Abrir menu principal

Alterações

+ ampliação
{{ver desambig|redir="Colheita"|a pintura|Colheita - Ceifeiras}}
[[File:Unload wheat by the combine Claas Lexion 584.jpg|thumb|upright=1.7|[[Colheita]] de [[trigo]] com uma [[colheitadeira]] acompanhada por um [[trator]] e um reboque.]]
'''Agricultura''' é o conjunto de [[técnica]]s utilizadas para cultivar [[Plantae|plantas]] com o objetivo de obter [[alimento]]s, [[bebida]]s, [[fibra]]s, [[energia (sociedade)|energia]], [[matéria-prima]] para [[roupa]]s, [[Construção|construções]], [[medicamento]]s, [[ferramenta]]s, ou apenas para contemplação [[estética]].
[[Imagem:Crescenzi calendar.jpg|miniatura|300px|Calendário agrícola de um manuscrito de [[Pietro de Crescenzi]].]]A quem trabalha na agricultura chama-se agricultor. O termo {{PBPE2|fazendeiro|lavrador}} se aplica ao proprietário de terras [[meio rural|rurais]] onde, normalmente, é praticada a agricultura, a [[pecuária]] ou ambos.
 
A quem trabalha na agricultura chama-se agricultor. O termo {{PBPE2|fazendeiro|lavrador}} se aplica ao proprietário de terras [[meio rural|rurais]] onde, normalmente, é praticada a agricultura, a [[pecuária]] ou ambos. A [[ciência]] que estuda as características das plantas e dos solos para melhorar as técnicas agrícolas é a [[agronomia]].
 
==Etimologia e terminologia==
O prefixo ''agro'' tem origem no verbete latino ''agru'' que significa "terra cultivada ou cultivável". A palavra "agricultura" vem do [[latim]] ''agricultūra'', composta por ''ager'' (campo, território) e ''cultūra'' (cultivo), no sentido estrito de cultivo do solo<ref>Latin Dictionary and Grammar Aid. Disponível em: <http://archives.nd.edu/latgramm.htm>. Acesso em: 12 de agosto de 2011</ref>.
 
A palavra "agricultura" vem do [[latim]] ''agricultūra'', composta por ''ager'' (campo, território) e ''cultūra'' (cultivo), no sentido estrito de cultivo do solo<ref>Latin Dictionary and Grammar Aid. Disponível em: <http://archives.nd.edu/latgramm.htm>. Acesso em: 12 de agosto de 2011</ref>.
 
Em [[Português]], a [[palavra]] "agricultura" manteve este sentido estrito e refere-se exclusivamente ao cultivo dos campos, ou seja, relaciona-se à produção de [[vegetal|vegetais]] <ref>FERREIRA, Marina Baird e dos ANJOS, Margarida (coord). '''Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa'''. 4.ª edição. Curitiba: Editora Positivo, 2009</ref>. No entanto, em [[Língua inglesa|inglês]], assim como em [[francês]], a [[palavra]] "agriculture" indica de maneira mais genérica as atividades agrícolas tanto de cultivo dos campos quanto de criação de animais <ref>Cambridge Dictionary Online. Disponível em: <http://dictionary.cambridge.org/dictionary/british/agriculture?q=agriculture>. Acesso em: 12 de agosto de 2011</ref><ref>Dictionary.com. Disponível em: <http://dictionary.reference.com/browse/agriculture>. Acesso em: 12 de agosto de 2011</ref>. Uma tradução mais próxima de ''agriculture'' seria, portanto, agropecuária; trata-se, portanto, de um "cognato enganoso" (conceito frequentemente confundido com [[falso cognato]] ["cognato" significa "de mesma origem {etimológica}", portanto "agriculture" e "agricultura" são cognatos pelo simples fato de terem a mesma origem, independentemente do significado distinto]).
[[Imagem:Carro de bois, Açores.jpg|miniatura|250px|[[Carro de boi]]s com boi do [[Ramo Grande (raça bovina)|Ramo Grande]], tradicional dos [[Açores]].]]
 
== História ==
{{AP|História da agricultura}}
===Pré-história===
O início das atividades agrícolas separa o período [[neolítico]] do imediatamente anterior, o período da [[idade da pedra lascada]].
 
