Diferenças entre edições de "DOI-CODI"

15 bytes adicionados ,  08h58min de 17 de fevereiro de 2019
m
Foram revertidas as edições de 187.11.106.94 para a última revisão de Ixocactus, de 05h44min de 6 de fevereiro de 2019 (UTC)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Foram revertidas as edições de 187.11.106.94 para a última revisão de Ixocactus, de 05h44min de 6 de fevereiro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
[[Imagem:Batalhão da PE.JPG|thumb|direita|200px|Quartel do 1º B.P.E. e sede do DOI-CODI no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]].]]
'''Destacamento de Operações de Informação - Centro de Operações de Defesa Interna''' ('''DOI-CODI''') foi um órgão subordinado ao [[Exército Brasileiro|Exército]], de [[Serviço de Inteligência|inteligência]] e [[Repressão política|repressão]] do governo [[brasil]]eiro durante o regime inaugurado com o [[Golpe de Estado no Brasil em 1964|golpe militar de 1964]].
Destinado a combater inimigos internos que, supostamente, ameaçariam a segurança nacional, como a de outros órgãos de repressão brasileiros no período, a sua [[filosofia]] de atuação era pautada na [[Doutrina]] de [[Segurança nacional|Segurança Nacional]], formulada no contexto da [[Guerra Fria]] nos bancos do [[National War College]], instituição [[norte-americana]], e aprofundada, no Brasil, pela [[Escola Superior de Guerra]] (ESG).
 
Foi criado pelo então comandante do [[I Exército]], general [[Siseno Ramos Sarmento]].<ref>{{citar web|URL=http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/siseno-ramos-sarmento|título=Verbete biográfico - Siseno Sarmento |autor=|data=|publicado=CPDOC FGV |acessodata=3/6/2018 |arquivourl=https://archive.li/a40eN |arquivodata=3/6/2018}}</ref>
157 738

edições