Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
*Tando-Zinze com 8,3%.
 
O município é também dividido 1112 regedorias: Regedoria do Ntó, Cotra (a mais populosa com 74,8% da população do município), Liambo, Caio Litoral, Subantando, Chiadede, Malembo, Bumelambuto, Cácata, Tchinsuá e, Zenze do Lucula e Fútila.<ref name=ngonge/>
 
=== Demografia ===
 
==Economia==
A principal riqueza natural do município é o [[petróleo]] seguido pela madeira. O solo cabindense é rico também em [[manganês]], [[titânio]], [[argila]], [[burgau]], [[cal]], [[potássio]], ouro, [[urânio]] e [[fosfato]].<ref name=ngonge2009/>
[[titânio]], [[argila]], [[burgau]], [[cal]], [[potássio]], ouro, [[urânio]] e [[fosfato]].<ref name=ngonge2009/>
 
O transporte, a pesca, o comércio, a agricultura, a hotelaria, o turismo e a construção civil são outras atividades que começam a ganhar peso na economia da cidade.<ref name=historia/>
Dado que cabinda é um exclave, sua mais rápida comunicação com o restante o território nacional se dá por via aérea, sendo que a prncipal facilidade desta natureza é o [[Aeroporto Maria Mambo Café]].<ref>[https://newsavia.com/taag-retoma-voos-noturnos-para-o-aeroporto-de-cabinda/ TAAG retoma voos noturnos para Aeroporto Maria Mambo Café]. News Avia. 2018.</ref>
 
Porém as mais importantes e fundamentais facilidades de transporte do município estão no chamado [[Complexo Portuário de Cabinda]], que inclui o Porto de Cabinda, o Porto Pesqueiro, o Porto de Caio, o Porto de Malongo e o Porto de Fútila, especializados em embarque de petróleos, equipamentos industriais, alimentos e pessoas.<reF>[http://jornaldeangola.sapo.ao/opiniao/artigos/terrorismo_com_caneta_a_solta Complexo Poruário]. Jornal de Angola. 6 de maio de 2017.</ref>
 
=== Educação ===