=== Origens ===
Como são anteriores à [[história]] escrita, os primórdios da agricultura são obscuros, mas admite-se que ela tenha surgido independentemente em diferentes lugares do mundo, provavelmente nos [[vale]]s e [[várzea]]s fluviais habitados por antigas civilizações.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
{{AP|Revolução Neolítica|História da agricultura}}
{{VT|Agricultura antiga|Agricultura tradicional}}
[[Ficheiro:Vavilov-centers updated.jpg|thumb|upright=1.35|[[Centro de diversidade|Centro de diversidade]], conforme classificado por [[Nikolai Vavilov]] nos anos 1930. Área 3 (cinza) não é mais considerado como um centro de origem e [[Papua-Nova Guiné]] (área P, laranja) conforme identificado recentemente.<ref name="Larson2014">{{cite journal |doi=10.1073/pnas.1323964111 |title=Current perspectives and the future of domestication studies |journal=PNAS |volume=111 |issue=17 |pages=6139–6146 |year=2014 |last1=Larson |first1=G. |last2=Piperno |first2=D. R. |last3=Allaby |first3=R. G. |last4=Purugganan |first4=M. D. |last5=Andersson |first5=L. |last6=Arroyo-Kalin |first6=M. |last7=Barton |first7=L. |last8=Climer Vigueira |first8=C. |last9=Denham |first9=T. |last10=Dobney |first10=K. |last11=Doust |first11=A. N. |last12=Gepts |first12=P. |last13=Gilbert |first13=M. T. P. |last14=Gremillion |first14=K. J. |last15=Lucas |first15=L. |last16=Lukens |first16=L. |last17=Marshall |first17=F. B. |last18=Olsen |first18=K. M. |last19=Pires |first19=J.C. |last20=Richerson |first20=P. J. |last21=Rubio De Casas |first21=R. |last22=Sanjur |first22=O.I. |last23=Thomas |first23=M. G. |last24=Fuller |first24=D.Q. |doi-access=free |pmid=24757054 |pmc=4035915 |bibcode=2014PNAS..111.6139L}}</ref><ref>{{cite journal |last1=Denham |first1=T. P. |title=Origins of Agriculture at Kuk Swamp in the Highlands of New Guinea |journal=Science |volume=301 |issue=5630 |year=2003 |pages=189–193 |doi=10.1126/science.1085255 |pmid=12817084 }}</ref>]]
[[Imagem:Maler_der_Grabkammer_des_Sennudem_001.jpg|thumb|upright=1.35|Homem [[arando]] com um [[jugo]] de [[gado]] com chifres no [[Egito Antigo]]. Pintura da câmara funerária de [[Sennedjem]], c. 1200 aC.]]
 
O início das atividades agrícolas separa o período [[neolítico]] do imediatamente anterior, o período da [[idade da pedra lascada]]. Como são anteriores à [[história]] escrita, os primórdios da agricultura são obscuros, mas admite-se que ela tenha surgido independentemente em diferentes lugares do mundo, provavelmente nos [[vale]]s e [[várzea]]s fluviais habitados por antigas civilizações. Entre dez<ref name="mazoyer">MAZOYER, Marcel e ROUDART, Laurence. '''História das Agriculturas do Mundo: do neolítico à crise contemporânea'''. São Paulo: Editora UNESP; Brasília, DF: NEAD, 2010. Disponível em: <http://www.iica.int/Esp/regiones/sur/brasil/Lists/Publicacoes/Attachments/60/Historia_das_agriculturas.pdf {{Wayback|url=http://www.iica.int/Esp/regiones/sur/brasil/Lists/Publicacoes/Attachments/60/Historia_das_agriculturas.pdf |date=20130522162601 }}>. Acesso em: 12 de agosto de 2011. ISBN 978-85-7139-994-5 (Editora UNESP); ISBN 978-85-60548-60-6 (NEAD). Título original: ''Histoire des Agricultures du monde: du néolithique à la crise contemporaine''.</ref> e doze mil anos atrás, durante a [[pré-história]], no período do [[neolítico]] ou período da pedra polida, alguns indivíduos de povos [[caçador-colector|caçadores-coletores]] notaram que alguns [[grão]]s que eram coletados da [[natureza]] para a sua alimentação poderiam ser enterrados, isto é, "semeados" a fim de produzir novas plantas iguais às que os originaram. Os primeiros sistemas de cultivo e de criação apareceram em algumas regiões pouco numerosas e relativamente pouco extensas do planeta. Essas primeiras formas de agricultura eram certamente praticadas perto de moradias e aluviões das vazantes dos rios, ou seja, terras já fertilizadas que não exigiam, portanto, [[desmatamento]] .<ref name=mazoyer/>.
 
