Diferenças entre edições de "História de Israel"

348 bytes adicionados ,  10h13min de 17 de fevereiro de 2019
m (Foram revertidas as edições de 186.231.113.148 para a última revisão de 2804:431:D709:D9A5:240F:4CA0:5939:48C9, de 21h43min de 17 de outubro de 2018 (UTC))
Etiqueta: Reversão
Etiquetas: Editor Visual Inserção do elemento "nowiki", possivelmente errônea
Sob o domínio de diversos povos, culturas e religiões, os judeus exilados não encontraram jamais um clima de liberdade plena. Mesmo assim, os judeus sobreviveram às perseguições morais ou violentas em torno de sua religião e de sua cultura particular.
 
Na [[Península Arábica]] do [[século VII]], onde, provavelmente, chegaram após a destruição do Segundo Templo, os judeus viram-se envolvidos nas lutas entre Maomé e os habitantes de Meca. De início, parte integrante da [[umma]] criada por Maomé em Medina, duas tribos judaicas seriam expulsas da cidade, enquanto que a terceira seria executada (com exceção das mulheres e das crianças). Este episódio não tem, contudo, nada a ver com manifestações de antissemitismo, encontrando-se integrado nas guerras entre Meca e Medina e na mentalidade do século VII[<nowiki/>http://www.pbs.org/muhammad/ma_jews.shtml]. Não houve destruição do Segundo Templo, de Salomão, no século VII. Isto aconteceu no ano 70, no século I, pelo general Tito, contada essa história pelo contemporâneo Flavio Josefo. O século VII, é marcado entre outros acontecimentos, pelo inicio do Islamismo. Nada tem a ver com a destruição do segundo templo acima, mencionada.
 
Em [[1066]], ocorreu o Massacre de Granada e, entre os séculos [[Século XII|XII]] e [[Século XV|XV]], os judeus foram expulsos do Norte da Europa cristão. Os grandes massacres de judeus se sucederam em diversos países: [[Alemanha]], [[Inglaterra]] ([[1290]]), [[França]] ([[1306]] e [[1394]]) e [[Espanha]] ([[1391]]), culminando na expulsão de [[1492]] e no grande massacre de [[Lisboa]] em [[1506]]. Os judeus passaram a habitar a [[Europa Oriental]].
Utilizador anónimo