Abrir menu principal

Alterações

corrigindo problemas com as referências
| website = https://jamdasilva10.wixsite.com/jamdasilva
}}
'''Jam da Silva''' é o nome artístico do cantor, compositor e percussionista brasileiro Jamilson Monteiro da Silva. Em 2008 lançou seu primeiro álbum, intitulado '''Dia Santo''', produzido em parceria com o produtor musical [[Chico Neves]]. <ref>{{Citar web |url=https://oglobo.globo.com/cultura/percussionista-pernambucano-jam-da-silva-lanca-seu-primeiro-disco-solo-cai-no-gosto-dos-3175981|título=Percussionista pernambucano Jam da Silva lança seu primeiro disco solo|publicado=[[O Globo]]|língua= pt-br|autor=|obra= |data=25 de janeiro de 2009|acessodata=}}</ref>. A faixa-título desse álbum, que contou com a parceria de Isaar, foi incluída na compilação Bubblers Four Brownswood, do Dj ([[Gilles Peterson]]), e ganhou destaque na premiação “All Winners Show 2009″, sendo uma das músicas mais tocadas na BBC em Londres. Em 2013, lançou seu segundo disco –'''NORD''' -, gravado entre o Brasil e a Islândia. <ref>{{Citar web |url= https://blogs.oglobo.globo.com/amplificador/post/jam-da-silva-faz-ponte-entre-neve-sertao-no-2-disco-ouca-nord-551960.html |título= Jam da Silva faz ponte entre a neve e o sertão |publicado=[[O Globo]]|língua= pt-br|autor=|obra= |data=19 de outubro de 2014|acessodata=}}</ref>.<ref>{{Citar web |url=https://outroscriticos.com/entrevista-jam-da-silva|título=Entrevista Jam da Silva|publicado=[[Revista Outros Críticos]]|língua= pt-br|autor=|obra=|data=13 de fevereiro de 2015|acessodata=}}</ref>. Com esse álbum, fez sua primeira turnê na América Latina] e participou do evento de inauguração do Centro Cultural Kirchner, em 2015, na capital argentina. <ref>{{Citar web |url=https://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/musica/noticia/2015/05/25/jam-da-silva-inicia-da-inicio-a-turne-latino-americana-do-disco-nord-182697.php|título= Jam da Silva dá início a turnê latino americana do disco Nord|publicado=[[Jc online]]|língua= pt-br|autor=|obra= |data=25 de maio de 2015|acessodata=}}</ref>. Com seu projeto paralelo, [[Orchestra Santa Massa]], participou da festa de encerramento das Olimpíadas (Rio de Janeiro, 2016). <ref>{{Citar web|url= http://revistaogritowww.diariodepernambuco.com.br/encerramentoapp/noticia/viver/2016/08/22/internas_viver,661118/as-olimpiadamusicas-orquestrapernambucanas-santatocadas-massano-lenineencerramento-da-olimpiada.shtml|título=PernambucanosAs Orchestramúsicas Santapernambucanas Massatocadas eno encerramento da LenineOlimpíada|publicado=[[RevistaDiario ode GritoPernambuco]]|língua= pt-br|autor=|obra= |data=22 de agosto de 2016|acessodata=}}</ref>. Tocou percussões no disco da banda francesa Troublemakers (Express Way)', gravado pela [[Blue Note Records]], 2004. Participou do show coletivo, no Festival Back 2 Black, em 2010, em parceria com Toumani Diabaté e Arnaldo Antunes.<ref>{{Citar web|url= httphttps://wwwrollingstone.back2blackfestivaluol.com.br/edicao/edicao-62/uma-grande-curva-de-som/|título=Uma Emgrande 2019,curva Back2Black Festival celebra 10de anossom|publicado=[[Back2blackRolling Stone Brasil]]|língua= pt-br|autor=José Júlio do Espírito Santo|obra= |data=201917 de novembro de 2011|acessodata=}}</ref>.
 
== Biografia ==
 
=== Parcerias ===
Jam passeou suas baquetas por uma enorme variedade de estilos. Colaborou, em estúdio e ao vivo, com uma série de artistas, como os franceses Massilia Sound System, Moussu T et les Jovents. Troublemakers, Camille , Taraf des Haidouks, Toumani Diabaté (Mali), Wysa e Paulo Flores (Angola), fez parte da bandas [[Furto (banda)]] e DJ Dolores e Orchestra Santa Massa].<ref>{{Citar web|url=https://www.revistacontinente.com.br/edicoes/189/pernambuco--ainda--falando-para-o-mundor|título=Pernambuco (ainda) falando para o mundo?]|publicado=[[Revista Continente (revista)]]|língua= pt-br|autor= Leonardo Vila Nova|obra= |data=01 de setembro de 2016|acessodata=}}</ref>. Teve suas músicas gravadas pelas cantoras [[Roberta Sá]] (O Pedido), [[Elba Ramalho]] (Gaiola da Saudade), [[Bárbara Eugênia]] (Haru) e parcerias com Kátia B (O Baile), Luisa Maita (Vagueia), DJ kayalik (Na Varanda), [[Marisa Monte]] e Marcelo Yuka (Desterro), Karina Zeviani (sente o sal), Anna Ratto (Frevolenta). Em Nord, Jam da Silva traz as participações de: Samuel Jón Samuelsson, [[Lisa Papineau]], Luísa Maita e [[Lucas Santtana]]. Produziu recentemente quatro músicas no disco Oh dead on oh love, de Lisa Papineau: Beautiful, Endless story, Endless story cumbia olindense e Bent to bow down. <ref>{{Citar web|url= httpshttp://jconlinewww.ne10cultura.uolpe.comgov.br/canal/jc-na-folia/noticia/2015/02/17musica/jam-da-silva-misturaleva-ritmossonoridade-regionaistropical-epara-sonoridadesos-nordicasestados-no-rec-beat-168636.php unidos|título=Jam da Silva leva sonoridade tropical para os Estados Unidos]|publicado=[[Cultura.PE]]|língua= pt-br|autor= Camila Estephania|obra= |data=07 de fevereiro de 2019|acessodata=}}</ref>.
 
 
No cinema, compôs músicas para:
 
* 1. '''Um outro Ensaio''', [http://portacurtas.org.br/filme/?name=um_outro_ensaio / de Natara Ney]. O filme ganhou o troféu do Festival de Gramado para melhor trilha sonora, em 2011.
* 2. '''Os Narradores de Javé''' [https://blogs.ne10.uol.com.br/social1/2013/06/19/jam-da-silva-de-pernambuco-para-o-mundo-2/ de Eliane Caffé].
* 3. ''' ‘ToTo Hi Too Holla''', curta americano do cineasta Danny Cabeza.
* 4. '''Fábio Fabuloso''', [http://www.woohoo.com.br/noticia/10-anos-do-fabio-fabuloso-a-trilha-sonora/ de Pedro Cezar, Ricardo Bocão e Antonio Ricardo] - música Água Fria.
* 5. '''O Rap do Pequeno Príncipe''', [http://bases.cinemateca.gov.br/cgi-bin/wxis.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&base=FILMOGRAFIA&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=ID=022007&format=detailed.pft/ de Paulo Caldas e Marcelo Luna] - música Subúrbio Soul, em parceria com Dj Dolores e Cesar Michiles.
 
Fez a trilha sonora para o espetáculo teatral Uma espécie de Alasca, em parceria com Luisa Maita:
 
1.. '''Uma espécie de Alasca''', [https://bonissimo.blog/2018/09/20/uma-especie-de-alasca-na-caixa-cultural/ / de Gabriel Fontes Paiva].
 
50

edições