Essa prática permitiu o aumento da oferta de [[alimento]] dessas pessoas, as plantas começaram a ser cultivadas muito próximas umas das outras. Isso porque elas podiam produzir [[fruto]]s, que eram facilmente colhidos quando [[maturação|maduros]], o que permitia uma maior produtividade das plantas cultivadas em relação ao seu ''[[habitat]]'' natural. Logo, as frequentes e perigosas buscas à procura de alimentos eram evitadas. Com o tempo, foram selecionados entre os grãos selvagens aqueles que possuíam as características que mais interessavam aos primeiros agricultores, tais como tamanho, produtividade, sabor e outras. Assim surgiu o cultivo das primeiras plantas [[Domesticação|domesticadas]], entre as quais se inclui o [[trigo]] e a [[cevada]]. Durante o período neolítico, as principais áreas agrícolas estavam localizadas nos vales dos rios [[Nilo]] ([[Egipto|Egito]]), [[Rio Tigre|Tigre]] e [[Eufrates]] ([[Mesopotâmia]], atualmente conhecida como [[Iraque]]) e rios [[rio Amarelo|Amarelo]] e [[Rio Azul|Azul]] ([[China]]).{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Há 5.000 anos, quando a agricultura neolítica atingia apenas o Atlântico, o [[mar do Norte]], o Báltico, a Sibéria, o vale do Ganges e a grande floresta equatorial africana, as regiões mais próximas desse centro, na Ásia ocidental, na Europa oriental e na África setentrional, já estavam há muito tempo cultivadas e percorridas pelos rebanhos.<ref name=mazoyer/> O [[rio]] [[Nilo]] transbordava a cada ano entre julho e outubro. Os cultivos de vazante eram feitos após o recuo das águas, quando os solos estavam embebidos e enriquecidos pelos depósitos de aluviões, e a colheita acontecia na primavera.<ref name=mazoyer/> Há registros de cultivos em pelo menos três regiões diferentes do mundo em épocas distintas: [[Mesopotâmia]] (possivelmente pela cultura [[Natufiana]]), [[Mesoamérica|América Central]] (pelas culturas pré-colombianas) e nas bacias hidrográficas da [[China]] e da [[Índia]].<ref name=mazoyer/>
Logo, as frequentes e perigosas buscas à procura de alimentos eram evitadas. Com o tempo, foram selecionados entre os grãos selvagens aqueles que possuíam as características que mais interessavam aos primeiros agricultores, tais como tamanho, produtividade, sabor e outras.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
=== Agricultura moderna ===
Assim surgiu o cultivo das primeiras plantas [[Domesticação|domesticadas]], entre as quais se inclui o [[trigo]] e a [[cevada]].
{{AP|Revolução verde|Agricultura contemporânea|Agricultura moderna}}
[[Imagem:Cropduster spraying pesticides.jpg|miniatura|esquerda|upright|Após a [[Segunda Guerra Mundial]], a produção agrícola mundial aumentou significativamente devido à vulgarização do uso de diversas tecnologias.]]
 
