Abrir menu principal

Alterações

m
→‎Locais de culto: manutênção refs.
 
== Locais de culto ==
O Programa Antártico Mundial visa construir uma capela católica na [[Estação Zucchelli]], pertencente à [[Itália]], e localizada na [[Baía Terra Nova]]. A maioria dos locais católicos na Antártica deve-se à presença [[argentina]] no continente. A primeira capela totalmente católica do continente foi a [[Capela de São Francisco de Assis (Base Esperanza)|Capela São Francisco de Assis]], inaugurado em 18 de fevereiro de 1976, na [[Base Esperanza]], pertencente à [[Argentina]], pelo jesuíta Buenaventura de Filippis, que invernara na base de dois anos consecutivos.<ref>[http://www.aica.org/10263-actividades-pastorales-del-obispado-castrense-en-la-antartida.html Actividades pastorales del obispado castrense en la Antártida]</ref> Lá foi realizada, em 1978, o primeiro casamento religioso da Antártica,<ref>[http://www.oni.escuelas.edu.ar/olimpi98/Base-Antartica-Esperanza/hechos%20hist%C3%B3ricos.htm Hechos históricos] - ONI Escuelas (Ministerio de Educación de Argentina)</ref> o batismo de [[Emilio Palma]], o primeiro nascimento registrado de um ser humano na Antártica, e as [[Eucaristia|primeiras comunhões]] no do continente do sul.<ref>{{citacitar web|título=Base Esperanza: importante centro logístico y científico|url=http://www.laautenticadefensa.net/noticias.php?sid=12309|obra=La Auténtica Defensa|acessodata=11 de janeiro de 2018}}</ref> Em 12 de janeiro de 2001 foi entronizada na capela uma relíquia de São [[Héctor Valdivielso Sáez]].<ref>[https://es.aleteia.org/2015/07/31/conoce-las-capillas-catolicas-de-la-antartida/ Conoce las capillas católicas de la Antártida]</ref> Em novembro de 2014 o capelão-maior do [[Exército Argentino]] fez uma doação de uma relíquia de [[São Francisco de Assis]] para a capela.<ref>[http://www.ejercito.mil.ar/sitio/noticias/noticia.asp?Id=1325 Reliquia de San Francisco de Asís viaja a base antártica del Ejército] - Ejército Argentino (21 de noviembre de 2014)</ref>
 
A capela cristã mais meridional capela está localizada na [[Base Belgrano II]], no [[Nunatak Bertrab]], na [[Terra de Coats]], a 1300 &nbsp;km do [[polo sul]] geográfico. Esta é uma capela católica permanente, feita de gelo, a [[Capela de Nossa Senhora das Neves (Base Belgrano II|Capela de Nossa Senhora das Neves]].<ref>{{citacitar web |url=http://desperatepastor.blogspot.com/2010/03/be-grateful-for-your-place-of-worship.html |título=Be Grateful for Your Place of Worship |idioma=en |obra=Desperate Pastor |acessodata=11 de janeiro de 2018}}</ref>
 
Além da [[Capela Stella Maris]] e da Capela de São Francisco de Assis, outros edifícios católicos argentinos são a [[Capela da Santíssima Virgem de Luján (Antartica)|Capela da Virgem de Luján]], construída na [[Base Marambio]] ([[Ilha Seymour]]); a [[Capela Cristo Caminhante]], construído na [[Base San Martín]]; e [[Capela Nuestra Señora del Valle (base Carlini) | Capilla Nuestra Señora del Valle]] em [[base Carlini]]. Desde 1995, o [[Ordinariato Militar da Argentina]] começou a desenvolver o seu programa ''Pastoral da Antártica'', participando de bases, navios e pessoal da Antártica e destacando sacerdotes em campanhas antárticas. Desde 1996, as capelas das bases antárticas argentinas contam permanentemente com [[sacrário]]s, [[hóstia]]s consagradas e ministros extraordinários da Sagrada Comunhão, nomeados pelo ordinário militar.
 
O [[Chile]] construiu a [[Capela de Santa Maria Rainha da Paz]], uma capela católica construída na [[Base Presidente Eduardo Frei Montalva]], em [[Villa Las Estrellas]] (nas [[Ilhas Shetland do Sul]]). A capela tem capacidade para 36 pessoas,<ref>{{citar web|título=Reinauguran capilla de Villa Las Estrellas en la Antártica|url=https://prensaantartica.com/2014/10/02/reinauguran-capilla-de-villa-las-estrellas-en-la-antartica/|obra=Prensa Antártica|data=2 de outubro de 2014|acessodata=11 de janeiro de 2018}}</ref> assistido pelo serviço religioso da [[Força Aérea do Chile|Força Aérea Chilena]] dependente do [[Ordinariato Militar do Chile|Ordinariato Militar chileno]].