Diferenças entre edições de "Eva Wilma"

Sem alteração do tamanho ,  03h33min de 3 de março de 2019
(Desfeita a edição 54025404 de 192.141.3.254: sem fontes)
Etiqueta: Desfazer
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Sendo bailarina, logo passou a fazer parte do [[São Paulo Ballet]], de [[Maria Oleneva]]. Em 1953 apresentou-se no [[Teatro Municipal de São Paulo]], apesar de a primeira vez que se apresentou nesse teatro tinha 9 anos. Em 1953 sua apresentação foi juntamente com o corpo de balé do IV Centenário de São Paulo. No 3º mês de apresentação com o corpo de balé começou a aparecer chances para atuar como atriz. O produtor e diretor do TBC ([[Teatro Brasileiro de Comédia]]), [[José Renato]], chamou-a para formar a primeira turma de [[Teatro de Arena de São Paulo|teatro de arena]], onde atuou com grandes astros e estrelas na época nos espetáculos, ''[[Judas em Sábado de Aleluia]]'', ''Uma Mulher e Três Palhaços'', depois, teve grande repercussão ao fazer trabalhos como ''[[Boeing-Boeing]]'', ''O Santo Inquérito'', ''[[A Megera Domada]]'' e ''[[Black-Out]]'', peça produzida e dirigida por John Herbert. Fez ''[[Um Bonde Chamado Desejo]]'', ''Pulzt'', ''[[Esperando Godot]]'', dirigiu Os Rapazes da Banda, depois participou de ''[[Quando o Coração Floresce]]'', ''[[Queridinha Mamãe]]'', pela qual recebeu o [[Molière]] de Melhor Atriz e ''[[O Manifesto]]''.
 
Em 1952, o diretor italiano [[Luciano Salce]] convidou-a para fazer um participação como figurante no filme ''[[Uma Pulga na Balança]]'' na [[Companhia Cinematográfica Vera Cruz]], simultaneamente, participou do documentário do IV Centenário de São Paulo ''Se a Cidade Cantasse'' do diretor Tito Banini. Protagonizou dois filmes ao lado de [[Procópio Ferreira]]: ''O Homem dos Papagaios'' e ''[[A Sogra (1954)|A Sogra]]'', ambos do diretor Armando Couto, e o drama de [[José Carlos Burle]], ''O Craque''. Foi a estrela da cinebiografia do cantor ''[[Francisco Alves]]: [[Chico Viola Não Morreu]]'', de Roman Vanoly Barreto, em co-produção com a [[Atlântida]] e Sonefilme da Argentina. Volta a trabalhar com José Carlos Burle em uma comédia, ''O Cantor e o Milionário''. Atuou no policial ''[[Cidade Ameaçada]]'' de Roberto Faria, na aventura ''[[A Ilha (filme brasileiro)|A Ilha]]'' de [[Walter Hugo Khouri]] e no suspense ''[[O Quinto Poder]]'' de Alberto Pieralisi. Começa a trabalhar em coproduções estrangeiras,''A Moça do Quarto 13'' do americano Richard Cunha, simultaneamente, trabalha em filmes sob os olhos do alemão Horst Hachler como ''Noites Quentes em Copacabana'' e ''Convite ao Pecado''. Premiada no Brasil e exterior, Eva Wilma, participa do filme ''[[São Paulo S/A]]'' do diretor [[Luiz Sérgio Person]], onde interpreta Luciana, a jovem esposa ambiciosa de um alto funcionário da indústria paulista em busca de ascensão social. Depois, ela participa de comédias como ''A Arte de Viver Bem, episódio 1: A Inconveniência de Ser esposa'', baseada na peça homônima de [[Silveira Sampaio]], sob direção de [[Fernando de Barros]], da co-produção Brasil-México,''Juegos Peligrosos, episódio 2: Divertimento'' do diretor mexicano Luiz Algoriza e ''Cada Um Dá O Que Tem, episódio 2: Cartão de Crédito'', sob direção de John Herbert. De [[Ricardo Bandeira]] faz uma pequena participação no filme religioso ''O Menino Arco-Íris (A Vida de Jesus Cristo)''. Representa a abnegada mãe de um jogador de futebol em ''[[Asa Branca, um sonho brasileiro]]'' do diretor [[Djalma Limongi Batista]], e o ''[[Feliz Ano Velho]]'' de Roberto Gervitz.
 