A partir do século XX, a [[agricultura intensiva]] aumentou a produtividade. Substituiu [[fertilizante]]s sintéticos e pesticidas por mão-de-obra, mas causou o aumento da [[poluição da água]] e, muitas vezes, envolveu subsídios agrícolas. Nos últimos anos, tem havido uma reação contra os efeitos ambientais da agricultura convencional, resultando em movimentos [[Agricultura orgânica|agrícolas orgânicos]], regenerativos e sustentáveis.<ref name="motherjones1">{{cite web |url=https://www.motherjones.com/tom-philpott/2013/04/history-nitrogen-fertilizer-ammonium-nitrate |author=Philpott, Tom |title=A Brief History of Our Deadly Addiction to Nitrogen Fertilizer |date=19 de abril de 2013 |accessdate=7 de maio de 2013 |publisher=Mother Jones |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20130505115125/https://www.motherjones.com/tom-philpott/2013/04/history-nitrogen-fertilizer-ammonium-nitrate |archivedate=5 de maio de 2013 |df=dmy-all }}</ref><ref>{{cite web |publisher=The World Bank |year=1995 |url=http://econ.worldbank.org/external/default/main?pagePK=64165259&theSitePK=469372&piPK=64165421&menuPK=64166093&entityID=000009265_3970311122936 |title=Overcoming agricultural pollution of water: the challenge of integrating agricultural and environmental policies in the European Union, Volume 1 |accessdate=15 de abril de 2013 |author=Scheierling, Susanne M. |deadurl=yes |archiveurl=https://web.archive.org/web/20130605112426/http://econ.worldbank.org/external/default/main?pagePK=64165259&theSitePK=469372&piPK=64165421&menuPK=64166093&entityID=000009265_3970311122936 |archivedate=5 de junho de 2013 |df=dmy-all }}</ref> Uma das principais forças por trás desse movimento tem sido a [[União Europeia]], que primeiro certificou alimentos orgânicos em 1991 e iniciou a reforma de sua [[Política Agrícola Comum]] (PAC) em 2005 para eliminar os subsídios agrícolas ligados a ''[[commodities]]'',<ref>{{cite web |publisher=European Commission |year=2003 |url=http://ec.europa.eu/agriculture/capreform/index_en.htm |title=CAP Reform |accessdate=15 de abril de 2013 |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20101017124251/http://ec.europa.eu/agriculture/capreform/index_en.htm |archivedate=17 de outubro de 2010 |df=dmy-all }}</ref> também conhecido como desacoplamento. O crescimento da agricultura orgânica renovou a pesquisa em tecnologias alternativas, como o manejo integrado de pragas, a criação seletiva<ref>{{Cite book |last1=Poincelot |first1=Raymond P. |title=Organic Farming |journal=Towards a More Sustainable Agriculture |pages=14–32 |doi=10.1007/978-1-4684-1506-3_2 |year=1986 |isbn=978-1-4684-1508-7 }}</ref> e a agricultura de ambiente controlado.<ref name=":1">{{Cite news |url=http://www.agweek.com/business/agriculture/4527042-cutting-edge-technology-will-change-farming |title=The cutting-edge technology that will change farming |work=Agweek |date=9 de novembro de 2018 |accessdate=23 de novembro de 2018 |archive-url=https://web.archive.org/web/20181117020138/http://www.agweek.com/business/agriculture/4527042-cutting-edge-technology-will-change-farming |archive-date=23 de novembro de 2018}}</ref><ref>{{Cite news |author=Charles, Dan |url=https://www.npr.org/sections/thesalt/2017/11/02/561462293/hydroponic-veggies-are-taking-over-organic-and-a-move-to-ban-them-fails |title=Hydroponic Veggies Are Taking Over Organic, And A Move To Ban Them Fails |work=[[NPR]] |date=3 de novembro de 2017 |accessdate=24 de novembro de 2018}}</ref>
Durante o período neolítico, as principais áreas agrícolas estavam localizadas nos vales dos rios [[Nilo]] ([[Egipto|Egito]]), [[Rio Tigre|Tigre]] e [[Eufrates]] ([[Mesopotâmia]], atualmente conhecida como [[Iraque]]) e rios [[rio Amarelo|Amarelo]] e [[Rio Azul|Azul]] ([[China]]).{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Os recentes desenvolvimentos tecnológicos predominantes incluem [[alimentos geneticamente modificados]].<ref>[http://www.bis.gov.uk/files/file15655.pdf GM Science Review First Report] {{webarchive |url=https://web.archive.org/web/20131016100707/http://www.bis.gov.uk/files/file15655.pdf |date=16 de outubro de 2013 }}</ref> A demanda por cultivos para [[biocombustíveis]] não alimentícios,<ref>{{cite journal |author1=Smith, Kate |author2=Edwards, Rob |date=8 de março de 2008 |url=http://www.heraldscotland.com/2008-the-year-of-global-food-crisis-1.828546 |title=2008: The year of global food crisis |journal=The Herald |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20130411220739/http://www.heraldscotland.com/2008-the-year-of-global-food-crisis-1.828546 |archivedate=11 de abril de 2013 |df=dmy-all }}</ref> o desenvolvimento de antigas [[terras agrícolas]], o aumento dos custos de transporte, as [[mudanças climáticas]], a crescente demanda dos consumidores na [[China]] e na [[Índia]] e o [[crescimento populacional]]<ref>{{cite journal |url=http://www.csmonitor.com/2008/0118/p08s01-comv.html |title=The global grain bubble |journal=The Christian Science Monitor |date=18 de janeiro de 2008 |accessdate=26 de setembro de 2013 |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20091130063759/http://www.csmonitor.com/2008/0118/p08s01-comv.html |archivedate=30 de novembro de 2009 |df=dmy-all }}</ref> ameaçam a [[segurança alimentar]] em muitas partes do mundo.<ref>{{cite news |url=http://news.bbc.co.uk/1/hi/world/7284196.stm |title=The cost of food: Facts and figures |publisher=BBC |date=16 de outubro de 2008 |accessdate=26 de setembro de 2013 |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20090120025945/http://news.bbc.co.uk/1/hi/world/7284196.stm |archivedate=20 de janeiro de 2009 |df=dmy-all }}</ref><ref>{{cite journal |author=Walt, Vivienne |date=27 de fevereiro de 2008 |url=http://www.time.com/time/world/article/0,8599,1717572,00.html |title=The World's Growing Food-Price Crisis |journal=Time |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20111129211855/http://www.time.com/time/world/article/0,8599,1717572,00.html |archivedate=29 de novembro de 2011 |df=dmy-all}}</ref>
===Idade Antiga===
[[Imagem:EstatuaAgriculturaBolsaCafe.jpg|thumb|direita|210px|Estátua representando a Agricultura na torre da [[Bolsa Oficial de Café|Bolsa de Café]] em Santos, obra de [[Adrien Henri Vital van Emelen]].]]
Há 5.000 anos, quando a agricultura neolítica atingia apenas o Atlântico, o [[mar do Norte]], o Báltico, a Sibéria, o vale do Ganges e a grande floresta equatorial africana, as regiões mais próximas desse centro, na Ásia ocidental, na Europa oriental e na África setentrional, já estavam há muito tempo cultivadas e percorridas pelos rebanhos<ref name=mazoyer/>.
 
