Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
|hino = [[Hino nacional da Tailândia|"เพลงชาติ"]]<br />(''Phleng Chat'', ''"Canção Nacional"'') [[imagem:Thai National Anthem - US Navy Band.ogg|center|noicon]]
|localização = Thailand (orthographic projection).svg
|mapa = Thailand - Location Map (2013) - THA - UNOCHA-pt.svg
|tamanho_mapa = 280px
|gentílico = tailandês(a)<ref name="Gentílico da Tailândia">{{citar web|url = http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=gentilicos&id=638 |titulo = Portal da Língua Portuguesa, Dicionário de Gentílicos e Topónimos da Tailândia | publicado = Portal da Língua Portuguesa|data = 17 de fevereiro de 2016 |acessodata = 18 de fevereiro de 2016 | autor = Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CLPL) }}</ref>
|fronteira = [[Laos]] (N e E), [[Camboja]], [[Malásia]] (S), e [[MyanmarMianmar]]<br />(W e N)
|capital = [[Banguecoque|Bangkok]]
|maior_cidade = BangkokBanguecoque
|língua_oficial = [[Língua tailandesa|Tailandês]]
|tipo_governo = [[Monarquia constitucional]] [[parlamentarismo|parlamentar]] ([[de jure]])<br/>[[junta militar]] ([[de facto]])
|evento_tipo = [[Formação]]
|evento1 = [[Reino de Sucotai]]
|evento_data1 = [[1238]]<ref name="língua 1 group=nota">A Tailândia adota o calendário budista, um calendário lunissolar cujos meses possuem alternadamente 29 e 30 dias. A Era Budista é contada a partir do ano que Buda atingiu a iluminação, o Nirvana, que é assim o ano 0 do Calendário budista, e está 543 anos à frente do calendário gregoriano.</ref>
|evento2 = [[Monarquia constitucional]]
|evento_data2 = [[24 de junho]] de [[1932]]
|evento3 = [[Constituição tailandesa de 2017|Constituição atual]]
|evento_data3 = [[6 de abril]] de [[2017]]
|Fuso_Horário = [[UTC]]
|diferença_UCT = +7
|área_pos = 50
|água_pc = 0,4
|população_estimada_ano = [[2016]]
|população_estimada = 68 863 514
|população_estimada_ref = <ref name="População da Tailândia" />
|PIB_nominal_per_capita = {{formatnum:5550}}<ref name="Economia"/>
|Gini = 42,0<ref>[https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2172.html CIA World Factbook, Lista de Países por Coeficiente de Gini (em inglês)]</ref>
|Gini_ano = [[2002]]
|Gini_categoria = {{alto}}
|IDH_ano = 2017
|organizações = [[Organização das Nações Unidas|ONU]], [[Organização Mundial do Comércio|OMC]], [[Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico|APEC]], [[Associação de Nações do Sudeste Asiático|ASEAN]], [[G20 (países em desenvolvimento)]]
}}
'''Tailândia''', oficialmente '''Reino da Tailândia''' ({{langx|th|ราชอาณาจักรไทย||''{{audio|Th-pratheidthai raachaanaajakthai.ogg|Ratcha Anachak Thai}}''}}, {{IPA-tudo|râːtɕʰa-ʔaːnaːtɕɑ̀k-tʰɑj|pronunciado:}}), anteriormente conhecida como '''Sião''' (em [[Língua tailandesa|tailandês]]: สยาม) é um [[Lista de Estados soberanos|estado soberano]] no centro da península da [[Indochina]], no [[Sudeste asiático]]. É limitado a norte por [[MyanmarMianmar]] e [[Laos]], a leste por Laos e [[Camboja]], a sul pelo [[Golfo da Tailândia]] e pela [[Malásia]], e a oeste pelo [[Mar de Andamão]] e pela extremidade sul<sub>Texto em subscrito</sub> de MyanmarMianmar. Suas fronteiras marítimas incluem o [[Vietnã]], no Golfo da Tailândia, para o sudeste; e a [[Indonésia]] e a [[Índia]] no mar de Andamão, a sudoeste.
 
Os historiadores muitas vezes consideram o [[Reino de Sucotai]] como o início da história tailandesa, que se insere na influência do [[Reino de Aiutaia]], o primeiro a ter contato com o Ocidente, através de uma missão diplomática [[Portugal|portuguesa]]. Aiutaia teve uma longevidade de 417 anos, chegando ao fim com a [[Guerra birmano-siamesa (1765-1767)|guerra birmano-siamesa]] em 1767. [[Taksin]] libertou o país, estabelecendo a cidade de [[Thonburi]] como capital e adotando uma política de enfrentamento à ameaça de outras nações, o que fez do reino o único no Sudeste asiático a nunca ter sofrido colonização europeia.<ref name="Tailândia colonização">{{citar web |titulo = Reino da Tailândia |url = http://www.infoescola.com/asia/tailandia/ |acessodata = 10 de julho de 2015 | publicado = Info Escola}}</ref> A dinastia Chakri foi fundada por [[Buda Yodfa Chulaloke|Rama I, o Grande]] e BangkokBanguecoque foi elevada à capital em 1782. Em meio à revolução, em 1932 o país passou de [[monarquia absoluta]] a [[monarquia constitucional]] e, em 23 de junho de 1939, deixou de chamar-se Sião e adotou seu nome atual, Tailândia. Atualmente, o país é regido por uma [[Conselho Nacional para a Paz e a Ordem|junta militar]], que tomou o poder em maio de 2014, através de [[Golpe de Estado na Tailândia em 2014|um golpe de Estado]].<ref name="ThailandPM">{{citar web|titulo = Thailand's Junta Chief Chosen as Prime Minister |url = http://www.bangkoknews.net/index.php/sid/224959611 |data = 21 de agosto de 2014 |acessodata = 27 de junho de 2015 | publicado = Thailand News |lingua = inglês }}</ref> É liderada pelo rei [[Maha Vajiralongkorn]], que ascendeu ao trono em 2016.
 
Com uma área de {{fmtn|513120}} [[quilómetro quadrado|km²]], é o [[Lista de países e territórios por área|50.º maior país do mundo em área territorial]], sendo ainda o [[Lista de países por população|20.º mais populoso do planeta]], com população de 67,7 milhões de habitantes. A capital e maior cidade do país é [[Banguecoque|Bangkok]] ([[Banguecoque]], em português europeu), que é o centro político, comercial, industrial e cultural da Tailândia. Entre 75% e 95% da população é etnicamente tailandesa, que inclui quatro grandes grupos regionais: [[Região Central (Tailândia)|Central]], [[Pessoas Isan|Isan]] (também chamados ''Khon'' ou ''Lao''), [[Povo tailandês do norte|tailandeses do norte]] e o [[Região Sul (Tailândia)|sul]]. Os [[sino-tailandeses]] e aqueles com ascendência chinesa significativa são 14% da população,<ref>Barbara A. Oeste (2009), Enciclopédia dos Povos da Ásia e Oceania , Fatos em Arquivo, p. 794, ISBN 1438119135</ref> enquanto Tais com ancestralidade chinesa parcial compreendem até 40% da população.<ref>Theraphan Luangthomkun (2007). "A posição de não-Thai Línguas na Tailândia". Idioma, Nação e Desenvolvimento no Sudeste da Ásia (iseas Publishing): 191.</ref> [[Tais-malaios]] representam 3% da população, com o restante consistindo em minorias étnicas como o [[Povo mon|Mons]], os [[Khmers]] e várias tribos. O idioma oficial do país é o [[Língua tailandesa|tailandês]] e a religião principal é o [[budismo]], considerada a oficial do país pela Constituição e praticada por cerca de 95% da população.
 
A Tailândia sofreu um rápido crescimento econômico entre meados da década de 1980 e fim da década de 1990, tornando-se um [[Países recentemente industrializados|país recentemente industrializado]] e um grande exportador. A indústria, agricultura e o turismo são os setores que mais contribuem para a economia.<ref name="Dados sobre a Tailândia 20">{{citar web |url= http://www.worldbank.org/en/country/thailand/overview |publicado= Banco Mundial |titulo= Thailand Overview | lingua= inglês |acessodata= 27 de junho de 2015 |data = Abril de 2015 }}</ref> Entre os dez países membros da [[Associação de Nações do Sudeste Asiático]] (ASEAN), a Tailândia ocupa o segundo lugar em qualidade de vida e o [[Índice de Desenvolvimento Humano]] (IDH) do país é classificado como elevado. Sua grande população e crescente influência econômica fizeram-lhe um poder médio na região e ao redor do mundo.<ref name="Dados sobre a Tailândia 21">{{citar web |url= https://books.google.com.br/books?id=FGM1zEdCOmAC&pg=PA103&lpg=PA103&dq=middle+power+philippines&source=bl&ots=vrzASjVnf_&sig=YBVVPgRkVxzcg-VOOB5V97EwIYE&hl=en&ei=OBq0SbegJcnWkAW31sC5BA&sa=X&oi=book_result&ct=result&redir_esc=y#PPA104,M1 |publicado= Middle Power Statecraft |titulo= Middle Power Statecraft: Indonesia, Malaysia, and the Asia Pacific | lingua= inglês |acessodata = 27 de junho de 2015 |data = 2005 |autor = PING, Jonathan H. }}</ref>
O rio Mecom contribuiu bastante no processo de povoação da região. O vale do rio funcionava como uma zona intermediária, com um número significativo de povos austronésios vivendo na localidade, além de outros povos oriundos do que hoje é a China e o norte do Vietnã. Esses povos passaram a migrar para o sul e o oeste, em pequenos grupos e em períodos diferentes, com essa migração se intensificando entre os séculos VIII e XX. Os rios Nan, Wang, Ping, Yom e Kok, afluentes do Mecom, também receberam notável povoação às suas margens.<ref name="História da Tailândia 2" /> Essas populações certamente estabeleceram políticas sociais tradicionais, organizando-se em cidades-estados, identificadas mais tarde como ''mueangs'', sob a liderança de chefes e soberanos. É possível que alguns destes ''mueangs'' tenham estabelecido alianças com outros grupos vizinhos.<ref name="História da Tailândia 2" />
 
Durante o processo de deslocamento das populações que viriam habitar a região da Tailândia, muitos encontraram povos como os Tibeto-Birmaneses e os Mon-Khmers, especialmente na área do atual [[MyanmarMianmar]] e [[Laos]]. De alguma forma, eles foram capazes de manter o deslocamento ou cooptá-los sem o uso da força. Não existe um consenso sobre a forma como isso ocorreu, sendo que a explicação mais provável é de que já havia outros povos Tais na área.<ref name="História da Tailândia 2" />
 
=== Primeiros reinos ===
Por volta do {{séc|VI}}, algumas comunidades agrícolas que mantinham alianças entre si prosperaram até a área onde hoje estão as províncias de Pattani e Yala, estendendo-se também para o norte e o nordeste, em áreas como Lamphun e Muang Fa Daet, nos limites de Khon Kaen.<ref name="História da Tailândia 2" /> Assim como outras regiões do Sudeste Asiático, a Tailândia foi fortemente influenciada pela cultura e religiões da [[Índia]], iniciando com o [[Reino de Funan]], em torno do {{séc|I}}, até o surgimento do [[Império Khmer]], por volta do ano 802.<ref name="História da Tailândia 1" />
 
A influência indiana na cultura siamesa foi, em parte, o resultado do contato direto com os indianos, provocado indiretamente pelo reino indianizado de [[Dvaravati]], que se estendeu até o Camboja, além do [[Império Serivijaia|Serivijaia]], que dominava grande parte do [[Arquipélago Malaio]].<ref name="História da Tailândia 11">{{citar livro |autor= MUNOZ, Paul Michel|título= Early Kingdoms of the Indonesian Archipelago and the Malay Peninsula |idioma= [[Língua inglesa|inglês]]| editora= Editions Didier Millet|ano=2006|local=Singapura|páginas=171|isbn= 981-4155-67-5}}</ref><ref name="História da Tailândia 3">Some Aspects of Asian History and Culture by Upendra Thakur p.157</ref> O historiador E.A Voretzsch acredita que o budismo começou a adentrar em Sião no tempo do imperador indiano [[Asoca]], do [[Império Máuria]], no primeiro milênio<ref name="História da Tailândia 3" /> Missionários indianos foram enviados para uma terra chamada Suvannabhumi, provavelmente uma área extremamente fértil, que se estende do sul de MyanmarMianmar, toda região central da Tailândia e chega ao leste do Camboja.<ref name="História da Tailândia 2" /> Assim, a Tailândia passou a sofrer influência do sul da Índia, que vivia sob a [[Dinastia Pallava]], e também do norte indiano, sob o domínio do [[Império Gupta]].<ref name="História da Tailândia 3" />
 
Pouco antes do [[Império Khmer]] (ou ainda durante o império)<ref>David Chandler, A History of Cambodia (Westview Press: Boulder, Colorado, 2008) p. 39.</ref> vários Estados prosperaram na região, como os reinos Tai, Mon, Khmer e Malaio.<ref>Jacques, Claude (1972). "La carrière de Jayavarman II". BEFEO (in French). 59: 205–220. ISSN 0336-1519.</ref> A existência destes reinos é comprovada através dos inúmeros sítios arqueológicos e artefatos que estão espalhados por toda a paisagem do antigo Sião. Antes do {{séc|XII}}, porém, o primeiro Estado tailandês ou siamês é tradicionalmente considerado com sendo o reino budista de [[Reino de Sucotai|Sucotai]], fundado em 1238.<ref>Coedes, George (1968). Walter F. Vella, ed. Os Estados Indianizados do Sudeste da Ásia. trans.Susan Brown Cowing. University of Hawaii Press. ISBN 978-0-8248-0368-1.</ref>
{{Ver artigo principal|Dinastia Chakri}}
 
