Abrir menu principal

Alterações

m
Foram revertidas as edições de 200.153.75.158 (usando Huggle) (3.4.6)
Uma barra desse metal foi usado como padrão para a unidade de comprimento ([[metro]]) e unidade de massa ([[quilograma]]) pelo Departamento Internacional de Pesos e Medidas, mantido em [[Sèvres]], perto de [[Paris]]. Esta barra é formada por uma [[liga metálica|liga]] com 90% de platina e 10% de irídio. De [[1960]] até 1983, a barra de Paris como unidade padrão de comprimento metro foi substituída pela definição do [[comprimento de onda]] da emissão vermelha-alaranjada de um átomo de [[criptônio|Kr-86]]. Atualmente o metro é definido como sendo o comprimento do trajeto percorrido pela luz no vácuo, durante um intervalo de tempo de ¹/<sub>299.792.458</sub> de segundo (unidade de base ratificada pela 17ª CGPM — 1983).
 
O [[Extinção do Cretáceo-Paleogeno|evento K-PgKT]], marco de tempo entre as eras do [[cretáceo]] e o [[terciário]] no [[era geológica|tempo geológico]], foi identificado por um fino estrato de argila rica em irídio. De acordo com muitos cientistas, como [[Luis Alvarez]], este irídio era de origem extraterrestre atribuído a um [[asteróide]] ou [[cometa]] que chocou-se com a [[Terra]], perto de uma região que agora é a [[Península de Iucatã]].
 
Entretanto, o cientista [[Dewey M. McLean]] do Instituto Politécnico da [[Virgínia]] (EUA), acredita que o irídio é de origem [[vulcão|vulcânica]]. O núcleo da terra é rico em irídio, e o vulcão "[[Piton de la Fournaise]]" (“pico da fornalha”) em [[Reunião (França)|Reunião]], por exemplo, está liberando irídio até hoje.
70 735

edições