Abrir menu principal

Alterações

m
+correções semiautomáticas (v0.57/3.1.55/0.1)
| família = Várias (ler texto)
}}
'''Sapo''' é uma designação genérica de [[anfíbio]]s da ordem [[Anura]] predominantemente terrestres, com pele rugosa, e [[glândula parotoide|glândulas parotoides]] semelhantes a [[verruga]]s.<ref>{{citar web|url=http://arcadenoe.sapo.pt/article.php?id=533|título=Sapos e rãs: Animais de encantar|data=10 de Fevereiro de 2010}} [http://arcadenoe.sapo.pt/ ArcaDeNoé]. Página acedida em 3 de Novembro de 2010.</ref> É usado especialmente em relação a membros da família [[Bufonidae]]. No entanto, não sendo uma designação científica, aplica-se também a algumas espécies de outras famílias como [[Bombinatoridae]], [[Discoglossidae]], [[Pelobatidae]], [[Rhinophrynidae]], [[Scaphiopodidae]] e [[Microhylidae]]. Por exemplo, o [[sapo-parteiro]] pertence à família Discoglossidae, à qual pertencem também as [[Discoglossidae|rãs-pintadas]]. A semelhança física dos sapos de famílias diferentes deve-se a [[evolução convergente]] em ambientes secos.
 
Existem cerca de 4.800 espécies de sapos.{{Carece de fontes|ciência=sim|data=outubro de 2016}} A maioria deles vive próximo a uma fonte de [[água]] , muito embora existam sapos que vivam em ambientes húmidos que são considerados ambientes aquáticos, como a [[serapilheira]] de florestas tropicais húmidas. A necessidade de água é mais premente para os [[ovo]]s e os [[girino]]s do sapo, e algumas espécies utilizam poças temporárias e água acumulada nos ramos de plantas, como as [[bromélia]]s como sítio de criação.
 
Após algum tempo, os girinos saem dos ovos, já sabendo nadar e fazendo ativamente.
 
== Locomoção ==
[[Imagem:Sapo 2.jpg|thumb|240px|Sapo]]
As patas traseiras do sapo estão adaptadas para nadar e pular. Os fortes músculos extensores da coxa se contraem, estendendo o membro e empurrando o pé contra o chão ou contra a água. O impulso é transmitido através do corpo do sapo pela cintura pélvica e pela coluna, de modo que todo o animal seja empurrado para frente. A fim de escapar perigo pode pular longas distâncias, mas quatro espécies de anfíbios desenvolveram uma característica decididamente diferente: uma preferência por andar<ref>{{Citar periódico|data=2018-06-12|titulo=These frogs walk instead of hop, video reveals|url=http://www.sciencemag.org/news/2018/06/these-frogs-walk-instead-hop-video-reveals|jornal=Science {{!}} AAAS|lingua=en}}</ref>. Na água, os pés traseiros pregueados fornecem uma área de superfície maior para empurrar para trás na água. Os membros inferiores menores ajudam a dirigir quando o sapo está nadando e absorvem o choque de aterrissar após um salto em terra. Ao se deslocar da água para a terra ou sobre o solo áspero, o sapo vai rastejar em vez de pular. <ref>{{Citar web|url=http://www.biology-resources.com/frog.html|titulo=Frogs - an Introduction. Biology article by D G Mackean|acessodata=2018-06-15|obra=www.biology-resources.com}}</ref>
 
== Exemplos em Portugal ==
{{ver anexoVT|Lista de anfíbios de Portugal}}
* Família [[Discoglossidae]]: [[Sapo-parteiro-comum]] e [[Sapo-parteiro-ibérico]] (a [[Rã-de-focinho-pontiagudo|<u>Rã</u>-de-focinho-pontiagudo]] é da mesma família);
* Família [[Pelobatidae]]: [[Sapo-de-unha-negra]];