Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
 
== História ==
A empresa inicia-se em 1957 quando uma equipa de técnicos começou a produzir pasta de papel (a partir de eucalipto e pelo processo kraft) na fábrica Cacia.
 
As primeiras décadas do século XX marcam o início da investigação levada a cabo pelo Estado português que potenciou o estudo das espécies florestais em Portugal, na perspetiva da sua industrialização <ref>Alves A.M., Pereira J.S. e Silva J.M.N. “[https://www.researchgate.net/publication/236841132_A_introducao_e_a_expansao_do_eucalipto_em_Portugal A introdução e a expansão do eucalipto em Portugal]”, in Alves A.M., Pereira J.S. e Silva J.M.N. (2007). “O eucaliptal em Portugal: impactes ambientais e investigação científica”. ISA Press, Lisboa - Página 17</ref>. O sucesso industrial no setor da pasta e do papel em Portugal só viria a ganhar forma nos anos 50, quando, pela primeira vez no mundo, na fábrica da companhia Portuguesa de Celulose, em Cacia, se começa a produzir pasta de eucalipto através do inovador processo kraft. Na liderança desse projeto, em 1957, estava Manuel Santos Mendonça <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>.
Em 1975, nasce a empresa Portucel, a partir da integração de diversas fábricas portuguesas de produção de pasta, papel e embalagens.
 
Das 100 000 toneladas de pasta produzida em 1960 <ref>Pereira J.S. (2014). “O futuro da floresta em Portugal”. Ensaios da Fundação. FFMS - Página 75, ISBN 9789898662064</ref>, Portugal passou para 1 500 000 toneladas na viragem para o século XXI <ref>Celpa.pt: [http://www.celpa.pt/wp-content/uploads/2015/09/Boletim-Estat%C3%ADstico-da-Celpa-de-2000.pdf Boletim Estatístico da Indústria Papeleira Portuguesa]</ref> <ref>Radich M.C. e Alves A.A.M. “A floresta no século XX”, in Radich M.C. e Alves A.A.M. (2000). “Dois séculos de floresta em Portugal”. Ed. CELPA. Lisboa - Páginas 109 a 226</ref>, destacando-se a Portucel, empresa pública formada aquando da nacionalização da indústria de celulose em 1975. Em 2001 a companhia adquiriu a fábrica da Soporcel, na Figueira da Foz <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>.
Com a aquisição da Papéis Inapa, em 2000, e a Soporcel em 2001, a Portucel realiza um movimento de consolidação do sector em Portugal. Estas duas etapas foram decisivas para o surgimento da The Navigator Company.
 
Empenhado em recuperar o controlo da indústria que o avô projetou meio século antes em Cacia, o empresário Pedro Queiroz Pereira criou o grupo Semapa no início dos anos 90 para concorrer às reprivatizações anunciadas pelo Estado <ref>Semapa: [http://www.semapa.pt/pt-pt/historia#slideshow-0 História]</ref>.
Em 2004, a Semapa adquire a maioria do capital da empresa The Navigator Company, consolidando a sua posição de liderança nos mercados internacionais.
 
Em 2004, adquire a maioria do capital (67,10%) da Portucel Soporcel <ref>Semapa: [http://www.semapa.pt/pt-pt/historia#slideshow-9 História]</ref>. A entrada de capital privado motivou grandes investimentos na atualização tecnológica e ambiental nas unidades industriais do Grupo. Em 2009, com a entrada em funcionamento da fábrica de papel About The Future (ATF) em Setúbal, a Portucel Soporcel posicionou-se como o maior produtor de papéis finos não revestidos (UWF) da Europa <ref>Semapa: [http://www.semapa.pt/pt-pt/historia#slideshow-14 História]</ref> <ref>Grupo Portucel Soporcel: [http://www.thenavigatorcompany.com/var/ezdemo_site/storage/original/application/5c5f2649c14cc4a97aa3f03f84587e0f.pdf Inauguração da nova fábrica de papel] - 6 de Novembro de 2009</ref>.
Em 2006, é construída uma nova fábrica de papel no Complexo Industrial de Setúbal.
 
Uma liderança que hoje existe sob a marca corporativa The Navigator Company, grupo que congrega um conjunto de empresas com uma história de mais de 60 anos no setor da pasta e do papel.
Em 2009 é inaugurada a segunda fábrica de papel no Complexo Industrial de Setúbal.
 
==Cronologia==
Com este investimento a The Navigator Company tornou-se líder europeu na produção de papéis finos de impressão e escrita não revestidos, e um dos maiores a nível mundial.
 