Taksin é assassinado em 1782. [[Buda Yodfa Chulaloke|Rama I, O Grande]], um dos principais generais de Taksin, foi coroado rei no mesmo ano, com o nome de ''Phra Yot Fa'', iniciando assim a [[dinastia Chakri]], que governa o país até os dias atuais. Seu primeiro feito foi transferir novamente a capital do reinoReino de Sião, de Thonburi para [[Banguecoque|Bangkok]], que estava estabelecida do outro lado do rio Chao Phraya, à frente de Thonburi.<ref name="História da Tailândia 5"/>
 
A transferência e instalação de BangkokBanguecoque como nova capital deu-se ainda em 1782, ano em que Rama I, o Grande chegou ao poder.<ref name="História da Tailândia 5">{{citar web |url= http://www.lonelyplanet.com/thailand/bangkok/history |titulo = History of Bangkok, city capital of Thailand|publicado = Lonely Planet |lingua = inglês|acessodata = 19 de setembro de 2016 }}</ref> À época, cerca de um quarto a um terço da população de algumas áreas de Sião e da Birmânia viviam em sistema de escravidão.<ref name="História da Tailândia 6">{{citar web |url = https://web.archive.org/web/20101009132129/http://kyotoreviewsea.org/slavery4.htm |publicado = Kyoto Review |titulo = Kyoto Review of Southeast Asia | lingua = inglês |data = 23 de setembro de 2014 |acessodata = 11 de janeiro de 2015 }}</ref><ref name="História da Tailândia 50">{{citar web |url = http://www.san.beck.org/20-9-Siam,Laos,Cambodia1800-1950.html |publicado = San Beck |titulo = Siam, Cambodia, and Laos 1800-1950 | lingua = inglês |data = 23 de setembro de 2014 |acessodata = 8 de outubro de 2016 }}</ref>
 
O Sião tem tradição imemorial de comércio com os países e culturas vizinhas do [[oceano Índico]] e do [[mar da China Meridional]]. O comércio e a influência europeus chegaram à região da atual Tailândia no {{séc|XVI}}, com os [[Portugal|Portugueses]]. Apesar da pressão europeia, a Tailândia é o único país do sudeste asiático que nunca foi colonizado por europeus. As duas principais razões para tal são o facto de a Tailândia ter tido uma longa sucessão de governadores bastante hábeis durante o {{séc|XIX}} e estes terem sabido explorar as rivalidades e tensões entre [[França]] e o [[Reino Unido]].<ref name="História da Tailândia 6" />
 
Como resultado, o país manteve-se como estado-tampão entre as partes do sudeste asiático colonizadas pelas duas potências.<ref name="História da Tailândia 6" /> Apesar disto, a influência ocidental levou a muitas mudanças e grandes concessões durante o {{séc|XIX}}, mais notavelmente na grande perda territorial a leste da região do [[Rio Mecão|Mecão]] para os [[França|franceses]], e na absorção gradual pelos ingleses de Shan (Thai Yai, atual [[MyanmarMianmar|Birmânia]]) e pela [[Malásia]] peninsular.<ref name="História da Tailândia 6" />
 
=== Revolução Siamesa, Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria ===
Em 1997, a Tailândia foi atingida pela [[crise financeira asiática]], e o [[baht]] tailandês (moeda nacional) atingiu rapidamente um pico de 56 [[baht]]es por [[dólar dos Estados Unidos|dólar]], comparado à cotação de 25 bahtes por dólar anterior a 1997. Desde então, o bath recuperou grande parte da sua força e em maio de 2007 ficou em 32 bahtes por dólar americano.<ref name="História da Tailândia no século XX 5">{{citar web |url = http://www.columbia.edu/cu/thai/html/financial97_98.html |título = A Good Look at the Thai Financial Crisis in 1997-98 |data = 22 de fevereiro de 1999 |publicado = Columbia.edu |acessodata = 3 de março de 2016 |autor = Laplamwanit, Narisa | lingua = inglês}}</ref><ref name="História da Tailândia no século XX 77">{{citar web |url = http://www.colorado.edu/economics/courses/econ2020/6550/readings/Asian-currency.html |título = The Asian Currency Crisis |data = 5 de agosto de 2001 |publicado = Colorado.edu |acessodata = 3 de março de 2016|lingua = inglês}}</ref>
 
Os [[golpe palaciano|golpes palacianos]] e os [[golpe militar|golpes militares]] marcaram a evolução política da Tailândia no século passado e neste, totalizando 12 levantes militares desde [[1932]],<ref name="pt">{{citar web|URL=http://www.publico.pt/mundo/noticia/exercito-assume-poder-na-tailandia-1636982#/0|título=Seis meses de crise política culminam em golpe militar na Tailândia|data=22/05/2014|publicado=Público pt}}</ref><ref name="Revolução siamesa, Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria na Tailândia 1">{{citar web |url = http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2014/05/golpe-militar-derruba-governo-da-tailandia-apos-seis-meses-de-crise.html |título = Golpe militar derruba governo da Tailândia, após seis meses de crise|data = 22 de maio de 2014 |publicado = Jornal Nacional|acessodata = 3 de março de 2016 }}</ref> tendo a monarquia apoiado alguns deles.<ref name="Revolução siamesa, Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria 2">{{citar web | titulo = ''Thai junta leader says king endorses coup'' |url = http://news.yahoo.com/thai-junta-leader-says-king-endorses-coup-043136880.html | data = 25 de maio de 2014 | acessodata = 25 de maio de 2014| publicado = Yahoo News - Associeted Press | lingua = inglês }}</ref>
 
=== Era contemporânea ===
 
Durante a [[crise financeira asiática de 1997]], a Tailândia tomou vários empréstimos do [[Fundo Monetário Internacional]] (FMI), por meio da gestão do então primeiro-ministro [[Thaksin Shinawatra]]. Shinawatra, que foi primeiro-ministro por dois mandatos consecutivos, adotou políticas econômicas visando atingir vários resultados na economia do país. Entretanto, depois do [[sismo e tsunami do Oceano Índico de 2004]], que atingiu boa parte do território tailandês, iniciou-se um [[Conflito no sul da Tailândia|conflito separatista no sul do país]] envolvendo especialmente três províncias: [[Pattani (província)|Pattani]], [[Narathiwat (província)|Narathiwat]] e [[Yala (província)|Yala]].<ref name="O separatismo no sul da Tailândia após o tsunami de 2004">{{citar web |url = https://books.google.com.br/books?id=3RHGAAAAQBAJ&pg=PA77&dq=south+thailand+separatism+tsunami+2004&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjG1r6-vpTPAhXDvZAKHaOaCL0Q6AEIJTAA#v=onepage&q=south%20thailand%20separatism%20tsunami%202004&f=false |titulo = Security Strategies in the Asia-Pacific: The United States' "Second Front in southeast Asia |publicado = Security Strategies in the Asia-Pacific: The United States' "Second Front in southeast Asia |autor = TAN, Andrew |data = 2011 |lingua = inglês |acessodata = 16 de setembro de 2016 }}</ref> A crise política acentuou-se ainda mais com o golpe militar que [[Golpe de Estado na Tailândia em 2006|derrubou o governo de Thaksin]]<ref name="Crise financeira asiática de 2006">{{citar web |url = http://news.bbc.co.uk/2/hi/asia-pacific/5324172.stm |titulo = Thai arrests over Thaksin 'plot': Thai police say they have arrested five army officers over an alleged plot to kill Prime Minister Thaksin Shinawatra |publicado = BBC News |data = 7 de setembro de 2006 |autor = Head, Jonathan |lingua = inglês |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref> nas eleições gerais em 2007, que tinha [[Samak Sundaravej]] e [[Abhisit Vejjajiva]] como principais candidatos.<ref name="Eleições gerais da Tailândia de 2007">{{citar web |url = https://books.google.com.br/books?id=Kg1iPVGgW1cC&pg=PA23&lpg=PA23&dq=Abhisit+Vejjajiva+Samak+Sundaravej+2007&source=bl&ots=U0txwa3eJM&sig=JKn1HMJSRggS8avA5Qru4AGcou4&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjj8rSvvJTPAhWEhpAKHfOFBgkQ6AEITDAG#v=onepage&q=Abhisit%20Vejjajiva%20Samak%20Sundaravej%202007&f=false |titulo = Politics and Society in Southeast Asia - Political Parties: Pró-Taksin Parties |publicado = Politics and Society in Southeast Asia |autor = POOLE, Peter A. |data = 2009 |lingua = inglês |acessodata = 16 de setembro de 2016 }}</ref>
[[imagem:2010_0320_bkk_red_shirt_demonstration_07.jpg|thumb|Protesto da [[Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura]] em [[BangkokBanguecoque]] em 2010]]
 
Esta crise política envolveu boa parte da sociedade tailandesa. A [[Aliança Popular para a Democracia]] (PAD, em inglês) tornou-se o principal grupo de manifestação contra Thaksin Shinawatra, enquanto a [[Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura]] (cujos adeptos são comumente chamados de camisas vermelhas) se opôs ao golpe militar de 2006, com boa parte de seus membros apoiando Thaksin.<ref name="História contemporânea 3">{{citar web| url = http://www.nytimes.com/2008/09/12/world/asia/12thai.html?fta=y |publicado = [[The New York Times]] | titulo = Power of the People Fights Democracy in Thai Protests | autor = Mydans, Seth | data = 12 de setembro de 2008 | acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref><ref name="História contemporânea 1">{{citar web|url=http://www.economist.com/node/15819472|título= Thailand's political deadlock: Smiling for the cameras |data = 31 de março de 2010 |publicado = The Economist |lingua = inglês |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref><ref name="História contemporânea 2">{{citar web|url = http://www.chiangraitimes.com/new-thai-red-shirts-leader-vows-to-fight-for-democracy.html |titulo= New Thai Red Shirts Leader, Vows to Fight for Democracy |data = 16 de março de 2014 |publicado = Chiang Rai Times |lingua = inglês |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref> A Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura - composta principalmente por pessoas do Norte e Nordeste da Tailândia, de classes urbanas mais baixas de BangkokBanguecoque e de alguns intelectuais - acusa a elite extra-democrática do país, tais como os militares, judiciário, certos membros do Conselho Privado do Rei e outros funcionários não eleitos, de ações antidemocráticas e de interferência na política em prol de interesses não-coletivos.<ref name="Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura 1">{{citar web|url = http://www.nbcnews.com/id/30162229 |titulo= Thai police issues warrants for 14 protets leaders |data = 14 de abril de 2009 |publicado = NBC News |lingua = inglês |acessodata = 23 de setembro de 2016 }}</ref> Por outro lado, a Aliança Popular para a Democracia colocou-se contra o governo de Thaksin Shinawatra e é descrita como [[Nacionalismo|ultranacionalista]], opondo-se à [[democracia representativa]] e defendendo a manutenção da monarquia constitucional. Seus membros são, em sua maioria, membros da classe média tailandesa, da classe trabalhadora de BangkokBanguecoque e sulistas anti-Thaksin, apoiados por algumas facções do Exército tailandês, alguns líderes do Partido Democrata e membros dos sindicatos estado-empresa.<ref name="Aliança Popular para a Democracia 1">{{citar web |url = http://www.atimes.com/atimes/Southeast_Asia/JH27Ae02.html |titulo =Thai protests turn nasty (em português: Protestos tailandeses apaziguados) |publicado = Asia Times |data = 27 de agosto de 2008|lingua = inglês |acessodata = 23 de setembro de 2016 }}</ref>
 
Após o golpe, o país continuou a registrar protestos e instabilidade política, tais como a [[Crise política de 2008-2009 na Tailândia|crise de 2008-2009]] e as [[Manifestações na Tailândia de 2009|manifestações contra o governo de Abhisit Vejjajiva]], ocorridas principalmente em BangkokBanguecoque e PattayaPataia. Os [[Protestos políticos na Tailândia em 2010|protestos de 2010]], provocados pela Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura, levou Vejjajiva a [[Dissolução do parlamento|dissolver o parlamento]] e convocar [[Eleições gerais na Tailândia em 2011|novas eleições em 2011]], antecipando a que deveria ocorrer em 2012. [[Yingluck Shinawatra]] foi eleita, tornando-se a primeira mulher do país a ocupar o cargo de primeira-ministra.<ref name="História contemporânea da Tailândia 4">{{citar web |url = http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/08/tailandia-elege-nova-premie-yingluck-irma-de-ex-lider-exilado-1.html |titulo = Tailândia elege primeira premiê mulher do país |publicado = G1 Notícias |data = 5 de agosto de 2011 |autor = Reuters |acessodata = 16 de julho de 2015 }}</ref>
 
