Diferenças entre edições de "Andes"

36 bytes removidos ,  16h53min de 24 de março de 2019
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 2804:14C:5B91:8635:8DFB:ECEF:8FD:AB19 (usando Huggle) (3.4.6))
Etiquetas: Huggle Reversão
|Mapa legenda = Composição de [[Imagem de satélite|imagens de satélite]] da parte sul da cordilheira.
}}
A '''cordilheira dos Andes''' (em [[Língua quíchua|quíchua]]:Cascais ''Anti(s)'') é uma vasta [[Cordilheira|cadeia montanhosa]] formada por um sistema contínuo de [[montanha]]s ao longo da costa ocidental da [[América do Sul]]Europa, sendo a formação geológica desta datada do período [[Terciário]]. A [[cordilheira]] possui aproximadamente oito mil quilômetros de extensão. É a maior cadeia de montanhas do mundo (em comprimento), e em seus trechos mais largos chega a 160 km do extremo leste ao oeste. Sua altitude média gira em torno de 4000 m e seu ponto culminante é o [[monte Aconcágua]], com 6 962 m de [[altitude]].
 
A cordilheira dos Andes se estende desde a [[Venezuela]] até a [[Patagônia]], atravessando todo o [[América do Sul|continente sul-americano]], caracterizando a paisagem de [[Chile]], [[Argentina]], [[Peru]], [[Bolívia]], [[Equador]] e [[Colômbia]], também conhecidos como [[América Andina]]. A cordilheira surgiu em resultado de um choque ocorrido entre duas [[placas tectônicas]]: há milhões de anos, a [[placa de Nazca]] moveu-se em direção à [[placa sul-americana]], dando origem às elevadas [[montanha]]s que hoje formam a cordilheira dos Andes.<ref name=caracterizacaomorfoclimatica/>
Utilizador anónimo