Diferenças entre edições de "Sistema Solar"

1 byte adicionado ,  01h56min de 6 de março de 2019
m
Essa mudança afetou a órbita dos outros dois gigantes externos, Urano e Netuno, tornando-as também mais alongadas. Netuno, então, passou a interceptar uma região povoada por rochas e gelo, dando início a um dos períodos mais violentos da história do Sistema Solar. Ao adentrar nessa região, o planeta provocou um distúrbio na órbita dos corpos menores, direcionando-os para dentro ou para fora do Sistema Solar. Muitos deles atingiram os planetas internos, durante o período denominado [[intenso bombardeio tardio]], ocorrido há quatro bilhões de anos<ref group="nota" name="números"/> e cujas marcas ainda são evidentes na superfície da Lua e de Mercúrio. Ao longo de quinhentos milhões de anos, essa região foi completamente varrida, sendo que somente uma pequena fração dos objetos que nela existiam (estima-se 0,1%) permanece, atualmente formando o Cinturão de Kuiper e a Nuvem de Oort.<ref name="Gomes"/><ref name="migration"/>
 
Apesar de conseguir responder a muitas questões que até então se colocavam, o modelo de Nice originalmente não explicava como puderam os gigantes gasosos formar-se no intervalo de tempo atualmente considerado pela comunidade científica, exigindo várias centenas de milhões de anos para lá deste. Aplicando a lógica do modelo, mas pressupondo que a nebulosa inicial seria mais densa do que a teoria original estimava, mostrou-se que a formação dos planetas exteriores no prazo indicado era exequível. Simulações de computador, respeitando o modelo de Nice, mas partindo de uma nebulosa mais densa, confirmaram a hipótese. No entanto, introduziram igualmente uma possibilidade que não havia sido equacionada: em metade das simulações efetuadas, Netuno formava-se entre Urano e Saturno, sendo progressivamente levado para uma órbita exterior a Urano. Perante a incerteza que as probabilidades registram neste aspecto particular, a hipótese da troca de posição entre os dois planetas mais exteriores mantém-se em aberto.<ref name="Steve Desch e a troca Netuno/Urano">{{citar web|url=http://www.eurekalert.org/pub_releases/2007-12/asu-sss121107.php|título=Solving solar system quandaries is simple: Just flip-flop the position of Uranus and Neptune|acessodata=24 de agosto de 2013|autor=Nikki Staab|data=11 de dezembro de 2007|publicado=eurekalert.org|língua=Inglês}}</ref><ref name="National Geo e a troca Netuno/Urano">{{citar web|url=http://news.nationalgeographic.com/news/2007/12/071219-planet-swap.html|título=Uranus, Neptune Swapped Spots, New Model Says|acessodata=24 de agosto de 2013|autor=Anne Minard|data=19 de dezembro de 2007|publicado=National Geographic News|língua=Inglês}}</ref>
 
== Componentes ==