Em 4 de novembro de 2013, por meios de corrupção , o povo tailandês [[Protestos na Tailândia em 2013-2014|protesta contra o governo parlamentar]], foi então a [[Corte Constitucional da Tailândia]] suspende a primeira-ministra e elege [[Niwatthamrong Boonsongpaisan]], como primeiro-ministro interino em 7 de maio de 2014. Em 22 de maio de 2014, general [[Prayut Chan-o-cha]], comandante-chefe do [[Forças Armadas da Tailândia|exército real tailandês]] e líder do [[Conselho Nacional para a Paz e a Ordem]] derruba o governo e suspende a [[Constituição tailandesa de 2007|constituição de 2007]], através de um [[Golpe de Estado na Tailândia em 2014|golpe de estado]] em conjunta com uma [[junta militar]], com resultado foi criado uma constituição interina em 22 de julho. No dia 24 de agosto de 2014, ele foi titulado primeiro-ministro, com aprovação do rei [[Bhumibol Adulyadej]].<ref name="História contemporânea da Tailândia 50"/>
[[imagem:Thailand BMNG.png|thumb|[[Imagem de satélite]] da Tailândia (2009)]]
 
A Tailândia está situada na [[Península da Indochina]], no [[Sudeste Asiático]], estando também sobre a [[península malaia]]. Sua localização dar-se-á entre as latitudes 5° a 21° norte e longitude 97° a 106° leste. Sua área, de 513.115 [[quilômetro quadrado|km²]], faz deste o [[Lista de países por área|51º maior do mundo]], pouco menor que a [[Ucrânia]] e superior à área da [[Espanha]], sendo que destes, 510.890 quilômetros se compõe por terra e apenas 2.230 quilômetros é composto por água.<ref name="Geografia tailandesa 1" /> Em comparações regionais, é o terceiro maior país do Sudeste asiático, superada apenas por [[Indonésia]] e [[MyanmarMianmar]]. Seus limites territoriais são com o [[Laos]] e MyanmarMianmar a norte; Laos e [[Camboja]] a leste; a [[Malásia]] e o [[Golfo da Tailândia]] ao sul; e a oeste com o [[Mar de Andamão]] e a extremidade sul de MyanmarMianmar. Limita-se ainda com o [[Vietnã]], Indonésia e [[Índia]] por vias marítimas. Sua maiores fronteiras terrestres são com MyanmarMianmar (2.416{{fmtn|2416}} quilômetros) e Laos (1.845{{fmtn|1845}} quilômetros) e a menor é com a Malásia (595 quilômetros).<ref name="Geografia tailandesa 1" />
 
O reino possui 3.219 quilômetros de faixa litorânea, a [[Lista das extensões litorâneas dos países|36ª maior entre os países]].<ref name="Geografia tailandesa 1">{{citar web |url = https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/th.html |título = Thailand: Geography |lingua = inglês | autor = Central Intelligence Agency (CIA) |data = 2015 |acessodata = 27 de junho de 2015 |publicado = The World Factbook}}</ref>
O [[Rio Chao Phraya]] e o [[Rio Mecom]] são os principais cursos de água no país, e indispensáveis para a área rural ​​da Tailândia. O [[Golfo da Tailândia]] abrange 320.000 quilômetros quadrados e é alimentado pelos rios Chao Phraya, [[Rio Mae Klong|Mae Klong]], [[Rio Bang Pakong|Bang Pakong]] e [[Rio Tapi|Tapi]]. O Golfo contribui para o setor do turismo, devido às suas águas cristalinas rasas ao longo da costa da região sul e istmo de Kra. A costa oriental do Golfo é demasiadamente muito movimentada, em parte devido aos portos de Sattahip e Laemchabang, este último um dos principais do país no que trata de comércio.<ref name="Hidrografia da Tailândia 1">Pasuk Phongpaichit en Chris Baker, A History of Thailand, Cambridge University Press, 2005, ISBN 0-521-81615-7</ref>
 
O Mecom é um dos maiores rios do mundo, drenando uma grande área do continente asiático. Nasce no [[Planalto do Tibete]] e adentra na Tailândia pela região nordeste, servindo como delimitação de fronteira do país com o Laos e MyanmarMianmar.<ref name="gargan">{{Citar livro |autor = Edward Gargan| título= The River Tale - A year on the Mekong |ano=2002 |editora= Vintage Books |ISBN=0-375-70559-7}}</ref> Essa delimitação tríplice de fronteira é conhecida como [[Triângulo Dourado|Triângulo de Ouro]].<ref name ="MRC_2005" /> O rio Mecom possui um total de 4.350 quilômetros de extensão total, sendo que na Tailândia estende-se entre 850 e 950 quilômetros.<ref name ="MRC_2005">{{citar web |autor= Mekong River Commission | data = 2005 | titulo = Overview of the Hydrology of the Mekong Basin | publicado = MRC, Vientiane, Laos |url = http://www.mekonginfo.org/assets/midocs/0001968-inland-waters-overview-of-the-hydrology-of-the-mekong-basin.pdf | formato = PDF | lingua = inglês }}</ref> O Chao Phraya começa na confluência dos rios [[Rio Ping|Ping]] e [[Rio Nan|Nan]], na província de [[Nakhon Sawan (província)|Nakhon Sawan]], percorrendo 372 quilômetros para o sul, das planícies centrais até BangkokBanguecoque e o Golfo da Tailândia. Em Chainat, o rio divide-se, originando o rio [[Rio Tha Chin|Tha Chin]], que flui paralelamente ao rio principal até o Golfo da Tailândia, cerca de 35 quilômetros a oeste de BangkokBanguecoque, em Samut Sakhon.<ref name="Informações sobre o relevo da Tailândia">{{citar livro|título= Five Years in Siam : from 1891–1896 |último = Smyth |primeiro = H. Warington |ano= 1994 |anooriginal= 1898 |publicado= White Lotus |local= Bangkok Banguecoque|isbn = 974-8495-98-1 |acessodata=1 de março de 2011 |capítulo= I. The river and port of Bangkok }}</ref><ref>Bangkok Waterways, William Warren and R. Ian Lloyd, Asia Books, ISBN 981-00-1011-7.</ref>
 
O país possui o [[Lista das extensões litorâneas dos países|36º maior litoral do mundo]], com 3.219 quilômetros. A relação litoral/área é de 6,290&nbsp;km².<ref name="Tailândia e sua costa marítima">{{Citar web |url = https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2060.html |título = CIA World Factbook: Coastline |língua = inglês |autor = CIA |publicado = The World Factbook|acessodata = 26 de maio de 2016 }}</ref>
As temperaturas na Tailândia são, no geral, elevadas, variando entre 15&nbsp;°C e 35&nbsp;°C.<ref name="Clima da Tailândia 2">{{citar web |url = http://www.portaldetailandia.com/clima-en-tailandia/ |título = portaldetailandia.com: Clima en Tailandia |lingua = espanhol |acessodata = 5 de abril de 2015}}</ref> Os meses de março, abril e maio são os que registram as temperaturas mais elevadas, com a estação chuvosa indo de junho a outubro, quando são produzidas fortes [[Precipitação (meteorologia)|precipitações]].<ref name="Clima da Tailândia 3">{{citar web |url =http://www.tmd.go.th/en/archive/thailand_climate.pdf |título = The Climate of Thailand: Surface Temperature|lingua = inglês |publicado = Meteorological Development Bureau |autor = Meteorological Department|acessodata = 19 de setembro de 2016 }}</ref> Os meses mais frios são novembro, dezembro, janeiro e fevereiro, quando as temperaturas caem a 15&nbsp;°C à noite, e registram em torno de 30&nbsp;°C durante o dia.<ref name="Clima da Tailândia 2" />
 
Por ano, cerca de 1.525 milímetros de precipitação são registrados nas regiões central, norte e nordeste; sendo que na parte tailandesa da península malaia o registro é mais elevado, com 2.540 milímetros. No planalto de JoratJorate, registram-se cerca de 1.270{{fmtn|1270}} milímetros, o menor até então no país.<ref name="Clima da Tailândia 1" /><ref name="Clima da Tailândia 3" />
 
=== Flora e fauna ===
O elefante é o [[Lista de animais que representam países|animal que representa]] a Tailândia. Embora houvesse {{fmtn|100000}} elefantes domesticados na Tailândia, em 1850, a população de elefantes domesticados caiu para cerca de {{fmtn|2000}} a {{fmtn|3000}} nos anos recentes.<ref name="Flora e fauna da Tailândia 4">{{citar web |titulo = Thailand's Elephants |url = http://www.thailandelephant.org/en/thaielephant.html |publicado = Thai Elephant Conservation Center |acessodata = 5 de abril de 2015 | lingua = inglês}}</ref> Elefantes jovens são frequentemente capturados para o uso em atrações turísticas ou como animais de trabalho, embora seu uso tenha diminuído desde que o governo proibiu essa prática em 1989.<ref name="Flora e fauna da Tailândia 4" /> Há agora, mais elefantes em cativeiro do que no estado selvagem, e ativistas ambientais afirmam que os elefantes mantidos em cativeiro no país estão, muitas vezes, em estado de maus-tratos.<ref name="Flora e fauna da Tailândia 5">{{citar web|url = http://news.nationalgeographic.com/news/2002/10/1016_021016_phajaan.html | titulo = Activists Denounce Thailand's Elephant "Crushing" Ritual |publicado = National Geographic Today |data= 6 de outubro de 2002 |autor = Hile, Jennifer |acessodata = 5 de abril de 2015 }}</ref>
 
A caça ilegal de espécies protegidas por lei continua a ser um grande problema no país. Populações de [[tigre]]s, [[leopardo]]s e outros grandes felinos foram dizimadas por suas peles valiosas. Muitos animais, como [[Ursidae|ursos]], [[crocodilo]]s e a [[cobra-real]], são caçados por sua carne, que é considerada uma iguaria, e por suas supostas propriedades medicinais. Embora este comércio seja tido como ilegal, a venda de peles e carnes de espécies ameaçadas de extinção é comumente encontrada, principalmente no mercado ''Chatuchak'', em BangkokBanguecoque.<ref name="Flora e fauna da Tailândia 6">{{citar web |url = http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/02/tailandia-abriga-maior-mercado-ao-ar-livre-do-mundo.html | titulo = Tailândia abriga maior mercado ao ar livre do mundo|publicado = G1 Notícias - Mundo |data = 1º de fevereiro de 2016 |acessodata = 19 de setembro de 2016 }}</ref><ref name="Flora e fauna da Tailândia 8">{{citar web |url = http://www.taipeitimes.com/News/world/archives/2006/12/24/2003341756 | titulo = Bangkok students spy on illegal sale of exotic animals|publicado = Taipei Times |data = 24 de dezembro de 2006 |acessodata = 19 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref>
 
A prática de manter animais silvestres como animais de estimação é considerada nociva para a sobrevivência de várias espécies. Filhotes de animais são normalmente capturados e vendidos. Uma vez em cativeiro e fora de seu habitat natural, muitos animais morrem ou deixam de se reproduzir. Na Tailândia, as principais espécies de animais afetadas são o [[urso-negro-asiático]], [[Helarctos malayanus|urso-do-sol]] (também chamado urso-malaio), [[Hylobates lar|gibão-de-mãos-brancas]], [[Hylobates pileatus|gibão-crestado]] e o [[Arctictis binturong|binturong]], um mamífero. Outras espécies de animais nativas da Tailândia são o [[cão-selvagem-asiático]], [[orca-pigmeia]], [[búfalo-asiático]] e a [[píton-indiana]].<ref name="Flora e fauna da Tailândia 7">Lekagul, Boonsong; Round, Philip (1991) ''A Guide to the Birds of Thailand'' 7&#x2013;19 ISBN 974-85673-6-2</ref>
Pouco mais de 34% da população vive em áreas urbanas, de acordo com dados de 2011. A [[Esperança de vida|expectativa de vida]] da população total é de 74,18 anos, sendo que as mulheres viviam, em média, 6,54 anos a mais que os homens (77,54 e 71 anos, respectivamente). A idade média dos tailandeses é calculada em 36,2 anos, sendo 35,3 anos para os homens e 37,2 anos para as mulheres.<ref name="Demografia da Tailândia 5" />
 
O país abriga uma considerável comunidade de expatriados, com uma notável imigração de [[Europa|europeus]] e [[América do Norte|norte-americanos]].<ref name="Demografia da Tailândia 6">{{citar web |url = http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/6176647.stm |título = Hard lessons in expat paradise |publicado = BBC News |lingua = inglês |data = 14 de dezembro de 2006 |acessodata = 1 de julho de 2014 }}</ref> Um número crescente de imigrantes de países vizinhos, como MyanmarMianmar, Laos e Camboja, e de outras nações asiáticas, como [[Nepal]] e [[Índia]], elevou o número total de residentes não-nacionais para cerca de 3,5 milhões em 2009, contra uma estimativa de 2 milhões em 2008 e cerca de 1,3 milhão no ano de 2000.<ref name="Demografia da Tailândia 7">{{citar web |url= https://web.archive.org/web/20160305005958/http://www.irinnews.org/report/84844/thailand-burmese-migrant-children-missing-out-education |título= THAILAND: Burmese migrant children missing out on education |publicado= IRIN News |lingua= inglês |data= 15 de junho de 2009 |acessodata= 1 de julho de 2014 }}</ref> Do total de imigrantes, estima-se que 2,8 milhões são birmaneses, laosianos ou cambojanos, que respondem por 82% dos estrangeiros que residem na Tailândia. Há, ainda, estimativas que sugerem um número de pouco mais de {{fmtn|50000}} [[Imigração ilegal na Tailândia|imigrantes em situação ilegal]].<ref name="Demografia da Tailândia 8">{{citar web |url= http://www.unesco.org/most/apmrnw14.htm |título= Migration Issues in the Asia Pacific - ISSUES PAPER FROM THAILAND |publicado= Asia Pacific Migration Research Network (APMRN) |lingua= inglês |data= 1994-2003 |acessodata= 5 de novembro de 2015 }}</ref>
 