Na televisão Eva Wilma estreou em 1953, quando [[Cassiano Gabus Mendes]] convidou-a para atuar no seriado ''[[Namorados de São Paulo]]'', ao lado de [[Mário Sérgio (ator)|Mário Sérgio]]. Posteriormente, Gabus Mendes mudou o título da série para ''[[Alô, Doçura]]'', e esta foi protagonizada por Eva Wilma e [[John Herbert]] durante dez anos. O seriado entrou para o [[Guiness Book]] como o mais longo do país e, Eva Wilma, recebeu o Troféu Imprensa 1964 como Destaque do ano.
Com o fim da TV Tupi em 1980, Eva Wilma foi contratada definitivamente pela [[Rede Globo]], onde exerceu seu lado humorístico nas novelas ''[[Plumas e Paetês]]'' e ''[[Elas por Elas]]'', fez a esquizofrênica Laura de ''[[Ciranda de Pedra (1981)|Ciranda de Pedra]]'', a autoritária Francisca Moura Imperial de ''[[Transas e Caretas]]''; depois vieram a engraçada Angelina de ''[[De Quina pra Lua]]'', a ex-militante política Maura, que sofreu os horrores da ditadura militar, em ''[[Roda de Fogo (1986)|Roda de Fogo]],'' o sucesso ''[[Sassaricando]]'' e muitas outras novelas marcantes, como ''[[Pedra sobre Pedra]]'', ''[[Pátria Minha]]'' e ''[[A Indomada]]'', na qual interpretou a cômica e perversa vilã Maria Altiva Pedreira Mendonça de Albuquerque que repetia sempre o bordão “Oxente, my God!”. Atuou em ''[[História de Amor]]'', em que o autor [[Manoel Carlos]] criou um personagem só para ela, e fez também grandes produções como ''[[O Rei do Gado]]'', ''[[Esperança (telenovela)|Esperança]]'', ''[[Começar de Novo (telenovela)|Começar de Novo]]'' e ''[[Desejo Proibido]]''. Também participou de séries de televisão como ''[[Mulher (série)|Mulher]]'', ''[[O Quinto dos Infernos]]'', ''[[Os Maias (minissérie)|Os Maias]]'', ''[[Um Só Coração]]'', ''[[JK (minissérie)|JK]]'', ''[[Norma (série)|Norma]]'' e ''[[Na Forma da Lei]]''.
 
Em 2011 volta às novelas para interpretar a cômica trambiquira Tia Íris em ''[[Fina Estampa]]''.<ref name="fina017">{{Citar web|url=http://diversao.terra.com.br/tv/noticias/0,,OI5091081-EI12993,00-Eva+Wilma+sera+vila+de+Fina+Estampa+diz+jornal.html|título=Eva Wilma será vilã de 'Fina Estampa', diz jornal|autor=Redação Terra|obra=Diversão Terra|publicado=Terra Networks Brasil|data=23 de abril de 2011|acessodata=6 de novembro de 2011}}</ref> Em 2014 fez uma participação em ''[[A Grande Família (2001)|A Grande Família]]'', no papel da Dra. Laura, a psicanalista da Dona Nenê.<ref>{{citar web|url=http://extra.globo.com/tv-e-lazer/telinha/longe-da-tv-desde-fim-de-fina-estampa-eva-wilma-participa-de-grande-familia-12287457.html|título=Longe da TV desde o fim de 'Fina estampa', Eva Wilma participa de 'A grande família'|autor=Carla Bittencourt|data=26 de abril de 2014|publicado=[[Extra (jornal do Rio de Janeiro)|Extra]]|acessodata=26 de abril de 2014}}</ref><ref>{{citar web|url=http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2014/04/24/eva-wilma-vivera-uma-psicanalista-em-episodio-de-a-grande-familia.htm|título=Eva Wilma viverá uma psicanalista em episódio de "A Grande Família"|autor=Redação [[UOL]]|data=24 de abril de 2014|publicado=[[Universo Online|UOL Televisão]]|acessodata=26 de abril de 2014}}</ref> Já em 2015, interpreta a bon vivant e alcoólatra Fábia em ''[[Verdades Secretas]]''. Atualmente está em cartaz com a peça “O que terá acontecido a Baby Jane?”, interpretando Baby Jane ao lado da outra grande dama do teatro [[Nicette Bruno]].recentemente participou da segunda temporada da série Os Experiente.e vem se dedicando ao show Casos e Cancões,onde canta varias musicas que vai de Vinicius de Moraes,Inezita Barroso entre outros com seu filho John Herbert Junior e Willian Paiva.
 
== Filmografia ==