O [[Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola]] postula que um aumento na [[agricultura familiar]] pode ser parte da solução para as preocupações com os preços dos alimentos e a segurança alimentar geral, dada a experiência favorável do [[Vietnã]].<ref>{{cite web |url=http://www.ifad.org/operations/food/farmer.htm |title=Food prices: smallholder farmers can be part of the solution |publisher=International Fund for Agricultural Development |accessdate=24 de abril de 2013 |deadurl=yes |archiveurl=https://web.archive.org/web/20130505224355/http://www.ifad.org/operations/food/farmer.htm |archivedate=5 de maio de 2013 |df=dmy-all}}</ref> A degradação do solo e doenças que afetam as plantações são as principais preocupações em todo o mundo;<ref>{{cite web |url=http://www.fao.org/agriculture/crops/rust/stem/rust-report/stem-ug99racettksk/en/ |title=Wheat Stem Rust – UG99 (Race TTKSK)|publisher=FAO|accessdate=6 de janeiro de 2014|deadurl=no|archiveurl=https://web.archive.org/web/20140107064545/http://www.fao.org/agriculture/crops/rust/stem/rust-report/stem-ug99racettksk/en/|archivedate=7 de janeiro de 2014|df=dmy-all}}</ref> aproximadamente 40% das terras agrícolas do mundo estão seriamente degradadas..<ref>Sample, Ian (31 August 2007). [https://www.theguardian.com/environment/2007/aug/31/climatechange.food "Global food crisis looms as climate change and population growth strip fertile land"] {{webarchive |url=https://web.archive.org/web/20160429094959/https://www.theguardian.com/environment/2007/aug/31/climatechange.food |date=29 April 2016}}, ''The Guardian'' (London).</ref><ref>{{cite news |url=http://news.mongabay.com/2006/1214-unu.html |title=Africa may be able to feed only 25% of its population by 2025 |archiveurl=https://web.archive.org/web/20111127175559/http://news.mongabay.com/2006/1214-unu.html |archivedate=27 de novembro de 2011 |work=[[Mongabay]] |date=14 de dezembro de 2006 |accessdate=15 de julho de 2016 |deadurl=yes |df=}}</ref>
O [[rio]] [[Nilo]] transbordava a cada ano entre julho e outubro. Os cultivos de vazante eram feitos após o recuo das águas, quando os solos estavam embebidos e enriquecidos pelos depósitos de aluviões, e a colheita acontecia na primavera<ref name=mazoyer/>.
 