=== Religiões ===
=== Idiomas ===
 
O [[Língua tailandesa|tailandês]] é a [[língua oficial]] da Tailândia, sendo a principal língua de comunicação no país, usada na educação e nos assuntos de governo. Ela é regulada pela [[Real Sociedade da Tailândia]], fundada originalmente sob o nome ''Royal Society of Siam'', em 1926.<ref>{{Citar web|url = http://m.posttoday.com/articlestory/326914|arquivourl = https://web.archive.org/web/20150419093321/http://m.posttoday.com/articlestory/326914|arquivodata = 19 de abril de 2015 |titulo = Yuen sonocho khan plian chue ratchabandittayasathan |data = 28 de outubro de 2014 |acessodata = 16 de abril de 2015 |publicado = Post Today |lingua = tailandês |script-title = ยื่น สนช. ค้านเปลี่ยนชื่อ "ราชบัณฑิตยสถาน"|títulotrad= Objection to renaming of the Royal Institute has been filed with the NLA}}</ref><ref>{{citar periódico|autor =Government of Thailand |data=2001-11-12 |acessodata=2015-02-14 |título=Phra Ratchabanyat Ratchabandittayasapha Phutthasakkarat Song Phan Ha Roi Si Sip Si | script-title=th:พระราชบัญญัติราชบัณฑิตยสถาน พ.ศ. 2544 | trans_title=Royal Institute Act, 2001 | url=http://www.ratchakitcha.soc.go.th/DATA/PDF/00026777.PDF |língua=Thai |formato=PDF |periódico= Royal Thai Government Gazette | volume=118 |número=104A |local=Bangkok Banguecoque|publicado=Cabinet Secretariat |páginas=1–11 }}</ref><ref>{{citar periódico|autor =Government of Thailand |data=1958-08-31 |acessodata=2015-02-14|título=Prakat Khong Khana Patiwat Chabap Thi Song Roi Sip Hok Long Wan Thi Yi Sip Kao Kanyayon Song Phan Ha Roi Sip Ha | script-title=th:ประกาศของคณะปฏิวัติ ฉบับที่ 216 ลงวันที่ 29 กันยายน 2515 | trans_title=Revolutionary Council Announcement No. 216 dated 29 September 1972 | url=http://www.ratchakitcha.soc.go.th/DATA/PDF/2515/A/145/1.PDF |língua=Thai |formato=PDF |periódico= Royal Thai Government Gazette | volume=89 |número=145 (Special) |local=Bangkok Banguecoque|publicado=Cabinet Secretariat |páginas=1–16 }}</ref> A língua tailandesa é pertencente à [[família linguística]] [[Línguas kradai|kradai]], encontradas no sul da China e no Sudeste asiático, sendo [[Inteligibilidade mútua|mutuamente inteligível]] ao [[Língua laociana|laociano]]. O [[alfabeto tailandês]], composto por 44 consoantes, 15 símbolos de vogal - que combinam em pelo menos 28 formas de vogal - e quatro sinais diacríticos de tons, é a forma padrão de escrita.<ref>{{citar livro|título= Language and national identity in Asia (Língua e identidade nacional na Ásia) |autor = Andrew Simpson |ano= 2007 |publicado= Oxford University Press |citação= "Tailandês padrão é uma forma de Central Thai baseado na variedade do tailandês falado anteriormente pela elite do tribunal, e agora pela média educada e classes superiores de BangkokBanguecoque. Foi padronizada em livros de gramática, no {{séc|XIX}}, e se espalhou drasticamente a partir de 1930 em diante, quando a educação pública tornou-se muito mais difundida" }}</ref><ref name=bangkok>{{citar web |url= http://thaiarc.tu.ac.th/thai/peansiri.htm |titulo = Linguistic Perspectives of Thai Culture |acessodata = 26 de abril de 2011 |autor = Peansiri Vongvipanond |data=verão de 1994 |obra= paper presented to a workshop of teachers of social science |publicado= University of New Orleans |página= 2 |citação= "Um dialeto ouvido na rádio e na televisão, é o dialeto BangkokBanguecoque, considerada a língua padrão" }}</ref> É reconhecida também o [[Braille Tai]].<ref name="Obrigações">Antonio L. Rappa; Lionel Wee (2006), Política Linguística e Modernidade no Sudeste Asiático: Malásia, Filipinas, Singapura e Tailândia., Springer, pp 114-115</ref>
 
Além da língua tailandesa, há outras línguas minoritárias, como o [[Língua chinesa|chinês]] - especialmente o [[dialeto Teochew]], no Nordeste do país, que às vezes é definido como um dialeto lao - o [[Kelantan-Pattani Malaio]], um dialeto nas províncias do sul. O [[Língua inglesa|inglês]] é ensinado nas escolas e universidades.<ref name="Língua inglesa na Tailândia">Conferência SAMEO, CingapuraSingapura, abril de 2006.</ref> Ao menos 73 línguas são consideradas vivas e estão em uso, especialmente entre as minorias étnicas e em áreas rurais.<ref name="Idiomas na Tailândia 1">{{citar web |url= http://www.ethnologue.com/country/TH |título= Thailand |publicado = Ethnologue - Languages of the World|acessodata= 11 de setembro de 2015 }}</ref>
 
=== Urbanização ===
[[Imagem:Diplomatic missions of Thailand.png|thumb|upright=1.3|[[Missões diplomáticas da Tailândia]]]]
 
As relações exteriores da Tailândia são tratadas pelo [[Ministério das Relações Exteriores (Tailândia)|Ministério das Relações Exteriores da Tailândia]]. A nação participa plenamente nas organizações internacionais e regionais. É um dos mais antigos aliados dos [[Estados Unidos]] e um dos [[Principal aliado extra-OTAN|principais aliados extra-OTAN]].<ref name="Relações internacionais da Tailândia 14">{{citar web|url = http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/35375/enquanto+eua+reveem+assistencia+militar+golpistas+tailandeses+ameacam+internautas.shtml |titulo = Enquanto EUA reveem assistência militar, golpistas tailandeses ameaçam internautas - Antiga aliada norte-americana, Tailândia poderá perder assistência militar enquanto continuar governo de exceção |autor = UOL |publicado = Opera Mundi |data = 22 de maio de 2014 |acessodata = 12 de setembro de 2015 }}</ref> O país continua a ser um membro ativo da [[Associação de Nações do Sudeste Asiático]] (ASEAN), exercendo certa influência em sua região e desenvolvendo laços cada vez mais estreitos com outros membros da ASEAN, como a [[Indonésia]], Malásia, [[Filipinas]], [[Singapura]], [[Brunei]], Laos, Camboja, MyanmarMianmar e Vietnã, cujos ministros externos e econômicos realizam reuniões anuais.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 17">{{citar web |url = http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2007/07/29/ult1808u98206.jhtm |titulo = Ministros da Asean iniciam reunião anual do bloco em Manila |acessodata = 16 de setembro de 2016 |data = 29 de julho de 2007 |publicado = UOL Notícias }}</ref> A cooperação regional é mantida pelo país, em especial no que trata da economia, política e questões culturais. Em 2003, a Tailândia serviu como anfitriã da [[APEC]]. O ex-vice-primeiro-ministro tailandês, [[Supachai Panitchpakdi]], foi Secretário-Geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) entre 2005 e 2013, tendo sido o primeiro a exercer o cargo de origem leste-asiática.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 15">{{citar web|url = http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2005/05/11/ult1808u40647.jhtm |titulo = Economista tailandês substituirá Ricupero na Unctad|publicado = UOL Notíciais |data = 11 de maio de 2005 |acessodata = 16 de setembro de 2016 }}</ref> Em 2005, a Tailândia participou da inaugural da [[Cúpula do Leste Asiático]].<ref name="Relações internacionais da Tailândia 13">{{citar web|url = http://dfat.gov.au/international-relations/regional-architecture/eas/pages/east-asia-summit-eas.aspx |titulo= East Asia Summit (EAS) |autor = Australian Government |publicado = Department of Foreign Affairs and Trade|acessodata = 12 de setembro de 2015 }}</ref>
 
Nos últimos anos, a Tailândia tem assumido um papel cada vez mais ativo na cenário internacional. Quando o [[Timor-Leste]] conquistou a independência da Indonésia, a Tailândia, pela primeira vez em sua história, contribuiu enviando tropas para o esforço internacional de paz. Suas tropas permanecem lá até hoje, como parte de uma força de paz da ONU. Como parte de suas atividades para aumentar os laços internacionais, a Tailândia tem participado de organizações regionais e internacionais, como a [[Organização dos Estados Americanos]] (OEA) e a [[Organização para a Segurança e Cooperação na Europa]] (OSCE). Tropas tailandesas também são enviadas para os esforços de reconstrução no [[Afeganistão]] e [[Iraque]]. O reino iniciou negociações de vários [[Tratado de livre-comércio|acordos de livre-comércio]] com o [[Bahrein]] (2002),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 3">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/thailand-bahrain-free-trade-agreement |titulo= Thailand-Bahrain Free Trade Agreement |data= 29 de dezembro de 2002 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> China (2003),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 1">{{citar web |url= http://www.bilaterals.org/?-China-Thailand-&lang=en |titulo= China-Thailand|publicado= Bilaterals.org |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> Estados Unidos (2003),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 7">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/united-states-thailand-free-trade-agreement |titulo= United States-Thailand Free Trade Agreement |data= 19 de outubro de 2003 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> [[Índia]] (2004),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 5">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/india-thailand-free-trade-area |titulo= India-Thailand Free Trade Agreement |data= 2004 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> [[Austrália]] (2005),<ref name="Relações internacionais da Tailândia 2">{{citar web |url= http://www.thailaws.com/law/e_laws/freetrade/australia/tafta_business_guide.pdf |titulo= A Business Guide to the Thailand-Australia Free Trade Agreement (TAFTA) |data= 2005 |publicado= Governo da Austrália |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> países do [[Mercosul]] (especialmente [[Brasil]], [[Argentina]], [[Paraguai]] e [[Uruguai]]), a partir de 2006<ref name="Relações internacionais da Tailândia 6">{{citar web |url= http://aric.adb.org/fta/thailand-mercosur-free-trade-agreement |titulo= Thailand-MERCOSUR Free Trade Agreement |data= 3 de novembro de 2006 |publicado= Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> [[Peru]] (2011)<ref name="Relações internacionais da Tailândia 22">{{citar web |url= https://aric.adb.org/fta/thailand-peru-free-trade-agreement |titulo= Trade and Investment: Thailand-Peru Free Trade Agreement (Thailand-Peru FTA) |data= 3 de novembro de 2006 |publicado = Asia Regional Integration Center (ARIC) |acessodata= 19 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref> e o [[Chile]] (2013).<ref name="Relações internacionais da Tailândia 4">{{Citar notícia|titulo= Chile seeks investment in Thailand |publicado= Investvine.com |data= 27 de fevereiro de 2013 |url= http://investvine.com/chile-seek-investment-in-thailand/ |acessodata= 12 de novembro de 2014}}</ref> O tratado de livre-comércio com os Estados Unidos, em especial, foi altamente criticado, com alegações de que de o alto custo das indústrias tailandesas poderia ser dizimado.<ref name="Relações internacionais da Tailândia 8">{{citar web|url= http://www.ftawatch.org/ |titulo= FTA Watch Group website |publicado= Ftawatch.org |acessodata= 12 de novembro de 2014 }}</ref>
{{Ver artigo principal|Subdivisões da Tailândia}}
 
A Tailândia está dividida em 75 províncias, chamadas de ''changwats'' (em tailandês: จังหวัด) e uma [[município|municipalidade]] - BangkokBanguecoque - chamada de ''maha nakhon'', com o mesmo nível administrativo das províncias. As províncias estão reunidas em quatro regiões que, por sua vez, não possuem funções administrativas e são utilizadas apenas para fins estatísticos e geográficos. São elas: [[Região Central (Tailândia)|Central]], [[Região Norte (Tailândia)|Norte]], [[Região Nordeste (Tailândia)|Nordeste]] e [[Região Sul (Tailândia)|Sul]]. Em algumas ocasiões a região Central é dividida em outras duas regiões (Leste e Central), conforme definição apresentada a seguir.<ref name="Subdivisões da Tailândia 1">{{citar web|url = http://www.thai.nu/provinces#.V41pSrUoFhw |titulo= Thailand Provinces|publicado = Thai Nu|acessodata = 18 de julho de 2016 | lingua = inglês }}</ref>
 
Cada província é dividida em distritos, e os distritos são divididos em subdistritos (''tambons''). Em 2006, havia um total de 877 distritos (อำเภอ, em tradução literal, ''amphoe'') nas províncias e 50 distritos na municipalidade de BangkokBanguecoque (เขต, ''khet''). Os distritos e subdistritos estão divididos em {{fmtn|7255|''tambons''}} (equivalente a uma [[comuna]]s) e estes, comumente, dividem-se em {{fmtn|69866|''moobans''}}, o que equivale a um povoado ou vila. Os distritos de BangkokBanguecoque, apesar de possuírem o mesmo grau administrativo dos demais distritos das províncias, recebem uma nomeação diferente, ''khets'', ao invés de ''amphoes''.<ref name="Subdivisões da Tailândia 2">{{citar web|url = http://www.statoids.com/yth.html |titulo= Districts of Thailand|publicado = Statoids|acessodata = 18 de julho de 2016 | lingua = inglês }}</ref>
 
