Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
[[Imagem:Cena-Vasco-River-1948.jpg|thumb|230px|esquerda|[[Expresso da Vitória]] campeão invicto sobre o [[Club Atlético River Plate|River Plate]], tornando-se o primeiro campeão da [[Campeonato Sul-Americano de Campeões|América do Sul]].]]
 
Em [[1934]], contando com craques como [[Leônidas da Silva]], [[Domingos Antônio da Guia|Domingos da Guia]], [[Moacir Siqueira de Queirós|Russinho]], [[Fausto dos Santos|Fausto]] e outros, o Gigante da Colina conquistou o [[Campeonato Carioca de Futebol de 1934 (LCF)|Campeonato Carioca]], sendo que naquele ano o campeonato foi disputado em duas ligas. O Vasco, assim, ganhou o direito de disputar a [[Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo|Taça dos Campeões Estaduais]] que era a disputa interestadual evolvendo os campeões do Rio de Janeiro e São Paulo, empatando na final com o Palestra Itália. Ainda neste ano, o Vasco ingressa na [[Confederação Brasileira de Desportos]] após esta aceitar o regime profissional e ainda em 1934 o Vasco da Gama seria campeão estadual de remo, tendo adquirido o título de ''Campeão de Terra e Mar'' de 1934.<ref>Jornal do Brasil de 1934, 06/set/1934.</ref>[[Imagem:Ademir Marques de Menezes.png|thumb|150px|[[Ademir de Menezes]], líder do icônico Expresso da Vitória, marcou 301 gols com a camisa cruzmaltina.]]
 
Após a conquista do [[Torneio Luís Aranha]], em [[1940]], e novamente de um [[Torneio Início do Rio de Janeiro|Torneio Início]], em [[1942]], veio a formação de um grande e temido time: o "[[Expresso da Vitória]]", liderado pelo atacante [[Ademir de Menezes]].<ref>{{citar web|url=https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/1945-o-ano-em-que-sao-januario-virou-o-caldeirao-da-portela.ghtml|título=1945: o ano em que São Januário virou o caldeirão da Portela|publicado=Globoesporte.com|data=9-2-2018|acessodata=12-7-2018}}</ref><ref name="casaca.com.br">{{citar web|url=http://www.casaca.com.br/home/2012/05/19/a-fuga/|título=Site Casaca! Texto "A Fuga", de 19/05/2012. Acesso em 08/05/2015.|publicado=}}</ref> Em 1944 venceu o Torneio Relâmpago, superando os outros quatro grandes da época (Flamengo, Fluminense, Botafogo e América) e aplicando uma ''goleada'' de 5 a 2 na última rodada sobre seu futuro rival, o Flamengo. Em seguida, ganhou o [[Torneio Municipal de Futebol do Rio de Janeiro|Torneio Municipal]], contra os mesmo clubes e outros do Rio de Janeiro, empatando com o Flamengo na última rodada e se sagrando campeão. Voltando a vencer este mesmo Torneio nos três anos seguintes, se tornando o único tetracampeão da competição carioca, vencendo ainda dois títulos cariocas invictos, em [[Campeonato Carioca de Futebol de 1945|1945]] e [[Campeonato Carioca de Futebol de 1947|1947]]. Este último rendeu ao clube o convite para disputar o [[Campeonato Sul-Americano de Campeões]], competição precursora da [[Copa Libertadores da América]] e reconhecida pela [[Confederação Sul-Americana de Futebol|CONMEBOL]]<ref name="conmebol.com" /> como de igual valor em 1996/1997<ref>{{citar web|url=http://acervo.estadao.com.br/pagina/#!/19960501-37450-nac-0034-esp-e2-not/busca/sul+americano+Vasco+1948|título=O Estado de S. Paulo - Acervo Estadão|publicado=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.rsssf.com/sacups/sasup.html|título=Supercopa Libertadores (Supercopa João Havelange)|website=www.rsssf.com}}</ref><ref>[http://news.google.com/newspapers?nid=0qX8s2k1IRwC&dat=19970621&printsec=frontpage&hl=pt-BR Matéria do ''Jornal do Brasil'' de 21/06/1997 sobre a participação do Vasco da Gama na Supercopa, página 25]</ref><ref>{{Citar web |url=http://www.pla.net.py/csf/noticias/supercopaconmebol.html |titulo=Nota, no antigo site da Conmebol, sobre a participação do Vasco da Gama na Supercopa de 1997. |acessodata=6 de março de 2012 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20080821021055/http://www.pla.net.py/csf/noticias/supercopaconmebol.html |arquivodata=21 de agosto de 2008 |urlmorta=yes }}</ref><ref>[http://www.casaca.com.br/home/2012/02/07/em-busca-do-tri-pois-bi-sul-americano-ja-somos/ Cópia do Informe à Imprensa da Conmebol de 29 de abril de 1996, no ''site'' Casaca!]</ref><ref>{{Citar web |url=http://www.supervasco.com/noticias/conmebol-ja-reconheceu-o-vasco-como-o-1-campeao-sul-americano-128708.html |titulo=Cópia do Informe à Imprensa da Conmebol de 29/04/1996, autorizando a participação do Vasco da Gama na Supercopa de 1997. |acessodata=30 de dezembro de 2012 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130925160707/http://www.supervasco.com/noticias/conmebol-ja-reconheceu-o-vasco-como-o-1-campeao-sul-americano-128708.html |arquivodata=25 de setembro de 2013 |urlmorta=yes }}</ref> e 2013.<ref>{{Citar web |url=http://www.conmebol.com/es/content/copa-libertadores-0 |titulo=História da Copa Libertadores, no ''site'' da Conmebol, colocando o título vascaíno de 1948 como antecedente da Copa Libertadores. Acesso em 12/03/2013. |acessodata=21 de maio de 2014 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20140521070800/http://www.conmebol.com/es/content/copa-libertadores-0 |arquivodata=21 de maio de 2014 |urlmorta=yes }}</ref>
[[Imagem:Ademir Marques de Menezes.png|thumb|150px|[[Ademir de Menezes]], líder do icônico Expresso da Vitória, marcou 301 gols com a camisa cruzmaltina.]]
 