Em 2015, a produção agrícola da China foi a maior do mundo, seguida pela União Europeia, a Índia e os [[Estados Unidos]].<ref name=UNCTAD2017>{{cite web |url=http://unctadstat.unctad.org/wds/TableViewer/tableView.aspx?ReportId=95 |title=UNCTADstat – Table view |accessdate=2017-11-26 |deadurl=no |archiveurl=https://web.archive.org/web/20171020072414/http://unctadstat.unctad.org/wds/TableViewer/tableView.aspx?ReportId=95 |archivedate=20 de outubro de 2017 |df=dmy-all }}</ref> Os economistas medem a produtividade total dos fatores da agricultura e, por essa medida, a agricultura nos Estados Unidos é aproximadamente 1,7 vezes mais produtiva do que em 1948.<ref>{{cite web |publisher=USDA Economic Research Service |url=http://www.ers.usda.gov/data/agproductivity/ |title=Agricultural Productivity in the United States |date=5 de julho de 2012 |accessdate=22 de abril de 2013 |deadurl=yes |archiveurl=https://web.archive.org/web/20130201021133/http://www.ers.usda.gov/Data/AgProductivity/ |archivedate=1 de fevereiro de 2013 |df=dmy-all}}</ref>
Há registros de cultivos em pelo menos três regiões diferentes do mundo em épocas distintas: [[Mesopotâmia]] (possivelmente pela cultura [[Natufiana]]), [[Mesoamérica|América Central]] (pelas culturas pré-colombianas) e nas bacias hidrográficas da [[China]] e da [[Índia]].{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
== Principais países produtores ==
Mudanças no [[clima]] ou desenvolvimentos da [[tecnologia]] humana podem ter sido as razões iniciais que levaram à descoberta da agricultura.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
[[Imagem:農業產值agriculture value.png|thumb|upright=2.2|Países por valor agrícola.]]
 
{|class="wikitable" style="margin: 1em auto 1em auto"
==Importância da agricultura==
! colspan="3" style="text-align:left; background:#cfc;" |Dez maiores produtores agrícolas
|- style="text-align:center; background:#cfc;"
|| País
||Produção <br>(em bilhões de dólares)
|-
| {{CHN}} || align=right |1.117
|-
| {{IND}} || align=right |414
|-
| {{EU}}|| align=right |308
|-
| {{USA}}|| align=right |185
|-
| {{BRA}} || align=right |162
|-
| {{IDN}} || align=right |141
|-
| {{NGR}} || align=right |123
|-
| {{RUS}}|| align=right |108
|-
| {{PAK}}|| align=right |76
|-
| {{ARG}}|| align=right |70
|-
| {{TUR}}|| align=right |64
|-
|colspan=3 style="font-size:.7em"|Fonte: [[FMI]] e [[CIA World Factbook]]
|}
 
== Ver também ==
A agricultura permite a existência de aglomerados humanos com muito maior densidade populacional que os que podem ser suportados pela [[caça]] e coleta. Houve uma transição gradual na qual a [[economia]] de caça e coleta coexistiu com a economia agrícola: algumas culturas eram deliberadamente plantadas e outros alimentos eram obtidos da natureza.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
{{dividir em colunas|cols=3}}
 
* [[Agricultura de precisão]]
A importância da prática da agricultura na história do [[homem]] é tanto elogiada como criticada: enquanto alguns consideram que foi o passo decisivo para o desenvolvimento humano, críticos afirmam que foi o maior erro na história da raça humana.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Por um lado, o grupo que se fixou na terra tinha mais tempo dedicado a atividades com objetivos diferentes de produzir alimentos, que resultaram em novas [[tecnologia]]s e a acumulação de bens de [[capital]], daí o aculturamento e o aparente melhoramento do padrão de vida. Por outro, os grupos que continuaram utilizando-se de alimentos nativos de sua região, mantiveram um equilíbrio ecológico com o [[ambiente]], ao contrário da nova sociedade agrícola que se formou, desmatando a vegetação nativa para implantar a [[monocultura]], na procura de maior quantidade com menor variedade, posteriormente passando a utilizar [[pesticida]]s e outros elementos químicos, causando um grande impacto no [[solo]], na [[água]], na [[fauna]] e na [[flora]] da região.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Além de alimentos para uso dos seres humanos e de seus animais de estimação, a agricultura produz mercadorias tão diferentes como [[flor]]es e plantas ornamentais, fertilizantes orgânicos, produtos químicos industriais ([[látex]] e [[etanol]]), fibras ([[algodão]], [[linho]] e [[cânhamo]]), combustíveis ([[Madeira (material)|madeira]] para lenha, etanol, [[metanol]], [[biodiesel]]).{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
A [[eletricidade]] pode ser gerada de [[gás]] [[metano]] a partir de [[resíduo]]s vegetais processados em [[biodigestores anaeróbicos|biodigestor]] ou da queima de [[madeira]] especialmente produzida para produção de [[biomassa]] (através do cultivo de [[árvore]]s que crescem rapidamente, como por exemplo, algumas espécies de [[eucalipto]]s).{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Do ponto de vista técnico e científico, a evolução da agricultura é dividido em três etapas principais: [[agricultura antiga|antiga]], [[agricultura moderna|moderna]] e [[agricultura contemporânea|contemporânea]].{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
== Política agrícola ==
[[Política agrícola]] foca as metas e os métodos de [[produção]] da agricultura. A este nível, estas metas incluem, entre outros assuntos:{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
* [[higiene alimentar]] é a busca de uma produção de alimentos livres de contaminações de qualquer natureza.
* [[segurança alimentar]] visa à quantidade de alimento produzida de acordo com as necessidades da população.
* [[qualidade alimentar]], ou seja, produção de alimentos dentro de padrões mínimos necessários à nutrição.
 