A [[Região metropolitana de BangkokBanguecoque]] apesar de pertencer à região Central, para fins de censos, é apresentada destacada desta região. O nome de cada província é o mesmo nome de sua capital, algumas vezes com o prefixo ''Mueang'' ou ''Muang'', como alternativa política, de modo que não se confunda com a província. Com a exceção da província Songkhla, a capital é também a maior cidade da província.<ref name="Subdivisões da Tailândia 1" />
 
{{Províncias da Tailândia}}
 
BangkokBanguecoque, a capital do reino e única municipalidade, é a divisão administrativa com maior população e densidade demográfica. Se considerarmos apenas as províncias, [[Nakhon Ratchasima (província)|Nakhon Ratchasima]] é a mais populosa, com {{formatnum|2628818}} habitantes.<ref name="DOPA-20141231">{{citar web|titulo = Population of the Kingdom |url = http://stat.bora.dopa.go.th/stat/pk/pk_57.pdf |publicado = Department of Provincial Affairs (DOPA) Thailand | acessodata = 19 de março de 2015 |lingua = Tailandês |data = 31 de dezembro de 2014 }}</ref> e [[Nonthaburi (província)|Nonthaburi]] é a de maior densidade demográfica, com 1.918,22 hab/km².<ref name="DOPA-20141231" /> Nakhon Ratchasima é, também, a maior província em área territorial, enquanto [[Samut Songkhram (província)|Samut Songkhram]] é a menor província em território, com 20,4 e 0,416&nbsp;km², respectivamente. [[Mae Hong Son (província)|Mae Hong Son]], no noroeste do país, é a província de menor densidade demográfica, com 20,0 hab/km² e [[Ranong (província)|Ranong]] é a província menos populosa, com seus quase 180 mil habitantes.<ref name="DOPA-20141231" />
 
Cada província é administrada por um [[governador]], nomeado pelo ministro do Interior. A única exceção é a municipalidade de BangkokBanguecoque, onde o governador é eleito.<ref name="Subdivisões da Tailândia 1" /> No {{séc|XX}}, o extremo sul da [[península malaia]], então Malaca, esteve sob o controle tailandês. A soberania tailandesa se estendia até a região de Temasek, algumas das [[ilhas Andamão]] e uma colônia em [[Java]]. Os tailandeses renunciaram a soberania sobre o que são agora as províncias malaias de [[Kedah]], [[Perlis]], [[Kelantan]] e [[Terengganu]] para o Reino Unido, recebendo como garantia as províncias de Satun e Pattani.<ref>Liow, Joseph Chinyong. "The Security Situation in Southern Thailand: Toward an Understanding of Domestic and International Dimensions." Studies in Conflict & Terrorism. 27 (2004):531-48, p. 536.</ref> Movimentos separatistas e rebeldes [[Conflito no sul da Tailândia|mantém iniciativas de resistência]] contra o governo tailandês nesta região, organizadas sob a [[Organização para a Libertação do Estado de Patani]].<ref name="Conflito no sul da Tailândia 1">{{citar web|url = http://www.globalsecurity.org/military/world/para/pulo.htm |titulo = Pattani United Liberation Organization (PULO)|publicado = Global Securit|acessodata = 24 de agosto de 2016 | lingua = inglês }}</ref><ref name="Conflito no sul da Tailândia 2">{{citar web|url = http://www.heritage.org/research/lecture/southeast-asia-and-the-brotherhood-of-terrorism |titulo = Southeast Asia and the Brotherhood of Terrorism |autor = DILLON, Dana Robert |publicado = Heritage |data = 21 de setembro de 2004 |acessodata = 24 de agosto de 2016 | lingua = inglês }}</ref>
 
== Economia ==
{{Ver artigo principal|Economia da Tailândia}}
[[Imagem:MahaNakhon_by_kylehase.jpg|thumb|Arranha-céu [[MahaNakhon]], em [[BangkokBanguecoque]], o maior edifício do país]]
 
Por ser um país [[Países recentemente industrializados|recentemente industrializado]], a economia da Tailândia é considerada [[Mercados emergentes|emergente]].<ref name=Globalization>{{citar livro|título=Globalization and the Transformation of Foreign Economic Policy|autor =Paweł Bożyk|capítulo=Newly Industrialized Countries|páginas=164|publicado=Ashgate Publishing, Ltd|ano=2006|isbn=0-75-464638-6}}</ref><ref name=Limits>{{citar livro|título=The Limits of Convergence|autor =Mauro F. Guillén|capítulo=Multinationals, Ideology, and Organized Labor|páginas=126 (Table 5.1)|publicado=Princeton University Press|ano=2003|isbn=0-69-111633-4}}</ref> Em 2013, o país registrou um [[Produto interno bruto]] (PIB) de US$ 673,000 bilhões, fazendo da nação a segunda maior economia do Sudeste asiático, depois da [[Indonésia]]. Em termos de [[PIB per capita]] ([[Lista de países por PIB (Paridade do Poder de Compra)|Paridade do Poder de Compra]]), é a quarta nação mais rica do Sudeste asiático, depois de [[Singapura]], [[Brunei]] e Malásia, de acordo com o [[Fundo Monetário Internacional]] e o [[Banco Mundial]].<ref name="Economia da Tailândia 2">{{citar web |titulo = GDP (Purchasing Power Parity) |url = https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2001.html | publicado = The World Factbook | autor = US CIA | data = 4 de janeiro de 2015 |acessodata = 29 de setembro de 2015 | lingua = inglês }}</ref>
 
Como uma potência econômica regional, o país é visto como uma [[Sistema económico|economia de âncora]] para os países vizinhos, especialmente MyanmarMianmar, Camboja e Laos. Em 2014, apresentou uma taxa de [[desemprego]] de 0,84%, de acordo com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social da Tailândia (NESDB), além de uma [[força de trabalho]] de mais de 38,26 milhões de pessoas (17ª maior do mundo).<ref name="CIA Economia">{{citar web |titulo = Economy of Thailand |obra=The World Factbook |publicado=Central Intelligence Agency |ano=2008 |url=https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/br.html |acessodata=3/06/2008}}</ref><ref name="Economia da Tailândia 3">{{citar web|titulo = Labor force, total |url = http://data.worldbank.org/indicator/SL.TLF.TOTL.IN |acessodata = 19 de setembro de 2016 |data = 4 de janeiro de 2015 |publicado = Banco Mundial | lingua = inglês }}</ref>
 
O reino experimentou a maior taxa de crescimento econômico do mundo entre 1985 e 1996, com uma média de 12,4% ao ano.<ref name=WEOD>{{citar web|titulo=Thailand|url=http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo/2012/01/weodata/weorept.aspx?pr.x=51&pr.y=10&sy=1980&ey=1984&scsm=1&ssd=1&sort=country&ds=.&br=1&c=578&s=NGDP_R%2CNGDP_RPCH%2CNGDPD&grp=0&a=|autor=World Economic Outlook Database, Abril de 2012|publicado=International Monetary Fund|data = agosto de 2012 |acessodata = 3 de outubro de 2015 }}</ref> Em 1997, a economia contraiu 1,9%, levando a uma crise financeira que resultou na desvalorização do [[baht]], moeda do país.<ref name="Baht">{{citar web |url = http://pt.db-city.com/Moeda/Baht |título = Baht (Moeda)|acessodata= 3 de outubro de 2015|data= 26 de fevereiro de 2011 }}</ref> O baht foi indexado em 25 dólares americanos de 1978 a 1997, atingindo seu ponto mais desvalorizado de 56 dólares em janeiro de 1998, período em que a economia contraiu 10,8%, desencadeando a crise financeira asiática.<ref name="Economia da Tailândia 4">{{citar web|titulo = How the baht was 'attacked' |url = http://thanong.tripod.com/11282001.htm|acessodata = 3 de outubro de 2015 |data = 28 de novembro de 2001 | publicado = Thanong Tripod | lingua = inglês }}</ref>
O [[setor secundário]] caracteriza-se superficialmente, pela produção de aparelhos elétricos, componentes e componentes de computadores e veículos. A partir de 2012, a indústria automotiva do país foi a maior na Sudeste Asiático e a [[Lista de países por produção de veículos automóveis|décima-segunda maior do mundo]], estando a frente de países como [[Rússia]], [[Reino Unido]], [[Itália]], [[República Checa]] e [[Turquia]]. Em nível regional, é o quarto maior produtor de automóveis na Ásia - China, Japão, Coreia do Sul e Índia estão à frente - e o quarto também entre os países em desenvolvimento, superada apenas pela Índia, México e Brasil.<ref>Mazur, Eligiusz (2006). "World of Cars 2006-2007". Varsóvia: Media Connection Sp. z oo: 226. ISSN 1734-2945</ref><ref>{{citar jornal|url=http://thailand-business-news.com/business/43750-thailand-poised-to-surpass-car-production-target|título=Thailand poised to Surpass Car Production target|último =Languepin|primeiro =Olivier|data=3 de janeiro de 2013|obra=Thailand Business News|acessodata=20 de janeiro de 2013|arquivourl=https://web.archive.org/web/20130115152809/http://thailand-business-news.com/business/43750-thailand-poised-to-surpass-car-production-target|arquivodata=15 de janeiro de 2013}}</ref><ref name=OICA>{{citar web|título= Production Statistics |publicado= OICA (International Organization of Motor Vehicle Manufacturers) | url = http://oica.net/category/production-statistics/ |acessodata=26 de novembro de 2012 |arquivourl= https://web.archive.org/web/20131106174001/http://www.oica.net:80/category/production-statistics/ |arquivodata=6 de novembro de 2013 }}</ref> O [[Indústria automotiva na Tailândia|sistema industrial automotivo tailandês]] tem uma produção anual perto de 1,5 milhões de veículos, estes sendo principalmente comerciais.<ref name=OICA /> A maioria dos veículos fabricados na Tailândia são desenvolvidos e licenciados por produtores estrangeiros, em especial japoneses e sul-coreanos. A indústria automóvel tailandesa aproveita a [[Área de Livre Comércio da ASEAN]] (AFTA) para exportar a maior parte de seus produtos. Oito fabricantes, sendo cinco japoneses, dois norte-americanos, e um indiano, produzem veículos picapes no reino, o que faz da Tailândia o segundo maior consumidor de caminhões pick-up no mundo, após os Estados Unidos.<ref name=Nikkei>{{citar web|autor = Takahashi, Toru |titulo = Thailand's love affair with the pickup truck |url =https://web.archive.org/web/20160427151411/http://asia.nikkei.com/magazine/20141127-Abenomics-on-the-ballot/Business/Thailand-s-love-affair-with-the-pickup-truck | acessodata = 4 de janeiro de 2015 |publicado = Nikkei Asian Review |data = 27 de novembro de 2014 | lingua = inglês }}</ref> De acordo com a [[Federação Tailandesa das Indústrias]], em 2015 foram fabricados 1.913.002 automóveis, a terceira maior quantidade nos últimos cinco anos. Deste total, 1.204.985 foram destinados à exportação.<ref name=Nikkei />
 
{{panorama|Bangkok Night Wikimedia Commons.jpg|800px|[[Banguecoque|Bangkok]], capital e centro comercial e industrial do país.}}
 
=== Turismo ===
Em 1967, o número de turistas era de, aproximadamente, {{formatnum|336000}} visitantes estrangeiros. Esta estimativa saltou para mais de 29 milhões de visitantes internacionais que visitaram a Tailândia em 2015.<ref>{{citar jornal|último1 =Tore|primeiro1 =Ozgur|título=Thailand greets 29 millionth visitor in 2015|url=http://ftnnews.com/other-news/29303-thailand-greets-29-millionth-visitor-in-2015.html|acessodata=25 de dezembro de 2015|obra=FTN News|data=2015-12-23}}</ref><ref>{{citar jornal|título=Thailand hoping to attract wealthier travellers|url=http://www.nationmultimedia.com/breakingnews/Thailand-hoping-to-attract-wealthier-travellers-30275657.html|acessodata=25 de dezembro de 2015|obra=The Nation|data=2015-12-25}}</ref> A duração média de estadia em 2007 foi de 9,19 dias, gerando um número estimado de 547 bilhões de baht, cerca de 11 mil milhões de euros.<ref name="www2.tat.or.th">[http://www2.tat.or.th/stat/web/static_index.php Tourism Authority of Thailand]. .tat.or.th (6 May 2008). Retrieved on 16 September 2010.</ref><ref name=DOT-2014>{{citar web|titulo = International Tourist Arrivals to Thailand 2014 (by nationality) |url = http://www.tourism.go.th/home/details/11/221/23044 |publicado = Department of Tourism (Thailand) |acessodata = 21 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref> Até meados de 2016, [[Han (etnia)|Chineses]], [[malaios]], [[japoneses]], [[Coreia do Sul|sul-coreanos]] e [[Laocianos|laosianos]] foram as nacionalidades que mais visitaram a Tailândia para fins de turismo. Entre os visitantes europeus, destacaram-se, no mesmo período, os [[russos]], [[Reino da Grã-Bretanha|britânicos]], [[alemães]] e [[franceses]]. Os [[Povo dos Estados Unidos|norte-americanos]] são, entre os de nacionalidade proveniente da América do Norte, os de maior quantidade em turistas. Na [[América Latina]], turistas [[brasileiros]] e [[argentinos]] são os mais presentes enquanto [[Demografia da África do Sul|sul-africanos]] são os de maior expressividade entre aqueles vindos da África.<ref name=DOT-Stats>{{citar web|titulo = Visitor Statistics, 1998–2014 |url = http://www.tourism.go.th/home/details/11/221/25516 |publicado = Department of Tourism Thailand |acessodata = 21 de setembro de 2016 |data=janeiro–julho de 2016 |lingua = inglês }}</ref>
 
