Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
 
== Escolas de samba ==
[[File:Hilário Jovino Ferreira.jpg|thumb|200px|[[Hilário Jovino Ferreira]], o criador do primeiro rancho de carnaval, que deu origem às escolas de samba.]]
[[File:DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DO GRUPO ESPECIAL NO SAMBÓDROMO DO RIO DE JANEIRO (33126487906).jpg|thumb|300px|Reprodução de uma [[caravana]] no desfile da [[Mocidade Independente de Padre Miguel]] em 2017.]]
{{Artigo principal|[[Desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro]]}}
<!-- Atenção, há direcionamentos para cá, considere isso antes de remover seção ou renomeá-la -->
 
No final dos anos 1920 o Brasil buscava criar uma identidade capaz de diferenciá-lo dentro da nova ordem mundial estabelecida após a [[Primeira Guerra Mundial|Primeira Grande Guerra]]. O conceito de negritude se destacava mundialmente valorizando as produções culturais negras como a [[Arte de África|Arte africana]] e o [[jazz]]. A festa carnavalesca e o novo ritmo de base negra recém surgido, o [[samba]], seriam as bases para a formulação de um sentido de brasilidade. A valorização do samba e da negritude acabariam aumentando o interesse da intelectualidade nos novos "grupos de samba" que surgiam nos morros cariocas. Esses grupos passariam a se apresentar "no asfalto", ou seja, longe dos guetos dos morros, sendo chamados de [[escolas de samba]].<ref name="MultiRio">{{Citar web|url=http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/leia/reportagens-artigos/reportagens/8651-a-historia-dos-desfiles-das-escolas-de-samba|título=A história dos desfiles das escolas de samba|publicado=Portal MultiRio|acessodata=21-7-2017}}</ref>
{{Imagem tripla|left|Arlindo Rodrigues na peça “Freud explica, explica?”.tif|150|Fernando Pamplona (1956).tif|132|Fernando Pinto.jpg|134|[[Arlindo Rodrigues]], [[Fernando Pamplona]] e [[Fernando Pinto (carnavalesco)|Fernando Pinto]], icônicos carnavalescos.}}
 
Em 1932, o periódico [[Mundo Sportivo]], do jornalista pernambucano [[Mário Filho]] (irmão do dramaturgo [[Nelson Rodrigues]]), decidiu organizar o primeiro desfile competitivo das escolas de samba.<ref name="MultiRio"/>
{{Imagem tripla|left|Arlindo Rodrigues na peça “Freud explica, explica?”.tif|150|Fernando Pamplona (1956).tif|132|Fernando Pinto.jpg|134|[[Arlindo Rodrigues]], [[Fernando Pamplona]] e [[Fernando Pinto (carnavalesco)|Fernando Pinto]], icônicos carnavalescos.}}
 
Tratadas, inicialmente, como uma espécie de curiosidade "[[folclore|folclórica]]", as escolas de samba foram, pouco a pouco, cativando a sociedade carioca com seu ritmo marcado, com a sonoridade inesperada de suas cabrochas e com os temas populares de suas letras. Mantidas por décadas como elementos secundário da folia carnavalesca carioca, as escolas de samba adquiririam grande proeminência a partir da década de 1950, com a incorporação da classe média aos desfiles, consequência da aproximação entre as escolas e intelectuais de esquerda. A partir daí elas galgariam os degraus do sucesso até se tornarem o grande evento carnavalesco nacional.
 
=== Blocos estrangeiros na festa ===
[[File:PortelaDESFILE éDAS aESCOLAS quartaDE escolaSAMBA noDO desfileGRUPO ESPECIAL dasNO campeãsSAMBÓDROMO 2016DO 11RIO DE JANEIRO (33126487906).jpg|thumb|300px|Reprodução dode atoruma [[Jack Blackcaravana]] em ''[[As Viagens de Gulliver (filme de 2010)|As Viagens de Gulliver]]'' no desfile da [[PortelaMocidade (escolaIndependente de samba)|PortelaPadre Miguel]] em 20162017.]]
A diversidade do carnaval de rua carioca vai além da variedade de ritmos e temas, englobando, também, desfiles de blocos formados por estrangeiros, como foi o caso do bloco britânico ''Carnaval Transatlântico, ''que estreou em 2014, e do bloco francês ''Ulalá Balancê, ''surgido no ano de 2013. <ref>{{citar web|URL = http://odia.ig.com.br/diversao/carnaval/2014-02-21/carnaval-transatlantico-bloco-ingles-estreia-na-lapa-neste-sabado.html|título = 'Carnaval Transatlântico': Bloco inglês estreia na Lapa neste sábado|data = |acessadoem = |autor = |publicado = O Dia}}</ref><ref>{{citar web|URL = http://www.ebc.com.br/cultura/2013/02/blocos-tematicos-cariocas-tem-beatles-e-cultura-francesa-no-carnaval-de-rua|título = Blocos temáticos cariocas têm Beatles e cultura francesa no carnaval de rua|data = |acessadoem = |autor = |publicado = EBC}}</ref>
 
14 794

edições