Diferenças entre edições de "Casa Cavé"

249 bytes adicionados ,  17h29min de 27 de fevereiro de 2019
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
* [[luminária]]s brasileiras.
 
[[Ficheiro:Rio-RuaUruguaiana1.jpg|thumb|Fachada da Casa Cavé na esquina da [[rua Uruguaiana]] com a [[Rua Sete de Setembro (Rio de Janeiro)|rua Sete de Setembro]], no [[Centro (Rio de Janeiro)|Centro do Rio de Janeiro]]]]
O público [[carioca]] era, então, seduzido pelas [[taça]]s de [[sorvete]] enfeitadas com formas tão variadas como [[galinha]]s, [[pirâmide]]s ou cestas de [[pêssego]]s, novidades muito apreciadas num [[clima tropical]]. Esse bastião de [[cultura europeia]] numa cidade que se modernizava na passagem do [[Século XIX|século 19]] para o [[Século XX|século 20]] (a [[Belle Époque brasileira|''belle époque'' carioca]]) converteu a confeitaria em espaço elegante, frequentado pela [[sociedade]] carioca.
Com a aproximação do [[centenário]] de fundação da casa, a questão da conservação do seu [[Patrimônio arquitetônico|património arquitetónico]] tornou-se um problema para os atuais proprietários, em particular quando, na [[década de 1980]], a prefeitura instituiu o projeto do "corredor cultural", visando à proteção e ao [[tombamento]] de dezenas de imóveis históricos no Centro da cidade. Com isso, não foi possível a ampliação da cozinha da casa, necessária porém proibida devido ao tombamento do prédio.
 
== Ver também ==
{{Commonscat|Casa Cavé}}
* [[Café Majestic]]
* [[Confeitaria Colombo]]
11 533

edições