1953 – Início de atividade da Companhia Portuguesa de Celulose em Cacia, com a produção de pasta crua de pinho, num projeto liderado por Manuel Santos Mendonça <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref> <ref>Grupo Portucel Soporcel: [https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/downloadFile/3779576361220/Grupo%20Portucel%20Soporcel%20-%20Politicas%20ambientais.pdf#page=3 Políticas Ambientais]</ref>
De 2009 para a frente, a empresa investiu fortemente na sua expansão a nível internacional, na produção de energia renovável e na diminuição do consumo de combustíveis fósseis.
 
1957 – Arranque da produção de pasta branqueada a partir de eucalipto pelo processo kraft em Cacia, um projeto pioneiro a nível mundial [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref> <ref>Grupo Portucel Soporcel: [https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/downloadFile/3779576361220/Grupo%20Portucel%20Soporcel%20-%20Politicas%20ambientais.pdf#page=3 Políticas Ambientais]</ref>
Esta capacidade coloca a The Navigator Company como a maior produtora nacional de energia eléctrica a partir da biomassa florestal. A empresa tem vindo a apostar num futuro cada vez mais sustentável.<ref>{{Citar web|url=http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia|titulo=História {{!}} The Navigator Company|acessodata=2018-08-28|obra=www.thenavigatorcompany.com}}</ref>
 
1972 – Início da comercialização de papel produzido a partir de pasta de Eucalyptus globulus na Europa <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>
 
1975 – Constituição da Portucel – Empresa de Celulose e Papel de Portugal EP, empresa resultante do processo de nacionalização da indústria de celulose <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>
 
1984 – Início da atividade da Soporcel – Sociedade Portuguesa de Papel S.A., com o arranque da fábrica de pasta da Figueira da Foz <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>
 
1993 – Constituição da Portucel – Empresa de Celulose e Papel de Portugal SGPS, S.A., holding que passa a controlar o conjunto de empresas que integram o
Grupo Portucel <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>
 
1995 – Primeira fase de privatização de 44,3% do capital da Portucel Industrial (Cacia e Setúbal) <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref>
 
2001 – A Portucel adquire a totalidade do capital da Soporcel, dando origem ao maior produtor de papéis finos não revestidos da Europa <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref> <ref>Grupo Portucel Soporcel: [https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/downloadFile/3779576361220/Grupo%20Portucel%20Soporcel%20-%20Politicas%20ambientais.pdf#page=3 Políticas Ambientais]</ref>
 
2004 – A Semapa torna-se no principal acionista do Grupo Portucel, com 67,10% do capital <ref>Semapa: [http://www.semapa.pt/pt-pt/historia#slideshow-9 História]</ref>, e Pedro Queiroz Pereira, neto de Manuel Santos Mendonça, torna-se presidente do Conselho de Administração da Portucel Soporcel
 
2009 – Constituição da Portucel Moçambique, atualmente o maior projeto florestal integrado de produção de pasta de papel e energia em África <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Historia História]</ref> <ref>The Navigator Company: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Portucel-Mocambique Portucel Moçambique]</ref>
 
2016 – Em fevereiro, o Grupo Portucel Soporcel muda de nome para The Navigator Company <ref>Grupo Portucel Soporcel: [http://www.thenavigatorcompany.com/Institucional/Portucel-Mocambique Informação do Conselho de Administração sobre alteração corporativa]</ref> <ref>Jornal Económico: [https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/portucel-soporcel-e-agora-the-navigator-company-47587 Portucel Soporcel é agora The Navigator Company]</ref>
 
2018 – Morte de Pedro Queiroz Pereira, principal acionista da The Navigator Company. A sua sucessão ficou assegurada com a criação de um fundo privado e fechado, repartido pelas três filhas – Filipa, Mafalda e Lua <ref>Semapa: [http://www.semapa.pt/pt-pt/orgaos-sociais Orgãos Sociais]</ref> <ref>Diário de Notícias: [https://www.dn.pt/edicao-do-dia/20-ago-2018/interior/imperio-de-queiroz-pereira-nas-maos-de-tres-mulheres-9738408.html Império de Queiroz Pereira nas mãos de três mulheres]</ref> <ref>Jornal de Negócios: [https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/industria/detalhe/semapa-cumpre-quotas-com-filhas-de-queiroz-pereira-na-administracao Semapa cumpre quotas com filhas de Queiroz Pereira na administração]</ref>
 
==Áreas de Negócio==
38

edições