== Economia agrícola e ecologia ==
A agricultura nos dias atuais pode ser vista por várias óticas.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Pela ótica conservadora, a agricultura obedece aos conceitos [[cartesiano]], simplista e [[reducionismo|reducionista]]. Estes conceitos são necessários para entender o funcionamento de cada fase do mecanismo cíclico agrícola, que vai desde o preparo do terreno até a [[comércio|comercialização]] dos produtos propriamente ditos, e destes retornando em forma de [[investimento]] monetário para a expansão ou manutenção dos meios de produção.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Já pela ótica sistêmica, a agricultura é vista como um processo que sofre e exerce pressões sobre os seus integrantes. Existe a preocupação com o fluxo de [[energia]], de onde vem e para onde vai. São considerados aspectos muitas vezes de difícil mensuração, tais como: o valor da [[fertilidade]] do [[solo]], o tempo de produção, os aspectos [[cultura]]is que envolvem os atores inseridos dentro do sistema de produção, entre outros.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Neste contexto surge o conceito de [[agroecossistema]]. O patenteamento de [[semente]]s (e os conflitos em relação ao patrimônio genético), a [[poluição]] das águas superficiais com [[resíduo]]s de [[fertilizante]]s e [[pesticida]]s ([[herbicida]]s, [[inseticida]]s e [[fungicida]]s), a alteração [[genética]] de plantas e animais, a destruição de [[habitat]]s (com a consequente [[extinção]] de espécies animais, vegetais e de [[microrganismo]]s), têm criado um movimento ecológico que prega a necessidade de métodos alternativos de produção (como a [[agricultura orgânica]] e a [[permacultura]]).{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
== Sistemas agrícolas ==
Atualmente existem dois tipos, o intensivo e o extensivo.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
A agricultura comercial visa à produção de [[renda]] financeira através da produção de plantas e animais que são demandados no mercado. Utiliza o sistema intensivo, com a utilização de máquinas e [[fertilizante]]s, tem uma [[tecnologia]] de ponta, acarretando em altos índices de [[produtividade]].{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
A [[agricultura de subsistência]] é aquela que produz alimento suficiente para as necessidades do proprietário da terra, e sua [[família]]. Utiliza o sistema extensivo, com técnicas como [[queimada]], utiliza a mão de obra, acarretando em um baixo índice de produtividade.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
== Métodos usados na agricultura ==
[[Imagem:Ackergerät.jpg|miniatura|250px|A [[mecanização]] da lavoura auxiliou a aumentar a produtividade das terras em muitos países. Na imagem pode-se ver um conjunto de rolos destorroadores]]
[[Imagem:TerracesBuffers.JPG|miniatura|250px|O plantio em terraços é uma técnica muito empregada em áreas de [[relevo]] íngreme ]]
 
* [[Adubação]]
* [[Agricultura extensiva]]
* [[Agricultura integrada]]
* [[Agricultura natural]]
* [[Agricultura orgânica]]
* [[Agricultura itinerantede jardinagem]]
* [[AraçãoAgricultura urbana]]
* [[CapinaAgrofloresta]]s
* [[CercaAgropecuária]]s
* [[Pós-colheitaAlimento]]
* [[ConservaçãoArtes de solomecânicas]]
* [[IrrigaçãoBiodiversidade]]
* [[Plantio DiretoCamponês]]
* [[Domesticação]]
* [[Roça]]s ou "[[Queimadas]]"
* [[Rotação de culturasEcologia]]
* [[Seleção genéticaFloricultura]]
* [[PesticidaFruticultura]]s
* [[Hidroponia]]
* [[Horticultura]]
* [[Pecuária]]
* [[Permacultura]]
{{dividir em colunas fim}}
 