Em função do seu título carioca de 1950, o Vasco se qualificou a participar da [[Copa Rio de 1951]], competição recentemente reconhecida pela [[FIFA]] como a primeira competição de clubes em nível mundial, com a participação de clubes europeus e sul-americanos. O Vasco chegou às semifinais, sendo eliminado pelo Palmeiras na semifinal (que se sagraria campeão da competição), tendo um gol vascaíno legítimo (de Chico) sido incorretamente anulado pela arbitragem naquela semifinal.<ref name="casaca.com.br"/>
A década de 70 foi marcada pelo surgimento do grande ídolo [[Roberto Dinamite]] e pelo goleiro argentino [[Edgardo Andrada|Andrada]]. O Vasco começou a se recuperar, ainda que de forma tímida, conquistando o [[Campeonato Carioca de Futebol de 1970|Campeonato Carioca]]. A maior conquista da década foi o [[Campeonato Brasileiro de Futebol de 1974|Brasileiro de 1974]], com Roberto Dinamite sagrando-se artilheiro e o Vasco da Gama sendo o primeiro time do [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]] a conquistar tal competição.<ref name="casaca.com.br"/>
 
[[Imagem:Edmundo.jpg|thumb|150px|[[Edmundo (futebolista)|Edmundo]], denominado pela torcida vascaína como o ''"Animal"''. O atacante é um dos maiores ídolos da história do Vasco.]]Na década surgiram alguns ídolos vascaínos como [[Acácio Cordeiro Barreto|Acácio]], [[Mazinho]], [[Geovani Silva|Geovani]] (o ''Pequeno Príncipe''), [[Bismarck Barreto Faria|Bismarck]] e [[Romário]]. Durante a [[década de 1980]] o Vasco conquistou 13 torneios Nacionais e Internacionais (dentre eles, o [[Troféu Colombino]] de Huelva na Espanha em [[1980]], o Torneio João Havelange em [[1981]], a [[Copa Ouro Los Angeles de Futebol de 1987|Copa Ouro]] nos [[Estados Unidos]] em [[1987]] e o Tricampeonato do [[Troféu Ramón de Carranza]] em 1987, [[1988]] e [[1989]], nestes últimos em cima do [[Atlético de Madrid|Atlético Madrid]], [[Cádiz CF|Cádiz]] da Espanha e [[Club Nacional de Football|Nacional]] do Uruguai), três títulos estaduais ([[1982]], 1987 e 1988) e o [[campeonato brasileiro de 1989|bicampeonato Brasileiro]] em 1989, após montar um time que ficou conhecido como ''SeleVasco'', com destaque para o atacante [[José Roberto Gama de Oliveira|Bebeto]], contratado do arquirrival Flamengo.
 
[[Imagem:Edmundo.jpg|thumb|150px|[[Edmundo (futebolista)|Edmundo]], denominado pela torcida vascaína como o ''"Animal"''. O atacante é um dos maiores ídolos da história do Vasco.]]
A [[década de 1990]] no Vasco ficou marcada pela despedida dos campos do ídolo [[Roberto Dinamite]] em [[1993]], e a ascensão de novos ídolos como [[Edmundo Alves de Souza Neto|Edmundo]] (o ''Animal''), [[Felipe Jorge Loureiro|Felipe]], [[Pedro Paulo de Oliveira|Pedrinho]], [[Carlos Germano]], [[Marcelo Luís Pimentel|Pimentel]], [[Valdir de Moraes Filho|Valdir Bigode]] e [[Juninho Pernambucano]]. Em [[1992]], o clube ganhava seu primeiro título que marcaria o início da conquista dos cariocas de [[Campeonato Carioca de Futebol de 1992|1992]], [[Campeonato Carioca de Futebol de 1993|1993]] e [[Campeonato Carioca de Futebol de 1994|1994]] ganhando o seu primeiro tricampeonato Estadual, para depois [http://globoesporte.globo.com/jogo/copa-do-brasil-2011/08-06-2011/coritiba-vasco.html conquistar] o [[Campeonato Carioca de Futebol de 1998|Campeonato Estadual]] em [[1998]]. Ainda em [[1997]], que foi um ano brilhante de [[Edmundo (futebolista)|Edmundo]], o Vasco conquistou o [[Campeonato Brasileiro de 1997|tricampeonato Brasileiro]].
 
41

edições