Diferenças entre edições de "Paxá"

15 bytes adicionados ,  13h40min de 5 de abril de 2019
sem resumo de edição
m ("Haver" no sentido de "existir" é impessoal.)
 
[[Ficheiro:Ottoman tui 1877 romanian capture.jpg|thumb|right|100px|Insígnia de paxá otomano capturada pelos [[Roménia|romenos]] em [[1877]].]]
'''Paxá''' ou '''Pasha''' ([[Língua turca otomana|turco otomano]]: پاشا, ''paşa'';<ref name="oed">[http://www.etymonline.com/index.php?term=pasha "pasha."] ''Online Etymology Dictionary.'' 2001.</ref> [[Língua persa|persa]]: پاشا) é a denominação dada entre os [[Turquia|turcos]] aos governadores de províncias do [[Império Otomano]] dado a generais e governadores dignatários, e correspondia ao título de "Excelência" usado no Ocidente. Como um título honorário, ''Paxá'', em um de seus vários níveis, é equivalente ao título britânico de [[Lorde]], e também foi um dos títulos mais altos na pré-república do [[Egito]]. Havia três níveis dos paxás: o primeiro, ou mais alta classe, tinha o privilégio de dar um padrão de três rabos de cavalo, o segundo de dois, e o terceiro de um.<ref name="pires">[http://www.archive.org/stream/empirescitiesofa00forb#page/188 The empires and cities of Asia (1873)] por [[Forbes, A. Gruar]]. Página 188</ref>
 
{{Referências}}
Utilizador anónimo