Os turistas asiáticos visitam principalmente BangkokBanguecoque e as atrações históricas, naturais e culturais nos arredores. Turistas ocidentais não só visitam BangkokBanguecoque, mas muitos viajam para as praias do sul e ilhas. O norte do país é o principal destino para caminhadas e viagens de aventura, com seus diversos grupos étnicos minoritários e montanhas arborizadas. A região que hospeda o menor número de turistas é o [[Isan]], no nordeste. Para acomodar os visitantes estrangeiros, o governo tailandês estabeleceu um sistema policial para o turismo, com escritório separado nas principais áreas turísticas e seu próprio número de telefone de emergência central.<ref name="Turismo na Tailândia 3">{{citar web|titulo = Thailand Tourist Information: Useful Calls |url = https://web.archive.org/web/20160721194306/http://www.thaiwaysmagazine.com/thailand/thailand_calls_important.html |publicado = Thaiways Magazine |acessodata = 29 de janeiro de 2015 | lingua = inglês}}</ref>
 
As atrações turísticas tailandesas incluem locais de mergulho, praias, centenas de [[Lista de ilhas da Tailândia|ilhas tropicais]], vida noturna, sítios arqueológicos, museus, tribos, flora e vida das aves, palácios, [[Lista de templos budistas na Tailândia|templos budistas]] e vários Patrimónios Mundiais. Muitos turistas seguem cursos durante a sua estadia na Tailândia, sendo que os mais populares são aulas de culinária tailandesa, sobre o budismo e a tradicional [[Thai massagem|massagem tailandesa]]. Festivais nacionais tailandeses variam do [[Ano Novo tailandês]] (Songkran) ao Loy Krathong . Muitas localidades na Tailândia também têm suas próprias festas. Entre as mais conhecidas estão o ''"[[Elefante de Surin Round-up]]"'' em Surin , o ''"[[Bun Bang Fai]]"'' em Yasothon e o festival ''"[[Phi Ta Khon]]"'' em Dan Sai. A [[Culinária da Tailândia|cozinha tailandesa]] tornou-se famosa em todo o mundo com o seu uso entusiástico de ervas frescas e especiarias.<ref name="Turismo na Tailândia 5">{{citar web|titulo = Tourism council warns operators to be prepared for unpredictable year |url = https://web.archive.org/web/20151222114613/http://www.nationmultimedia.com/business/Tourism-council-warns-operators-to-be-prepared-for-30251776.html |publicado = The Nation |acessodata = 18 de julho de 2016 | lingua = inglês}}</ref>
=== Transportes ===
{{Artigo principal|Transporte na Tailândia|Lista de aeroportos na Tailândia}}
[[imagem:Makkasan_Interchange_at_night_by_Mark_Fischer.jpg|thumb|esquerda|Cruzamento rodoviário em [[BangkokBanguecoque]]]]
[[imagem:Suvarnabhumi_Airport_inside.jpg|thumb|esquerda|[[Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi]]]]
 
A rede ferroviária da Tailândia é gerido e operado pela [[Estrada de Ferro do Estado da Tailândia]] (''State Railway da Tailândia-SRT''). Existem 4.070 quilômetros de vias férreas, sem incluir linhas de transporte de massa em BangkokBanguecoque, sendo que entre estas, 28,8 quilõmetrosquilômetros são eletrificados.<ref name="Transportes na Tailândia 7">{{citar web|url= https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2121.html#th |título = Country Comparison: Railways |publicado = The World Factbook |lingua= inglês|autor = Central Intelligence Agency (CIA) |data = 2013 |acessodata = 8 de setembro de 2016 }}</ref> Todos os serviços ferroviários nacionais são geridos pela Estrada de Ferro do Estado da Tailândia.<ref name="SRT-History">Rujopakarn, Wiroj (October 2003). "Bangkok transport system development: what went wrong?". Journal of the Eastern Asia Society for Transportation Studies. 5: 3302–15.</ref> As quatro linhas principais são a Linha do Norte, que termina em Chiang Mai, a Linha do Nordeste, que termina em Ubon Ratchathani e na fronteira com o Laos na província de Nong Khai, a linha do Leste, que termina na fronteira com o Camboja em Sa Kaeo e a Linha do Sul, que termina na fronteira com a Malásia, na província de Narathiwat. A [[Estação Ferroviária de BangkokBanguecoque]] (estação Hua Lamphong) é o principal terminal de todas as rotas. Há ligações ferroviárias a países vizinhos como a Malásia e Laos. A ligação ferroviária com o Camboja está sendo reconstruída e a com MyanmarMianmar foi extinta.<ref>Mahitthirook, Amornrat; Marukatat, Saritdet (22 December 2010). "Getting on track needs strong political will". Bangkok Post.</ref>
 
O transporte rodoviário no país liga todas as partes da Tailândia, sendo o meio de transporte mais usado para longas distâncias. Com um total de 180.053 quilômetros, incluindo 450 quilômetros de vias expressas, é dividido em, ao menos, três sistemas: a [[Malha rodoviária da Tailândia|malha rodoviária tailandesa]], a [[Rede de auto-estrada da Tailândia|rede de auto-estrada]] e o [[Sistema de via expressa da Tailândia|sistema de via expressa]]. A malha rodoviária inclui as estradas de quatro pistas, que possuem passarelas intercaladas de travessias de pedestres a cada 250 metros em áreas povoadas. Possui mais de 80 rotas, identificadas por números, mas que não seguem uma ordem numérica. Estas estradas são divididas em especiais, nacionais, rurais, locais e de concessão. A rede de auto-estrada é considerada pequena, e está limitada à região da capital, BangkokBanguecoque. O sistema de via expressa se configura numa rede de autoestradas, que servem a [[Região metropolitana de BangkokBanguecoque|Grande BangkokBanguecoque]] e províncias vizinhas. Diferentemente da malha rodoviária, as autoestradas são servidas por [[pedágio]]s.<ref name="Pedágios nas estradas da Tailândia">{{citar web| url = http://thaifinancialpost.com/2013/03/21/transport-minister-one-firm-will-run-all-high-speed-train-routes |titulo = Transport Minister: One firm will run all high-speed train routes | publicado = Thai Financial Post |data = 21 de março de 2013 | acessodata = 20 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref><ref name="Transportes na Tailândia 8">{{citar web|url= https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2085.html#th |título = Country Comparison: Roadways |publicado = The World Factbook |lingua= inglês|autor = Central Intelligence Agency (CIA) |data = 2013 |acessodata = 8 de setembro de 2016 }}</ref>
 
Na área de transporte aéreo, o país possui dez companhias aéreas nacionais e outras dezoito companhias que realizam voos comerciais para o país. O [[Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi]] é o mais e mais movimentado do país, com um total de {{formatnum|52808013}} de passageiros em 2015, fazendo deste o [[Lista de aeroportos por número de passageiros|20º maior do mundo em número de passageiros]].<ref name="Vigésimo mais movimentado do mundo">{{citar web |url = http://www.panynj.gov/airports/pdf-traffic/ATR_2015.pdf |titulo = 2015 Airport Traffic Statistics |publicado = Port Authority of New York and New Jersey |data = 1 de abril de 2016 | acessodata = 7 de maio de 2016 | lingua = inglês }}</ref> O [[Aeroporto Internacional de Don Mueang]] também registra um número significativo de passageiros anualmente, com {{formatnum|30304183}} em 2015.<ref name="Aeroporto Internacional de Don Mueang">{{citar web |url = http://aot.listedcompany.com/misc/statistic/2016/20160125-aot-traffic-calendar-2015-12m.pdf |titulo = AOT Air Traffic Calendar Year 2015 |publicado = Aircraft Movements |data = 2015 | acessodata = 7 de maio de 2016 | lingua = inglês }}</ref> Onze aeroportos possuem movimentação de mais de um milhão de passageiros a cada ano. Há ainda, outros 101 aeroportos domésticos na Tailândia.<ref name="Transportes na Tailândia 6">{{citar web|url= https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/rankorder/2053rank.html#th |título = Country Comparison: Airports |publicado = The World Factbook |lingua= inglês|autor = Central Intelligence Agency (CIA) |data = 2013 |acessodata = 7 de maio de 2016 }}</ref>
 
O país conta com 3.700{{fmtn|3700}} quilômetros de percurso hidroviário navegável, incluindo rios e canais. O canal [[Khlong Saen Saep|Saen Saeb]] é o principal percurso de transporte hidroviário. Estima-se que mais de {{formatnum|360000}} pessoas utilizem o transporte hidroviário diariamente. O maior porto do país é o de BangkokBanguecoque,<ref name="Transporte hidroviário na Tailândia 2">{{citar web|url= http://escola.britannica.com.br/article/480734/Bangkok |título = Bangkok|publicado = Britannica Escola |acessodata = 6 de maio de 2016 }}</ref> mas há outros portos principais que respondem por boa parte das exportações e importações, como o de Laem Chabang, Map Ta Phut, Prachuap Port e Si Racha.<ref name="Transporte hidroviário na Tailândia">{{citar web|url= http://www.indexmundi.com/pt/tailandia/portos.html |título = Tailândia Portos |publicado = Index Mundi |acessodata = 6 de maio de 2016 | data = 8 de junho de 2015 }}</ref>
 
=== Saúde ===
{{Artigo principal|Saúde na Tailândia}}
A saúde e cuidados médicos são supervisionados pelo [[Ministério da Saúde Pública (Tailândia)|Ministério da Saúde Pública da Tailândia]]. Para supervisionar a política nacional de saúde e operar a maioria das unidades de saúde do governo, o ministério possui várias agências nacionais, como o Gabinete de Segurança Nacional de Saúde (NHSO), responsável por alocar financiamento através do programa de cobertura universal, o Instituto de Saúde e Sistema de Investigação (HSRI, em inglês), a Fundação de Promoção da Saúde Tailandesa ("ThaiHealth"), a Comissão de Serviço Nacional de Saúde (NHCO, em inglês), a Organização Farmacêutica do Governo e o Instituto de Emergência Médica da Tailândia (EMIT).<ref name="worldbank.org">{{citar web|titulo = Thailand: Sustaining Health Protection for All |url = http://www.worldbank.org/en/news/2012/08/20/thailand-sustaining-health-protection-for-all | acessodata = 25 de agosto de 2016 |publicado = Banco Mundial | lingua = inglês }}</ref>
[[Imagem:SIRIRAJ_HOSPITAL_-_panoramio.jpg|thumb|Hospital Siriraj em BangkokBanguecoque]]
 
Conforme dados de 2011, a [[Lista de países por esperança média de vida à nascença|esperança de vida]] na Tailândia era de 73,56 anos de vida ao nascer, enquanto que a taxa de [[mortalidade infantil]] era de 11,3 por mil nascidos vivos durante os anos de 2005-2008. A primeira causa de morte para homens era o [[acidente vascular cerebral]]. Outras doenças com mais causas de morte entre os homem incluíam acidentes de viação, [[AIDS]] e doença de coração. A causa de morte mais comum entre as mulheres eram doenças cardíacas, AIDS, insuficiência renal crônica e pneumonia.<ref name="Tailândia - Saúde" /> A taxa de mortalidade é de 205 por 1.000 adultos, para aqueles com idade entre 15 e 59 anos.<ref name="Tailândia - Saúde">{{citar web|titulo = Thailand:WHOstatisticalprofile |url = http://www.who.int/gho/countries/tha.pdf | acessodata = 25 de agosto de 2016 |publicado = Organização Mundial da Saúde (OMS) | lingua = inglês }}</ref> A Tailândia tem a maior incidência de [[Colangiocarcinoma|câncer de ducto biliar]] no mundo.<ref name="Saúde na Tailândia 2">Vatanasapt, V; Sriamporn, S; Vatanasapt, P (2002). "Cancer control in Thailand". Japanese journal of clinical oncology. 32 Suppl: S82–91. PMID 11959881.</ref><ref name="Saúde na Tailândia 5">{{citar web|url= http://www.amepc.org/tgc/article/view/74/64 |título= Cholangiocarcinoma: Epidemiology and risk factors|lingua= inglês |autor= Translational Gastrointestinal Cancer |publicado = AMEPC |acessodata= 24 de abril de 2015 }}</ref><ref name="Saúde na Tailândia 6">{{citar web|url= http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4130346/ |título = Cholangiocarcinoma: Lessons from Thailand|lingua = inglês |autor = NCBI |publicado = US National Library of Medicine National Institutes of Health |acessodata= 24 de abril de 2015 }}</ref>
[[imagem:อักษรศาสตร์ จุฬาฯ.JPG|thumb|esquerda|[[Universidade de Chulalongkorn]], fundada em 1917, é a mais antiga universidade no país]]
 