{{Referências}}
== Plantas domésticas ==
A seleção genética das plantas foi feita inicialmente com o objetivo de aumentar sua produtividade e melhorar seu sabor e [[nutrição|valor nutricional]]. Mais recentemente, técnicas modernas como a [[engenharia genética]] têm sido usadas para modificar os aspectos constitucionais das plantas naturais. As culturas principais são [[trigo]], [[milho]], [[arroz]], [[soja]], [[sorgo]] e o [[milheto]].{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
== Problemas ambientais ==
* Efeitos nocivos de [[herbicida]]s, [[fungicida]]s, [[pesticida]]s e outros [[biocida]]s para o [[ambiente]].
* Conversão de [[ecossistema]]s naturais em [[solo|terra]] arável.
* Degradação da [[biodiversidade]].
* [[Erosão]].
* [[Erva daninha|Ervas daninhas]].
* [[Lixiviação]] de [[nitrogênio]] para [[rio]]s e [[lago]]s.
 
== Agricultura e Recursos Hídricos ==
A agricultura de irrigação é o setor econômico responsável por maior uso consumptivo da água. Nesse aspecto, grande parte dos conflitos de uso da água na atualidade envolvem a competição de irrigantes por esse recurso.{{carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Além disso, o correto manejo do uso do solo na propriedade rural é essencial para manter a infiltração da água no solo e garantir a vazão dos rios nos períodos de estiagem e seca. Esse foco no uso sustentável das propriedades agrícolas tem levado os produtores rurais a inclusive assumirem esse papel como produtores de água, ou seja, prestadores de serviços ambientais. Para tanto, é importante utilizar técnicas agrícolas que estimulem a infiltração (tais como barraginhas de infiltração, plantio em curvas de nível e terraceamento), bem como respeitar a legislação de uso do solo (preservando áreas de preservação permanente e reservas legais).<ref>Vasconcelos, V. V. [[Agricultura e Conservação de Recursos Hídricos]]. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. 2009.</ref>
 
== {{#if:|{{ELES|Bibliografia|}}|Bibliografia }} ==
{{dividir em colunas}}
{{refbegin}}
* [[:en:Wilhelm Abel|Abel, W]]. ''Congiuntura agraria e crisi agrarie'': storia dell'agricoltura e della produzione alimentare nell'Europa Centrale dal XIII secolo all'età industriale. Torino: Einaudi, 1976.
* Barker, Graeme. ''Prehistoric farming in Europe''. Cambridge: Cambridge University Press, 1985. [https://books.google.com.br/books?id=UVA7AAAAIAAJ link].
* Saltini, Antonio. ''I semi della civiltà. Frumento, riso e mais nella storia delle società umane''. Bologna, 1996.
* [[:en:Bernard Slicher van Bath|Slicher van Bath, Bernard H.]] ''The Agrarian History of Western Europe, A. D. 500–1850''. London: E. Arnold, 1963.
{{refend}}
{{dividir em colunas fim}}
 
== VerLigações tambémexternas ==
{{Correlatos
|commons = agriculture
|meta =
}}
<!--Não esqueça da ordem alfabética ! -->
* [[Agricultura antiga]]
* [[Agricultura contemporânea]]
* [[Agricultura de precisão]]
* [[Agricultura integrada]]
* [[Agricultura intensiva]]
* [[Agricultura moderna]]
* [[Agricultura orgânica]]
* [[Agricultura tradicional]]
* [[Agricultura de jardinagem]]
* [[Agricultura urbana]]
* [[Agrofloresta]]s
* [[Agropecuária]]
* [[Alimento]]
* [[Artes mecânicas]]
* [[Biodiversidade]]
* [[Camponês]]
* [[Domesticação]]
* [[Ecologia]]
* [[Floricultura]]
* [[Fruticultura]]
* [[Hidroponia]]
* [[Horticultura]]
* [[Pecuária]]
* [[Permacultura]]
* [[Planta ornamental|Plantas ornamentais]]
* [[Reforma agrária]]
* [[Segurança alimentar]]
* [[Seleção artificial]]
* [[Seleção natural]]
 
=== Listas ===
* [[Lista de ervas aromáticas]]
* [[Lista de frutas]]
* [[Lista de plantas da vegetação do Cerrado|Lista de plantas do Cerrado]]
* [[Lista de plantas domésticas]]
* [[Lista de plantas medicinais]]
* [[Lista de plantas ornamentais]]
* [[Lista de hortaliças]]
 
{{Referências}}
 
{{Produção Econômica|estado=expanded}}
{{Agricultura}}
{{Portal3|Economia|Agropecuária}}
{{controle de autoridade}}
 
[[Categoria:Agricultura| ]]
154 575

edições