Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 22 março
Para os Muçulmanos, isso é a maior prova de que o Alcorão nunca foi modificado em sua existência.
 
Somente em [[1694]] uma versão completa do Alcorão foi publicada no Ocidente, na cidade de [[Hamburgo]], por [[Abraham Hinckelmann]], um estudioso não- muçulmano.
 
== Conteúdo temático do Alcorão ==
 
[[imagem:AndalusQuran.JPG|thumb|180px| Alcorão do [[Alandalus]] ({{séc|XII}})]]
Para os muçulmanos, o Alcorão é a palavra de Deus, sagrada e imutável, que fornece as respostas acerca das necessidades humanas diárias, tanto espirituais como materiais. Ele discute Deus e os seus nomes e atributos, crentes e suas virtudes, e o destino dos não- crentes (''[[kuffar]]''); até mesmo temas de ciência. Os muçulmanos não seguem apenas as leis do Alcorão, eles também seguem os exemplos do profeta, o que é conhecido como a [[Sunnah]], e a interpretação do Corão contida nos ensinamentos do profeta, conhecida como [[hadith]].
 
Aos muçulmanos é ensinado que Deus lhes enviou outros livros. Para além do Alcorão, os outros são o livro de Abraão (que se perdeu), a lei de [[Moisés]] (a ''[[Torá]]''), os Salmos de [[David]] (o ''Zabûr'') e o evangelho de [[Jesus]] (o ''Injil''). O Alcorão descreve cristãos e Judeus como "[[povos do Livro]]" (''ahl al Kitâb'').
1 564

edições