A [[educação]] é obrigatória na Tailândia desde [[1921]], e é dirigida e regulamentada pelo [[Ministério da Educação (Tailândia)|Ministério da Educação do país]], um dos órgãos de maior orçamento público.<ref name="Educação na Tailândia 1">{{citar web|url = http://www.ide.go.jp/English/Publish/Download/Report/2005/pdf/2005_04_15_07.pdf |título = The Development of Primay Education in Thailand and Its Presents Challenges: From Quantity to Quality through Effective Management |data = 2005 |lingua = inglês |formato = PDF |publicado = IDE |acessodata = 23 de setembro de 2014 }}</ref> A lei exige que o governo conceda educação básica gratuitamente aos cidadãos dos 5 aos 17 anos de idade, sendo que até os 14 anos o ensino é obrigatório.<ref name="Educação na Tailândia 1" /> Em 2012, foram registradas {{fmtn|16376906}} pessoas em idade escolar no sistema, sendo que apenas {{fmtn|13931095}} estavam regularmente matriculadas e frequentando o ensino escolar.<ref name="Educação na Tailândia 2">{{citar web|url= http://www.mis.moe.go.th/EIS/report_data.htm |título= Statistics Education |data= 2015 |lingua= tailandês|publicado= Ministério da Educação da Tailândia |acessodata= 16 de setembro de 2016 }}</ref> Entre estes estudantes, {{fmtn|2445811}} estavam frequentando o sistema de educação privado.<ref name="Educação na Tailândia 2" /> Em 2015, o Banco Mundial realizou um estudo em que sugere que cerca de um terço dos estudantes tailandeses com até 15 anos de idade são [[Analfabetismo funcional|analfabetos funcionais]].<ref name="Nation-20150604">{{citar web| titulo = Education reforms critical for the Thai economy, says World Bank |url = http://www.nationmultimedia.com/business/Education-reforms-critical-for-the-Thai-economy-sa-30261548.html | acessodata = 16 de setembro de 2016 | publicado = The Nation | autor =Banco Mundial |data = 4 de maio de 2015 | lingua = inglês }}</ref>
 
O sistema educacional tailandês é dividido em cinco níveis de ensino: [[Jardim de infância|jardim-de-infância]] (3-5 anos), [[ensino primário]] (6-11 anos), [[ensino secundário]] (15-17 anos), [[ensino superior]] (18 anos e acima) e [[pós-graduação]]. Complementam este sistema as escolas profissionais e técnicas. O setor educacional privado possui o mesmo sistema que o setor educacional público.<ref name="Educação na Tailândia 1" />
[[Mongkut]] foi visto como o "Pai da Ciência na Tailândia", precisamente por ele ter calculado que haveria o [[Eclipse solar de 18 de agosto de 1868]]. Em 1982, o dia 18 de agosto foi definido como o [[Dia Nacional da Ciência (Tailândia)|Dia Nacional da Ciência]].<ref name="Ciência e tecnologia na Tailândia 1">{{citar web|url= http://www.rmutphysics.com/charud/specialnews/6/science/unit4_13.html |publicado= Rmut Physics |titulo = ประวัติของวิทยาศาสตร์และเทคโนโลยีในประเทศไทย (em língua portuguesa: História da ciência e da tecnologia na Tailândia|lingua = tailandês|acessodata = 19 de abril de 2015 }}</ref>
 
Em BangkokBanguecoque, existem 23.000{{fmtn|23000}} pontos públicos gratuitos de Wi-Fi hotspots da Internet.<ref name="Ciência e tecnologia na Tailândia 4" /> A [[internet na Tailândia]] inclui 10 Gbit/s linhas de alta velocidade de fibra óptica que podem ser alugadas e ISPs, como KIRZ que fornecem serviços de Internet residenciais. A Internet é regulamentada pelo [[Ministério da Informação e da Comunicação (Tailândia)|Ministério da Informação e da Comunicação]], através da Autoridade das Comunicações da Tailândia. A Polícia Real Tailandesa é o órgão de governo responsável pelo comando das investigações dos crimes cibernéticos e virtuais. A ciência moderna tailandesa tem dedicado-se mais ao desenvolvimento de pesquisas na área da saúde, transporte, educação e comunicação, com estes setores experimentando um progresso rápido no país.<ref name="Ciência e tecnologia na Tailândia 1" /><ref name="Ciência e tecnologia na Tailândia 4">{{citar web|url= http://www.bangkokpost.com/learning/learning-from-news/291478/bangkok-free-internet-23000-hotspots |publicado = The Bangkok Post |titulo = Bangkok's free internet: 23,000 hotspots|lingua = inglês |data = 2 de maio de 2012 |acessodata = 17 de maio de 2016 }}</ref><ref name="Ciência e tecnologia na Tailândia 5">{{citar web|url= http://www.asiasentinel.com/politics/thailands-massive-internet-censorship/ |publicado = Asia Sentinel |titulo = Thailand’s Massive Internet Censorship|lingua = inglês |data = 22 de julho de 2010 |acessodata = 17 de maio de 2016 }}</ref>
 
=== Energia ===
Não há [[Usina nuclear|usinas nucleares]] na Tailândia, embora o desenvolvimento de uma desta pode ocorrer a partir de 2026. Atualmente, 80% do total de energia consumida no país provém de gás natural.<ref name="Energia na Tailândia 1">{{citar web|url= http://www.eia.gov/countries/cab.cfm?fips=TH |título= Overview: Thailand is a net importer of oil and natural gas, although the country is a growing producer of natural gas |data= 20 de fevereiro de 2013 |lingua= inglês |publicado= U.S Energy Information Organization |acessodata= 21 de novembro de 2014 }}</ref> A Tailândia produz cerca de um terço do petróleo que consome, se consolidando no segundo maior importador de petróleo no sudeste da Ásia. O país é um grande produtor de gás natural, com reservas de pelo menos 10 trilhões de pés cúbicos, sendo também o maior produtor de carvão no sudeste asiático, depois da Indonésia.<ref name="Energy Security">{{citar web|titulo = International Index of Energy Security Risk |url = http://www.energyxxi.org/sites/default/files/pdf/InternationalIndex-Final2013.pdf |autor = Institute for 21st Century Energy |publicado = Institute for 21st Century Energy |formato = PDF |acessodata = 18 de abril de 2015 |data = 2013 |lingua = inglês }}</ref>
 
Em 2011, a Tailândia detinha uma capacidade instalada de geração de energia de cerca de 32,4 GWh, quase que totalmente dependente do gás natural. Investimentos governamentais que objetivavam diminuir a dependência do gás natural apresentaram uma acentuada diminuição após o [[Acidente nuclear de Fukushima I|acidente nuclear de Fucuxima]], no Japão. Sete países da ASEAN, incluindo a Tailândia, assinaram acordos de cooperação com a [[Rosatom]], a agência de energia nuclear estatal russa.<ref>{{citar web |titulo = With Russian help, region looks to a nuclear-powered future |url = http://www.nationmultimedia.com/national/With-Russian-help-region-looks-to-a-nuclear-powere-30288002.html |acessodata = 14 de junho de 2016|publicado = The Nation |data = 13 de junho de 2016 | lingua = inglês }}</ref> De acordo com o [[Ministério de Energia (Tailândia)|Ministério de Energia]], o consumo de energia primária no país era de 75,2 Mtep (milhões de toneladas equivalentes de petróleo) em 2013, um aumento de 2,6% em relação ao ano anterior.<ref name="Facts 2013">{{citar web|titulo = Energy in Thailand, Facts & Figures 2013 |url = http://weben.dede.go.th/webmax/sites/default/files/fact2013.pdf |publicado = Dept of Alternative Energy Development & Efficiency, Ministry of Energy |acessodata = 5 de setembro de 2016 | lingua = inglês }}</ref> A principal política adotada pelo país no ramo é o Plano de Desenvolvimento de Energia Tailandês para 2015-2036, no qual se pretende construir 20 estações adicionais movidos a gás elétrico (geradores de 17.728{{fmtn|17728}} MWe), nove estações de energia movida a carvão (7.390 MWe), e 14.206 MW de energia proveniente de fontes renováveis, incluindo a hídrica - uma grande parte das quais serão importadas do Laos ou MyanmarMianmar - com todas essas ações sendo geridas pela [[Autoridade Geradora de Eletricidade da Tailândia]] (EGAT).<ref>{{citar web|titulo = National Energy Policy Committee approves Thailand’s power development plan (PDP 2015) |url = http://www.thaigov.go.th/index.php?option=com_k2&view=item&id=91997:91997&Itemid=398&lang=en |publicado = Royal Thai Government |acessodata = 24 de agosto de 2016 | lingua = inglês }}</ref><ref>{{citar web|titulo = Thailand’s Power Development Plan Thailand’s Power Development Plan 2015 (PDP 2015) |url = http://www.renewableenergy-asia.com/Portals/0/seminar/Presentation/02-Overview%20of%20Power%20Development%20Plan%20(PDP%202015).pdf |publicado = Ministry of Energy (Thailand) |acessodata = 24 de agosto de 2016 | lingua = inglês }}</ref>
 
== Cultura ==
A cultura tailandesa incorpora uma grande influência da [[Índia]], China, Camboja e outras partes do Sudeste Asiático. Ela é influenciada principalmente pelo [[animismo]] e o Budismo.<ref>Thailand: Political History and Buddhist Cultural Influences, Kanai Lal Hazra, ISBN 8186921125, 9788186921128</ref><ref name="Influências na cultura tailandesa">{{citar livro|autor = Arne Kislenko |titulo = Cultura and Customs of Thailand |url=https://books.google.com.br/books?id=VW904h09qE8C&pg=PA40&dq=Buddhism+and+its+influence+on+Thai+culture&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjRgZqc-J7PAhVFfZAKHf-ICAsQ6AEIJTAB#v=onepage&q=Buddhism%20and%20its%20influence%20on%20Thai%20culture&f=false|data= 7 de agosto de 2004 |publicado = Greenwood Press|isbn=0-313-32128-0|paginas=61-89}}</ref> O Budismo Theravada salienta que a maioria das pessoas são incapazes de atingir o estado de iluminação perfeitamente feito. A acumulação de mérito dar-se-á através de práticas como rituais de oferta de alimentos aos monges e doações ao templo. Os ensinamentos religiosos servem como base de apoio para boa parte da visão cultural no país. Na Tailândia, o Budismo também possui a crença de que o rei é uma divindade hipotética, e que ele enfatiza o estilo sobre a vida dos cidadãos.<ref name="Weidenbaum" />
 
Vários grupos étnicos diferentes, muitos dos quais são marginalizados, compõem a cultura da Tailândia. Alguns desses grupos são encontrados em outros países vizinhos, como MyanmarMianmar, Laos, Camboja e Malásia, e tem mediado a mudança entre sua cultura tradicional local e as influências culturais globais. A [[diáspora chinesa]] também forma uma parte significativa da sociedade tailandesa, particularmente em torno de BangkokBanguecoque. Sua integração bem sucedida na sociedade tailandesa tem permitido a este grupo ocupar posições de poder econômico e político. A ligação econômica histórica entre o mercado chinês e grupos tailandeses é o principal motivo de o país compartilhar laços culturais com a China.<ref name="Weidenbaum">{{citar livro|autor =Murray L Weidenbaum|título=The Bamboo Network: How Expatriate Chinese Entrepreneurs are Creating a New Economic Superpower in Asia|url=https://books.google.com/books?id=pcRlgZttsMUC|data=1 de janeiro de 1996|publicado=Martin Kessler Books, Free Press|isbn=978-0-684-82289-1|páginas=4–8}}</ref>
 
Duas vezes por dia, às 08:00 e novamente às 18:00, o hino nacional é tocado por todos os meios de comunicação tailandeses. A população deve parar de executar o que se está fazendo e voltar sua atenção para prestar homenagem à bandeira durante o hino. Nas escolas, alunos ficam na frente da bandeira levantada e cantam o hino nacional às 08:00 todos os dias. O costume é praticado costumeiramente desde 1935, quando os regulamentos para o levantamento e abaixamento das cores da bandeira foram publicados na ''Royal Gazette''. A Lei da bandeira, de 1979, decretou que aqueles que não respeitarem o costume de ficar em silêncio durante o hino estão sujeitos a uma multa e quase um ano de restrição de liberdade.<ref>Richard T. Schaefer, 1998. p. 708</ref>
=== Cinema ===
{{Artigo principal|Cinema da Tailândia}}
[[Imagem:Siamtheaterbangkok.jpg|thumb|esquerda|Cinema Siam, em BangkokBanguecoque, com o anúncio do filme ''[[Maha'lai muang rae]]'']]
 
O cinema e a produção de filmes tem uma longa história na Tailândia. O primeiro filme tailandês filmado no país é [[Miss Suwanna de Sião]], um romance de 1923 escrito e dirigido por [[Henry MacRae]].<ref name="Cinema da Tailândia 0">Sukwong, Dome and Suwannapak, Sawasdi. A Century of Thai Cinema, Thames and Hudson, 2001. ISBN 0-500-97603-1</ref> O filme é uma produção de 35 minutos em [[preto-e-branco]], com nenhum som emitido e o primeiro ambientado no país com o envolvimento de atores e atrizes tailandeses.<ref name="Cinema da Tailândia 1">{{citar web|url = http://thaifilm.com/articleDetail.asp?id=9 |titulo = ความรุ่งโรจน์ ของอุตสาหกรรมภาพยนตร์ยุคบุคเบิก (2470 - 2489) |publicado = Thai Film Foundation |lingua = tailandês |acessodata = 29 de fevereiro de 2016 }}</ref>
 
