Diferenças entre edições de "Folheto embrionário"

504 bytes adicionados ,  23h07min de 1 de abril de 2019
sem resumo de edição
m (Retirada de referências erradas e colocação de referências corretas)
[[Imagem:Endoderm2.png|thumb|'''Endoderme:''' Camada interna, origina o revestimento do tubo respiratório, bolsões epiteliais da faringe e o revestimento do tubo digestivo. ]]
 
A principal derivação da endoderme embrionária é o revestimento de dois tubos dentrono doembrião: organismo. Oo [[tubo digestivo]] (de onde vão se formar o '''fígado''', '''vesícula biliar''' e o '''pâncreas''') e o tubo respiratório, que cresce a partir do tubo digestivo, e se bifurca nos dois [[Pulmão|pulmões]]. Quando as bordas laterais, cranial e caudal do embrião encontram‑se e se fundem, as porções cranial e caudal da endoderme são convertidas em tubos sem saída, que se transformação nos futuros intestino anterior e intestino posterior. Posteriormente, a extremidade cranial do intestino anterior é tampada pela membrana orofaríngea, que dará origem a boca. Já  a extremidade caudal do intestino posterior é tampada pela membrana cloacal, que formará o ânus e o sistema urogenital.<ref name=":1" /> Os tubos digestivo e respiratório dividem uma câmara comum na região anterior do embrião: a [[faringe]], que também será revestida por derivados da endoderme.<ref name=":12" /><ref name=":6" /><ref name=":0" />
 
Inicialmente, o folheto embrionário endodérmico dará origem ao revestimento epitelial do '''intestino''', e ao longo do seu desenvolvimento formará o epitélio de todo o trato gastrointestinal (fígado, pâncreas e bexiga). Além disso, a partir da endoderme surgirá o epitélio de revestimento do sistema respiratório, incluindo a [[traqueia]], os pulmões e [[Brônquio|brônquios]]. Todos os componentes epiteliais da faringe, cavidade dos tímpanos, tonsilas e glândulas tireoides e paratireoides também serão originados a partir da endoderme.<ref name=":11" /><ref name=":3" /><ref name=":1" /><ref name=":2" />
Utilizador anónimo