Diferenças entre edições de "Pedro II da Rússia"

2 bytes adicionados ,  12h42min de 24 de março de 2019
sem resumo de edição
Durante o reinado de [[Catarina I da Rússia|Catarina I]], Pedro era muito ignorado, mas logo após a morte de Catarina, ficou claro para muitos que Pedro deveria subir ao trono o mais rápido possível. A maior parte da nação e três quartos da nobreza estavam do seu lado. Outra pessoa também ambicionava o trono, o seu tio, Imperador [[Carlos VI da Germânia|Carlos VI]]. Após um acordo entre [[Alexandre Danilovitch Menchikov]] e o conde [[Andrei Osterman]], em [[18 de maio]] de [[1727]], Pedro II, de acordo com o desejo de Catarina I, foi proclamado soberano autocrata.
 
O senado e o comitê de conselheiros prestaram juramento imediatamente. A educação do jovem príncipe foi confiada ao vice-chanceler Ostermann. Menshikov, que alojou Pedro II no seu próprio [[palácio]], na ilha de [[Ilha de Vassiliev|Vassiliev]], procurou casá-lo com sua filha, [[Maria Menchikov|Maria]], mas o plano foi frustrado com sua queda ([[21 de setembro]] de [[1727]]). Pedro então ficou sob responsabilidade do príncipe [[Vasili Lukich Dolgorukov]], que o levou de São Petersburgo para [[Moscou]]. Foi coroado em [[25 de fevereiro]] de [[1728]] e, pouco depois, ficou noivo da sobrinha de seu mentor, princesa [[Catarina Alexeievna Dolgorukov|Catarina Dolgorukova]]. O casamento ocorreu em [[30 de janeiro]] de [[1730]], mas naquele mesmo dia faleceu de [[varíola]]. É o único monarcaimperador russo que teve a honra de ser enterrado no [[Kremlin]].
 
Com a morte de Pedro, a linhagem masculina da [[Dinastia Romanov]] termina, sendo então sucedido por [[Ana I da Rússia|Ana Ivanovna]], filha de meio-irmão de Pedro o Grande, [[Ivan V da Rússia|Ivan V]].