Durante o período pós-1947, a produção e veiculação de filmes na Tailândia aumentou. Filmagens de estúdio estavam entre as principais obras de cinema que eram produzidas. Quando o país entrou na [[Segunda Guerra Mundial]], o país produzia, em média, 2 filmes por ano.<ref name="Cinema da Tailândia 1" /> Até o final da Segunda Guerra Mundial, a média de 2 filmes anuais foi diminuindo, com média de 16 minutos cada um destes, e o país entrou num estado de calamidade no setor. Muitos filmes têm demonstrado a Tailândia e o seu papel como um espelho político. Durante os anos [[1973]]-[[1986]], foram produzidos e veiculados vários filmes subsequentes, sendo que entre os anos [[1988]]-[[1997]], a indústria cinematográfica tailandesa passou a ter os adolescentes como alvos de suas produções. O gênero de filme adolescente, juntamente com filmes de suspense e pornografia, passaram a ter uma atenção e desenvolvimento maior no fim da década de 1990, quando um número cada vez maior de filmes e curta-metragens passou a ser produzido.<ref name="Cinema da Tailândia 0" />
 
Atualmente, existem filmes que são voltados para o mercado mundial, como [[Tom yum goong]], que ganhou bilheteria até nos Estados Unidos. Diversos filmes tailandeses foram aceitos em [[Lista de festivais de cinema|festivais de cinema]] nos últimos anos. [[Lung Boonmee raluek chat]] (em português: Tio Boonmee Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas), de 2010, dirigido por [[Apichatpong Weerasethakul]], ganhou a [[Palma de Ouro]] no [[Festival de Cannes]], sendo o primeiro filme do Sudeste asiático a receber este prêmio.<ref name="Cinema da Tailândia 2">{{citar web|url = http://theculturetrip.com/asia/thailand/articles/uncle-boonmee-who-can-recall-his-past-lives-the-first-southeast-asian-cannes-winner/ | titulo = Uncle Boonmee Who Can Recall His Past Lives: The First Southeast Asian Cannes Winner | publicado = The Culture Trip | lingua = inglês | acessodata = 29 de fevereiro de 2016 }}</ref> [[Pee Mak]], lançado em 2013, foi o filme com maior arrecadação da Tailândia, com cerca de 1.000 milhões de baht.<ref name="Cinema da Tailândia 3">{{citar web|url = http://www.hollywoodreporter.com/news/pee-mak-approaching-all-time-434716 |titulo = 'Pee Mak' Approaching All-Time Record at Thailand Box Office |publicado = The Hollywood Reporter |lingua = inglês |acessodata = 21 de setembro de 2016 | data = 4 de agosto de 2013 }}</ref> A Tailândia realiza, desde 2003, o ''[[Bangkok International Film Festival]]''.<ref name="Cinema da Tailândia 4">{{citar web|url = http://www.talkingpix.co.uk/ArticleBangkok2003.html |titulo = Bangkok International Film Festival 2003 |publicado = Talking Pix |lingua = inglês |acessodata = 30 de agosto de 2016 | autor= WATSON, Nigel }}</ref>
{{Artigo principal|Desporto na Tailândia}}
 
O ''[[muay thai]]'' (em tailandês: มวยไทย) também conhecido como arte marcial tailandesa, é o [[esporte nacional]] da Tailândia.<ref>{{citar web|último=Colman|primeiro=David|título= It's Hand-to-Hand for a Keeper of Faces|publicado=[[New York Times]]|data=9 de Janeiro de 2005|url= http://www.nytimes.com/2005/01/09/fashion/09POSS.html?scp=1&sq=muay%20thai&st=cse|acessodata=10 de Agosto de 2010|arquivourl=http://www.webcitation.org/mainframe.php|arquivodata=16 de Novembro de 2012}}</ref><ref>{{citar web|último=Fuller|primeiro=Thomas|título= Sugar and Spice and a Vicious Right|subtítulo=Thai Boxing Discovers Its Feminine Side|publicado= [[New York Times]]|data= 16 de Setembro de 2007|url= http://www.nytimes.com/2007/09/16/world/asia/16thai1.html?scp=3&sq=muay%20thai&st=cse |acessodata=10 de Agosto de 2010|arquivourl=http://www.webcitation.org/mainframe.php|arquivodata=2013-03-04}}</ref> Consiste em uma [[arte marcial]] criada há mais de mil anos, e é considerada uma das mais poderosas lutas do mundo, pela explosão de golpe e de agilidade e pelo uso combinado de punhos, cotovelos, joelhos, canelas e pés, estando associada a uma boa preparação física que a torna uma luta de contato total bastante eficiente.<ref>Delp 2004, p.3</ref> Hoje em dia o muay thai ter-se-á convertido num símbolo nacional do reino da Tailândia, sendo o desporto mais praticado no país.<ref>Cesaris 1995, p.18</ref> Em BangkokBanguecoque estão sediadas a [[Federação Internacional de Muay Thai Amador]] (IFMA) e o [[Conselho Mundial de Muay Thai]] (WMC).<ref>{{citar jornal|título=IFMA Governing body of Muay Thai|url=http://www.ifmamuaythai.org/|publicado=ifmamuaythai.org|data=janeiro de 2013|acessodata=10 de abril de 2013|língua=inglês}}</ref><ref>{{citar jornal|título=World Muaythai Council for Professional Muaythai|url=http://www.wmcmuaythai.org/|publicado=www.wmcmuaythai.org|data=janeiro de 2013|acessodata=10 de abril de 2013|língua=inglês}}</ref> O [[Sepak takraw]] (em tailandês: ตะกร้อ) é outro esporte nativo do reino, em que os jogadores batem uma bola de rattan e só estão autorizados a usar os pés, joelhos, peito e cabeça para tocar a bola. Semelhante ao voleibol, os jogadores devem dar voleio na bola sobre uma rede e forçá-la a bater no chão do lado do adversário. Ele também é um esporte popular em outros países do Sudeste Asiático. Um jogo bastante semelhante, mas jogado apenas com os pés e a bola buka.<ref>{{citar livro|último = Brown |primeiro = Charles Cuthbert |autorlink = David Mumford |título= Sejarah Melayu; or, Malay annals: an annotated translation [from the Malay] |publicado= [[Oxford University Press]] |ano= 1970 |página= 89}}</ref>
 
[[imagem:Muay Thai match in Bangkok, Thailand.jpg|thumb|esquerda|O [[Muay thai]] é o esporte nacional do país]]
Outros esportes são praticados no país, embora em menor número. O [[basquetebol]] está em crescimento, especialmente no nível clube desportivo profissional. Os ''Chang Thailand Slammers'' venceram a Liga de Basquetebol da ASEAN em 2011.<ref name="Basquetebol na Tailândia">{{citar web |url = http://www.aseanbasketballleague.com/teams/view/6/chang-thailand-slammers | titulo = Chang Thailand Slammers – AirAsia ASEAN Basketball League |publicado = ASEAN Basketball League Championship |acessodata = 2 de junho de 2012 }}</ref> A seleção nacional de basquetebol da Tailândia teve seu ano mais bem sucedido nos Jogos Asiáticos de 1966, onde ganhou a medalha de prata.<ref name="Basquetebol na Tailândia 2">{{citar web |url = http://www.best-basketball-tips.com/thailand-basketball.html |titulo = Thailand Basketball |publicado = Best Basketball Tips |acessodata = 8 de maio de 2016 }}</ref> O [[snooker]] também tem desfrutado de uma crescente popularidade na Tailândia nos últimos anos, com o interesse no jogo sendo estimulado pelo sucesso do jogador de sinuca tailandês [[James Wattana]] na década de 1990.<ref>{{citar web |autor = HODGSON, Guy |data = 18 de abril de 1993 |titulo =Snooker: A storm coming in from the East: Thailand doesn't boast many world-beating sportsmen. But over the next fortnight James Wattana might just become one. Guy Hodgson reports |url=http://www.independent.co.uk/sport/snooker-a-storm-coming-in-from-the-east-thailand-doesnt-boast-many-world-beating-sportsmen-but-over-1455940.html | publicado = The Independent | acessodata = 8 de maio de 2016 | lingua = inglês }}</ref> Outros jogadores de snooker notáveis ​​produzidos pelo país incluem Ratchayothin Yotharuck, Noppon Saengkham e Dechawat Poomjaeng.<ref name="Sinuca na Tailândia 2">{{citar web | url = http://www.thenational.ae/business/industry-insights/finance/south-east-asians-proving-high-earners-on-the-tables |titulo = South East Asians proving high earners on the tables |autor = GOYDER, James |data = 11 de janeiro de 2014 |acessodata = 8 de maio de 2016 | lingua = inglês }}</ref> O [[rugby]] também se destaca, com a equipe nacional da união do rugby tailandês subindo para a 61ª classificação mundial e o país tornando-se o primeiro no mundo a sediar um torneio internacional de rugby em 2005.<ref>{{citar web|url = http://www.irb.com/unions/union=11000019/index.html |titulo = International Rugby Board – Thailand |publicado = International Rugby Board |acessodata = 25 de abril de 2010 | lingua = inglês }}</ref><ref>{{citar web|url = http://www.nationmultimedia.com/2005/07/19/sport/index.php?news=sport_18070310.html |titulo = Historic first match in Thailand |publicado = Nation Multimedia |acessodata = 25 de abril de 2010 | lingua = inglês }}</ref>
 
Há alguns espaços desportivos no país. O Thammasat é um estádio multiúsomultiuso em BangkokBanguecoque, usado principalmente para jogos de futebol e coomcom uma capacidade total para {{formatnum|25000}} pessoas. Está localizado no campus da Universidade Rangsit Thammasat e foi construído para os [[Jogos Asiáticos de 1998]], pela empresa de construção Christiani Nielsen, a mesma empresa que construiu o Monumento da Democracia em BangkokBanguecoque.<ref name="Desporto na Tailândia 7">{{citar web|url=http://www.thaifootball.com/stadium-tu.html |titulo=THAMMASAT STADIUM (Thammasat University Sport Complex, Rangsit Campus) |publicado= Thai Footbal |lingua= inglês |acessodata= 8 de setembro de 2016 |data= 10 de julho de 2009}}</ref> O [[Estádio Nacional Rajamangala]] é a maior arena esportiva na Tailândia. Atualmente, tem uma capacidade total para {{formatnum|65000}} pessoas e está localizado no distrito de Bang Kapi, em BangkokBanguecoque. O estádio foi construído em 1998, também para os Jogos Asiáticos de 1998 e é o estádio-sede da Seleção Tailandesa de Futebol.<ref name="Desporto na Tailândia 8">{{citar web|url=http://www.worldofstadiums.com/asia/thailand/rajamangala-national-stadium/ |titulo=Rajamangala National Stadium |publicado= World of Stadiums |lingua= inglês |acessodata= 8 de setembro de 2016 |data= 10 de julho de 2011}}</ref>
{{panorama|Ramkhamhaeng banner.jpg|1400px|[[Estádio Rajamangala|Estádio Nacional Rajamangala]].}}
 
! Data !! Nome !! Observação
|-
| [[1 de janeiro|1º de janeiro]] || [[Ano-Novo|Confraternização Mundial]] || Início do calendário anual
|-
| Lua cheia, 3º mês lunar Tai (fevereiro) || [[Magha Puja]] || Observância budista comemorativa de Buda.
|-
| [[6 de abril]] || Chakri || Comemora o estabelecimento da dinastia Chakri e a fundação de BangkokBanguecoque pelo Rei Phutthayotfa Chulalok em 1782.<ref name="Datas comemorativas na Tailândia 1" />
|-
| [[13 de abril|13]]-[[15 de abril]] || [[Songkran]] || Ano novo tradicional tailandês e o principal feriado do ano. Muitas pessoas voltam para casa para reuniões de família durante este período. O primeiro dia é conhecido como วัน มหาสงกรานต์ (Wan Maha Songkran), o segundo como วันเนา (Wan Nao), e o terceiro como วันเถลิงศก (Wan Thaloeng Sok). O 14º também é observado como Dia da Família.<ref name="Datas comemorativas na Tailândia 1" />
|-
| [[1 de maio|1º de maio]] || [[Dia do Trabalho]] || Coincide com o Dia Internacional dos Trabalhadores. Observado como um feriado pela maior parte do setor privado.
|-
| [[5 de maio]] || [[Dia da Coroação]] || Comemora a coroação do rei [[Bhumibol Adulyadej]].<ref name="Datas comemorativas na Tailândia 1" />
|-
| Lua cheia, 6º mês lunar Tai (maio) || [[Vesak]] || Comemora o nascimento, iluminação e morte do Buda. Também observado como Dia Nacional da Árvore. As vendas de bebidas alcoólicas são proibidas.
| Primeira semana, 8º mês lunar Tai (julho) || [[Vassa]] || Marcando o início da Vassa, também conhecido como Quaresma budista. As vendas de bebidas alcoólicas são proibidas.
|-
| [[12 de agosto]] || Aniversário da Rainha || Comemora o aniversário da rainha [[Sirikit]], também observado como Dia Nacional das Mães.
|-
| Dia de lua cheia do 11º mês lunar || Wan Ok Phansa || Assinala o fim do período de Quaresma budista, num momento em que muitos budistas tailandeses se abstém de comer carne, beber álcool e tabagismo. As vendas de bebidas alcoólicas são proibidas.
 
== Ver também ==
* [[Ásia]]
* [[Missões diplomáticas da Tailândia]]
* [[Lista de Estados soberanos]]