==
A principal riqueza natural do município é o [[petróleo]] seguido pela madeira. O solo cabindense é rico também em [[manganês]],
[[titânio]], [[argila]], [[burgau]], [[cal]], [[potássio]], ouro, [[urânio]] e [[fosfato]].<ref name=ngonge2009/>
 
O transporte, a pesca, o comércio, a agricultura, a hotelaria, o turismo e a construção civil são outras atividades que começam a ganhar peso na economia da cidade.<ref name=historia/>
 
== Cultura e lazer ==
=== Manifestações culturais ===
A população da cidade possui uma cultura peculiar, com usos e costumes especiais, desde a sua forma de se vestir e comer até os rituais tradicionais, principalmente o ''Chicumbe'' e as célebres cerimônias dos ''Bakamas do Tchizo'',<ref name=gpcabinda/> um grupo ritual tradicional que possibilita a interação entre o povo vivo e os espíritos ocultos dos deuses e dos antepassados,
assegurando assim a reconciliação entre os mortos e os vivos.<ref name=teiaportuguesa/>
A cidade possui também um centro cultural que desenvolve diversas atividades nas áreas da música, dança, artes cênicas e visuais.<ref name=historia/>
 
=== Lazer ===
Os principais locais turísticos da cidade são: o embarque de escravos de Chinfuca, Gruta de Malembo, Igreja Católica Nossa Senhora Rainha do Mundo, Igreja Católica Imaculada Conceição, Cemitério dos Nobres, Cemitério dos Franques, Igreja Evangelica Ntendequele, Centro Turistico de Mbande, Largo Pedro Benge, Largo Deolinda Rodrigues, Largo Missão Catolica, Parque Infantil, Zona Paisagística de Yema e Zona Paisagística do Yabi.<ref>{{Citar web |url=http://jornaldosdesportos.sapo.ao/24/0/cabinda_do_maiombe_e_do_petroleo |título=Cabinda do Maiombe e do petróleo |publicado=Jornal dos Desportos |acessodata=11-9-2010}}</ref>
 
=== EsportesDesportos ===
A cidade de Cabinda possui dois times participando do [[Campeonato Angolano de Futebol]] de 2010, também conhecido como ''Girabola 2010'', são eles: [[Sporting Clube Petróleos de Cabinda|Sporting de Cabinda]] e [[FC Cabinda]].<ref>{{Citar web |url=http://www.girabola.com/ |título=Girabola 2010 |publicado=girabola.com |acessodata=8-9-2010}}</ref>
 
Cabinda foi a sede do grupo B do [[Campeonato Africano das Nações de 2010]] (''CAN 2010''), cujos participantes foram [[Seleção Marfinesa de Futebol|Costa do Marfim]], [[Seleção Ganesa de Futebol|Gana]] e [[Seleção Burquinense de Futebol|Burkina Faso]]. A [[Seleção Togolesa de Futebol|seleção de Togo]] foi desclassificada da competição por não comparecer a partida contra Gana devido ao [[Ataque contra a Seleção Togolesa de Futebol em 2010|ataque]] sofrido por sua delegação de rebeldes separatistas de Cabinda, em [[8 de janeiro]].<ref>{{Citar web |url=http://www.can-angola2010.com/Competicao/Competicao/index.htm?Language=pt_PT |título=Sobre a Competição |publicado=www.can-angola2010.com |acessodata=8-9-2010}}</ref> Os jogos foram disputados no [[Estádio Nacional do Chiazi]], localizado no Bairro Chiazi, com capacidade para {{formatnum:20000}} pessoas, cuja construção foi concluída em 2010.<ref>{{Citar web |url=http://www.can-angola2010.com/Estadios/Cidades/Cabinda/CAN_002094 |título=Estádio Nacional do Chiazi |publicado=www.can-angola2010.com |acessodata=8-9-2010}}</ref>
 
== EducaçãoInfraestrutura ==
=== Transportes ===
As principais vias de ligação da cidade e do município de Cabinda são a rodovia [[EN-100]], que a liga ao [[Iema]], ao sul, e; ao [[Massabi]], ao norte. Exitem ainda a [[EN-201]] que liga a cidade de Cabinda ao [[Nganzi]] e ao [[Zenze]], ao nordeste, e; a [[EN-220]], que a liga ao [[Cabelombo]], ao sul.
 
Dado que cabinda é um exclave, sua mais rápida comunicação com o restante o território nacional se dá por via aérea, sendo que a prncipal facilidade desta natureza é o [[Aeroporto Maria Mambo Café]].<ref>[https://newsavia.com/taag-retoma-voos-noturnos-para-o-aeroporto-de-cabinda/ TAAG retoma voos noturnos para Aeroporto Maria Mambo Café]. News Avia. 2018.</ref>
 
Porém as mais importantes e fundamentais facilidades de transporte cidade é o chamado [[Complexo Portuário de Cabinda]], que inclui o Porto de Cabinda, o Porto de Caio e o Porto de Fútila, especializados em embarque de petróleos, equipamentos industriais, alimentos e pessoas.
 
=== Educação ===
Em Cabinda está localizado o ''campus'' sede da [[Universidade 11 de Novembro]],<ref>[http://www.angolaformativa.com/pt/centros/universidade-11-de-novembro/ Universidade 11 de Novembro] - Catálogo Angola Formativa</ref> além de um polo avançado da [[Universidade Agostinho Neto]].