Abrir menu principal

Alterações

== Antecedentes ==
[[Ficheiro:Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1950.tif|esquerda|miniaturadaimagem|Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1950. [[Arquivo Nacional (Brasil)|Arquivo Nacional.]]]]
O caminho para o título da [[Copa do Mundo]] de [[1950]] foi particularmente ''sui generis'': Em vez do sistema de jogos eliminatórios (que é comumentecomummente usado atualmente em todas as competições, não apenas de futebol), o regulamento determinava que o campeão seria definido através de jogos entre um grupo de finalistas. Os quatro finalistas foram: o [[Seleção Brasileira de Futebol|Brasil]] (país sede e grande favorito), o [[Seleção Uruguaia de Futebol|Uruguai]] (que precisava vencer apenas uma partida para chegar as finais, esmagou a [[Seleção Boliviana de Futebol|Bolívia]] por '''8-0'''), a [[Seleção Espanhola de Futebol|Espanha]] (que deixou para trás a [[Seleção Inglesa de Futebol|Inglaterra]] por '''1-0''' no seu grupo), e a [[Seleção Sueca de Futebol|Suécia]] (que venceu a [[Seleção Italiana de Futebol|Itália]] por '''3-2''').
 
O início da rodada final foi mais do que promissor para o público brasileiro e para a imprensa, pois o Brasil tinha vencido com folga os jogos contra a Suécia ('''7-1''') e contra a Espanha ('''6-1'''). O Brasil tinha marcado 4 pontos, e era o líder do grupo; seguido pelo Uruguai, que apenas empatara com a Espanha ('''2-2''') e conseguira uma vitória magra sobre a Suécia ('''3-2'''). O Uruguai tinha, então, 3 pontos antes da rodada decisiva.
 
Apesar de não ter sido estruturada dessa maneira, a rodada final tinha no jogo Espanha-Suécia a disputa do "terceiro lugar", já que ambas as seleções não tinha chances matemáticas de ser campeã do torneio. Brasil-Uruguai era o "jogo decisivo". Um empate garantiria o título ao Brasil, devido ao número de pontos, e o Uruguai apenas a vitória para ser campeão da Copa. A equipe uruguaia jogou três jogos de futebol na [[Copa Rio Branco]] contra o [[Seleção Brasileira de Futebol|Brasil]] alguns meses antes da Copa do Mundo, que resultou em duas vitórias brasileiras (2-1 e 1-0) e uma uruguaia (4-3). Assim, a diferença de qualidade entre as duas equipes não foi excessiva, embora a superioridade do ataque brasileiro fosse reconhecível (mas os uruguaios foram mais preparados taticamente).
 
== Classificação pré-jogo ==